Radar Imobiliário XP #26

Confira os principais acontecimentos de Fundos Imobiliários da semana.


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Panorama da Semana

O IFIX fechou a semana em alta de 1,29%, impulsionado negativamente principalmente pelos fundos de ativos logísticos e recebíveis. Sobre os demais índices de fundos imobiliários da XP, o XPFI apresentou performance de 1,37%, o XPFT de 1,89% e XPFP de 1,29%.

No Brasil, os mercados ainda digerem a proposta do governo federal de reforma do Imposto de Renda. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a equipe econômica está revisando cálculos, e sinalizou que o governo está aberto para discutir os detalhes da proposta no Congresso. O ministro disse ainda que a redução no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica pode passar dos 5 p.p. previstos na proposta para 10 p.p., caso haja fim de alguns subsídios.

Ainda sobre a proposta da Reforma Tributária, ainda não há calendário definido para a tramitação da proposta, mas os próximos passos incluem consultas entre os deputados e aos setores envolvidos para a produção do relatório.

No âmbito dos fundos imobiliários, divulgamos essa semana nossa carteira recomendada de FIIs. Apesar dos impactos dos últimos dias, optamos por manter a alocação conforme o mês anterior (junho). Acreditamos que a carteira está constituída de fundos imobiliários com alta qualidade dos ativos que compõem respectivos portfólios, tanto nos fundos de tijolo como os fundos de papel (high grades). Acesse aqui o relatório completo.


Sexta-Feira | Dia 02/07

Covid-19 alimenta forte expansão no mercado imobiliário global (Valor)

Fundos imobiliários: como ficam com projeto de reforma tributária (Estadão)

XPML, PVBI: 10 fundos imobiliários recomendados para investir em julho (CNN)

XPLG11 – Positivo: celebrou o Contrato de Locação de com a MOBLY, empresa com atuação no comércio varejista de móveis, relativo aos Galpões G300 e G400 do Especulativo Cajamar em Cajamar/SP, com área bruta locável total de 70.238,30 m² e com prazo de vigência de 84 meses a partir de 1º/07/2021. A receita acumulada do Contrato, considerando a soma dos recebíveis relativos aos 24 primeiros meses de vigência, é estimada em R$ 0,7873 por cota. A partir do 25º mês a receita mensal decorrente do Contrato, por cota, sem considerar a correção inflacionária prevista no Contrato, é estimada em R$ 0,05 por cota.

PATL11 – Positivo: Foi celebrado o Quarto Aditamento ao Instrumento Particular de Contrato de Locação Comercial entre o Fundo e a Xerox, o qual estendeu a vigência da locação do imóvel constituído pelo Galpão 07 do Bloco 200, do Complexo Logístico Multimodal Itatiaia, localizado na Cidade de Itatiaia, Estado do Rio de Janeiro, por mais 48 meses, ou seja, até 30 de junho de 2025. O Gestor não projeta mudança nos dividendos do Fundo em função deste novo acordo.

SDIL11 – Positivo: Foi assinado um Memorando de Entendimentos para a locação da totalidade da área construída disponível do Galpão Guarulhos. O potencial inquilino se trata de empresa com 40 anos de história e atuação no segmento industrial. O Imóvel encontra-se em processo inicial das intervenções do seu retrofit, conforme definido na tese de investimento da aquisição realizada em 05 de junho de 2020 e detalhada no Fato Relevante de mesma data, com os recursos da intervenção já em disponibilidade no caixa do Fundo. O contrato de locação a ser assinado, nos termos do artigo 54-A da Lei nº 8.245, deverá ter duração de 20 anos, sendo os 15 primeiros anos caracterizados como atípicos, sendo (i) a multa em caso de rescisão antecipada igual à somatória dos aluguéis até o prazo de 15 anos; e (ii) não haverá direito à revisão dos valores de locação até o final do contrato. Apesar de um retrofit, o projeto terá uma característica de Builtto-Suit (“BTS”), uma vez que o empreendimento será feito sob medida para o ocupante. Após a assinatura do MoU, é estimado que o contrato de locação deve ser assinado em até dez dias úteis após superação de condições precedentes, previstas para 15 de julho deste ano. Com base nas premissas do memorando, o Habite-se do Imóvel é estimado para ser expedido em março de 2022.

ALMI11 – Positivo: O Fundo assinou um novo Contrato de Locação com a locatária INVESTSMART AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO, referente ao 29º andar do Imóvel com área de 1.277,19m² e prazo de 5 anos contados a partir da presente data, com carência e descontos em linha com o praticado na região. Vale ressaltar que a Locatária ocupa atualmente o 30° andar do Imóvel. Considerando a Nova Locação, a vacância do Imóvel, passará a ser de 65,10% da área locável. A Nova Locação impactará positivamente a receita do Fundo em aproximadamente 5,17% em comparação às receitas do mês de junho de 2021, ou aproximadamente R$0,34 por cota. A Administradora esclarece que os valores dos contratos de locação vigentes serão utilizados para arcar com as despesas ordinárias do Fundo, em decorrência da alta vacância, conforme descrito acima.

