COE XP Índice de Commodities: A matéria-prima da economia global

Entenda o funcionamento do mercado de commodities e os fatores que podem contribuir para um super ciclo à frente


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

*Conteúdo atualizado em julho/2021

Características do mercado de commodities

Por definição, commodities são produtos em estado bruto ou com pequeno grau de industrialização, produzidos em larga escala e demandados internacionalmente. Geralmente extraídas e produzidas em países emergentes, tais produtos podem ser considerados como os “motores” da economia global; atividades diárias e essenciais como a alimentação, transporte, produção industrial e geração de energia utilizam – em algum momento de sua cadeia produtiva – as commodities (milho, soja, petróleo, minério de ferro, cobre e alumínio são alguns exemplos) como matéria prima.

E a dinâmica global do mercado de commodities se traduz em uma diferente abordagem quanto a precificação destes ativos. Enquanto indústrias de bens de consumo (alimentos, roupas, eletroeletrônicos, etc.) no geral possuem o poder de precificação de seus produtos (como capacidade de aumento de preços ou eventuais descontos), produtores de commodities têm seus preços definidos pelo mercado internacional com base na perspectiva de oferta vs. demanda de determinado produto. Do lado ofertante, o clima, o contexto socioeconômico e ambiental dos principais países produtores e o desenvolvimento de novas tecnologias estão entre os principais fatores que podem aumentar ou comprometer a produção. Em termos da demanda, o crescimento econômico e acordos comerciais são os principais motores de crescimento.

O super ciclo de commodities

Tendo em vista a importância da relação oferta vs. demanda para este mercado, a perspectiva de crescimento econômico chinês sustenta a projeção de um super ciclo de commodities à frente. Apesar de ter sido o epicentro inicial da covid-19 no mundo, a China foi também uma das primeiras economias a retornar à normalidade e a única nação a registrar crescimento econômico em 2020 (PIB: +2,3% vs. -4,4% do mundo). Olhando para 2021, estimativas indicam que o país poderá crescer mais 8,2% (vs. +5,2% do mundo) – caso este cenário se concretize, o forte crescimento chinês poderá sustentar uma maior demanda por commodities, dado que o país asiático possui 1,4 bilhão de habitantes e é responsável por 14%, ~45% e 57% do consumo global de petróleo, soja e aço, respectivamente.

Além da retomada da demanda chinesa, as festividades de 100 anos do Partido Comunista da China em 2021, podem se refletir em maiores de investimentos na infraestrutura do país, como imóveis, rodovias e indústrias – atividades intensivas no consumo de commodities.

Por fim, a perspectiva para um super ciclo também pode ser justificada por: 1) Temores ligados ao aumento da inflação no mundo ao longo dos próximos anos – neste cenário, commodities são vistas como uma forma de proteção; 2) Auxílios econômicos sem precedentes – no total, foram ~US$ 20 trilhões distribuídos em pacotes emergenciais no mundo em 2020, fator que pode elevar o nível de consumo global; 3) Energia limpa – o novo governo Biden nos EUA e a União Europeia possuem metas agressivas quanto a transição à fontes de energias limpas, que exigem o consumo de metais como matéria prima para a sua expansão; e 4) Sub-investimento – com o ciclo de baixa nos preços internacionais últimos 5 anos, pouco se investiu no aumento da capacidade de produção de commodities, o que pode dificultar o acompanhamento da crescente demanda à frente.

Abaixo, um breve contexto das principais commodities:

  • Petróleo: Após atingir patamares negativos em abril/2020, o WTI superou a marca de US$ 60/barril em fevereiro/2021, reflexo da reabertura gradual das economias e a nevasca sem precedentes no Texas, grande estado produtor nos EUA.
  • Prata: O metal acumula valorização de 92% desde abril/2020 e está bem posicionado para um cenário de maior uso de eletroeletrônicos e maior adoção de fontes de energia limpa; 50% da prata extraída no mundo é destinada ao uso industrial e deste total, 45% é destinado ao mercado eletrônico e 20% é utilizado pelo mercado fotovoltaico.
  • Cobre e Alumínio: Acumulam valorização de 94% e 65% nos últimos 12 meses, respectivamente. Os metais são usados para a condução de energia elétrica e construção civil.
  • Agrícolas: A maior parte da soja e do milho produzidos no mundo são destinados à alimentação animal, especialmente na China, onde o rebanho suíno foi severamente impactado pela Peste Suína Africana em 2018.

À frente, devem ser monitorados os riscos para a concretização do novo super ciclo, incluindo: 1) Imunização ainda lenta na China, o que pode atrasar a volta à “normalidade” no país em comparação a outras regiões – apesar de ser o 2º país em número de doses aplicadas, a população de 1,4 bilhões de habitantes dificulta o avanço da campanha nacional, que ao final de fevereiro havia distribuído 3 doses a cada 100 pessoas (vs. 23 nos EUA); e 2) Mudanças na política monetária dos principais bancos centrais do mundo – o reaquecimento das economias globais e um possível retorno da inflação com força pode resultar na ação dos bancos centrais antes do esperado. Além disso, uma diferença importante que vale a pena explorar é o fato de que o crescimento econômico pós 2021 deve se normalizar novamente em níveis muito mais baixos em comparação com 2002-2007, quando a China estava crescendo seu PIB nominal em mais de +15% ao ano. Isso poderia limitar os preços das commodities após 2021.

Sobre o Solactive XP Índice de Commodities VT 15%

Solactive XP Índice de Commodities VT 15% (Bloomberg ticker: SOLXPCOM Index), é composto por dois componentes: 1) ETF Invesco Optimum Yield Diversified Commodity Strategy, ETF focado em investimentos em instrumentos financeiros expostos às commodities mais negociadas no mundo e  2) Componentes de renda fixa. A alocação entre as duas classes é dinâmica, tendo como objetivo um melhor controle de risco, mirando uma volatilidade máxima de 15%.

Performance e volatilidade

10 maiores posições do ETF

Saiba como ter exposição a commodities:

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Por conta da atividade de distribuição de COEs, a XP Investimentos recebe dos bancos emissores uma remuneração de no máximo 1,7% ao ano. Esta remuneração é recebida no momento da emissão do COE, independente do cliente manter o investimento até o vencimento.

ATENÇÃO: ESTE PRODUTO É DESTINADO A CLIENTES COM PERFIL DE INVESTIMENTO MODERADO (VALOR NOMINAL PROTEGIDO) E AGRESSIVO (VALOR NOMINAL EM RISCO), SENDO ESTE O PÚBLICO A QUE SE DESTINA O PRESENTE MATERIAL. O EMISSOR DO COE SE RESERVA AO DIREITO DE CANCELAR A EMISSÃO OU ALTERAR AS CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO, CASO O VALOR MÍNIMO NÃO SEJA ATINGIDO OU HAJA ALTERAÇÃO NAS CONDIÇÕES DE MERCADO. ESTE DOCUMENTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS MELHORES PRÁTICAS DE MERCADO PELO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE NEGOCIAÇÃO DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS O RECEBIMENTO DOS PAGAMENTOS DESTE CERTIFICADO ESTÁ SUJEITO AO RISCO DE CRÉDITO DO SEU EMISSOR O COE É UM PRODUTO FINANCEIRO QUE NÃO CONTA COM GARANTIA DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. A PRESENTE OFERTA FOI DISPENSADA DE REGISTRO PELA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. A DISTRIBUIÇÃO DE CERTIFICADO DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS – COE NÃO IMPLICA, POR PARTE DOS ÓRGÃOS REGULADORES, GARANTIA DE VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS OU DE ADEQUAÇÃO DO CERTIFICADO À LEGISLAÇÃO VIGENTE OU JULGAMENTO SOBRE A QUALIDADE DO COE, DO SEU EMISSOR OU DA INSTITUIÇÃO INTERMEDIÁRIA. LEIA O DOCUMENTO DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS ANTES DE APLICAR NESTE CERTIFICADO DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS ESTE CERTIFICADO. NÃO SE TRATA DE INVESTIMENTO DIRETO NO ATIVO SUBJACENTE. O CERTIFICADO DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS – COE é um produto complexo. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações aqui divulgadas. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. É obrigatória a leitura do Documento de Informações Essenciais – DIE previamente à aquisição do COE, com especial atenção aos fatores de risco. Recomenda-se uma profunda análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra/venda/aplicação/resgate. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. Os custos das operações e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Corretora: www.xpi.com.br. Para reclamações, utilize o SAC 0800 77 20202. E se não ficar estiver satisfeito com a solução, favor entrar em contato com a Ouvidoria. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.