Quinta-Feira | Dia 01/07

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Julho de 2021 (Expert XP)

Gestoras de fundos imobiliários compram parte de Torre JK e prédio da Ânima (Valor)

BR tenta mudar contrato de locação relacionado a CRI (Valor)

Tributar dividendos vai penalizar quem investe, gera PIB e emprego (Folha de S.Paulo)

PVBI11 – Positivo: O Fundo celebrou Instrumento Particular de Compromisso de Venda e Compra, referente à aquisição de fração ideal do imóvel localizado na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, consistente em uma torre de escritórios comerciais, denominada por Torre B JK. O valor total para aquisição de 20% do Imóvel é de R$ 184.699.000,00, sendo que a conclusão da aquisição e o pagamento será realizado após a superação de certas condições suspensivas. O pagamento será feito do seguinte modo: A parcela de R$ 41.300.000,00  serão pagos com o caixa do Fundo; a parcela de R$ 143.400.000,00 serão pagos através da emissão de instrumento de securitização em duas séries, a primeira de R$ 90 milhões à IPCA + 5,40% a.a. e a segunda de R$ 53,4 milhões à CDI + 2,15% a.a., sem multa de pré-pagamento. Adicionalmente foi negociado com vendedor uma renda mínima garantida por 36 meses. Considerando a renda mínima garantida, esta aquisição representa um cap rate fixo de 6,5% a.a. e um incremento na receita imobiliária de R$ 0,02/cota ao mês, após o pagamento das despesas financeiras atreladas à aquisição.

RBCO11 – Negativo: O fundo informa a inadimplência de um locatário do setor de tecnologia do Ed. Rachid Saliba, representando um decréscimo de R$ 0,03 por cota nos rendimentos a serem distribuídos pelo Fundo referentes a Jun/2021.

Quarta-Feira | Dia 30/06

Comunicado de Alteração – Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Julho de 2021 (Expert XP)

Após duas sessões de baixa, Ifix tem ajuste e sobe 1,5% nesta terça-feira (InfoMoney)

Incorporadoras querem conversar com governo sobre tributação de fundos imobiliários (Valor)

Proposta de reforma tributária foi um duro golpe no mercado imobiliário (Estadão)

Fundos imobiliários de papéis são os mais alugados na B3; confira as taxas e os ativos mais demandados (InfoMoney)

RELG11 – Informativo: O fundo informa o encerramento do período de oferta. Foram subscritas e integralizadas, no âmbito do Direito de Preferência e do Direito de Subscrição de Sobras e Montante Adicional, bem como no âmbito da Oferta por Investidores Profissionais, a totalidade de 403.288  Novas Cotas, equivalentes a R$ 39,88 milhões.

Terça-Feira | Dia 29/06

Novo Imposto de Renda proposto pelo governo põe em xeque os fundos imobiliários (Estadão)

Após queda de 3,0% na mínima do dia, Ifix fecha com baixa de 0,71%, em meio a desdobramentos das propostas de reforma tributária (InfoMoney)

Projeto do governo é ‘ponto de partida’, diz Lira (Valor)

UBS permitirá trabalho híbrido para dois terços dos funcionários (InfoMoney)

SHDP11 – Informativo: O fundo informa a seus cotistas e ao mercado, o encerramento, em 28 de junho de 2021, da distribuição pública de cotas, Série Única, nominativas e escriturais, em mercado de balcão não organizado, com esforços restritos de distribuição da 3ª Emissão do Fundo. No Período de Preferência, foram subscritas e integralizadas as 10.084 (dez mil e oitenta e quatro) Cotas da 3ª Emissão, com valor unitário de R$ 1.507,15, já inclusos os custos da Oferta Restrita, perfazendo o montante total colocado de R$ 15.198.100,60.

Segunda-Feira | Dia 28/06

Como a Proposta da Reforma Tributária Impacta os FIIs (Expert XP)

Fundos imobiliários: gestores apontam incoerência na proposta do governo em tributar dividendos (InfoMoney)

Como ficam os fundos imobiliários após a tributação de dividendos? (MoneyTimes)

IPCA-15 mostra pressões e dinâmica inflacionária segue preocupante, dizem economistas (Valor)

TEPP11 – Positivo: O fundo comunica novo contrato de locação de 6 conjuntos do Edifício Passarelli, totalizando a área de 1.019 m². Os gestores estimam um incremento de R$0,02/cota na distribuição de rendimentos após período de carência.

RBCO11 – Positivo: 1) O fundo informa aditivo renovando por 10 anos o contrato de locação das unidades ocupadas por uma empresa do segmento industrial no Ed. Morumbi, com início da vigência retroativa a Mar/21 e a repactuação de valores de aluguel em condições semelhantes às atuais. A área locada de 3.644 m², representa 36,3% da área do Imóvel e 8,5% da área detida pelo Fundo. Os aluguéis passam a representar R$ 0,07 por cota. 2) Além disso, o fundo informa que foi recebida a notificação de um locatário do segmento de serviços, informando a não renovação do contrato no Ed. Morumbi em virtude da transferência da sede e todos seus escritórios de São Paulo/SP para o município de Osasco/SP a partir de Jul/21. A área devolvida representa 3.469m², 34,5% da área locável do imóvel e 8,1% da área detida pelo Fundo. Tal desocupação não deverá afetar a distribuição do Dividend Yield a curto prazo pela renegociação em curso dos termos da Renda Mínima Garantida com a empresa que vendeu o ativo ao Fundo. 3) E por fim, a gestora decidiu, voluntariamente, reverter em benefício do Fundo 50% da sua Taxa de Gestão, pelo período de 6 meses, de Jun/21 a Nov/21. Os valores serão percebidos em regime caixa de Jul a Dez/21.

Últimos Relatórios

1 Ano de Pandemia: Segmentos mais impactados em FIIs

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários – Junho de 2021

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.