VPA: saiba como analisar e utilizar na hora do investimento

Entender o que é VPA é essencial para o investidor que deseja analisar qualificadamente um investimento, em conjunto com outros indicadores. Saiba como analisar o valor patrimonial da ação e quando é uma boa oportunidade!


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

VPA: saiba como analisar e utilizar na hora do investimento

Se você deseja investir ou já investe no mercado de renda variável é fundamental dominar o conceito de VPA (valor patrimonial por ação) para tomar as melhores decisões.

Isso porque, por meio desse importante indicador da análise fundamentalista, o investidor pode descobrir o quanto o mercado está disposto a pagar por um ativo.

No entanto, cabe destacar que o VPA deve sempre ser analisado em conjunto com outros indicadores para que os dados sobre determinado ativo não sejam mal interpretados.

O que é VPA

O VPA (valor patrimonial por ação) é uma métrica que representa o resultado do patrimônio líquido (PL) da empresa dividido pelo número total de suas ações. Sendo assim, o VPA é um dos essenciais indicadores / métricas para análises fundamentalistas.

Vale lembrar que o patrimônio líquido corresponde à diferença entre os ativos (bens e direitos) e os passivos (obrigações) de uma empresa. Sendo assim, o patrimônio líquido representa efetivamente a riqueza de uma empresa.

Para ficar mais claro, uma companhia que tenha 2 milhões de ações de emissão própria e um patrimônio líquido de R$500 milhões, por exemplo, teria um valor patrimonial por ação (VPA) de R$250,00, através do cálculo 500.000.000/2.000.000 = 250.

A partir desse resultado é possível fazer uma análise mais profunda e descobrir o quanto o mercado está disposto a pagar por um determinado ativo.

Neste caso, estamos falando então do P/VPA, que pode ser obtido a partir do cálculo do VPA. Para isso, suponha que uma ação esteja sendo cotada a R$500,00 em uma mesma circunstância onde o seu VPA seja de R$250,00.

Neste caso, isso significa que o mercado está disposto a pagar 2 vezes o valor patrimonial da ação para obter o ativo.

Qual a importância do VPA

O VPA é um indicador muito importante para quem tem foco no longo prazo, sobretudo porque ele fornece a base para avaliar se um ativo está sub ou supervalorizado.

Dessa forma, ao obter essas informações o investidor consegue ter uma dimensão melhor dos riscos envolvidos, o que faz diferença na hora de optar pela compra ou não do ativo.

Nesse contexto, ao saber como interpretar o resultado do VPA, em conjunto com outros indicadores, o investidor tomará as melhores decisões de investimentos, minimizando os riscos da operação.

Como calcular o VPA

imagem sobre investimento
O VPA auxilia o investidor a analisar investimentos e qual a ação ideal!

Calcula-se o VPA a partir da seguinte fórmula:

VPA = Patrimônio Líquido/ Número de ações emitidas

É importante destacar que os dados necessários para esse cálculo podem ser encontrados tanto no site da B3 como no da empresa em questão.

Para demonstrar na prática o cálculo do VPA, podemos considerar os seguintes dados sobre uma empresa:

  • PL = R$313.395.000.000
  • Número de Ações = 13.044.500.000

Ao inserir esses dados à fórmula, chegamos ao seguinte resultado para o VPA:

  • VPA = R$ 313.395.000.000 / 13.044.500.000
  • VPA = R$ 24,02

Neste caso, se a ação da empresa estiver sendo negociada na Bolsa por R$27,90, podemos afirmar que a ação está “valorizada” quando comparado ao seu VPA. Isso pode levar a interpretação de que o mercado está otimista com o desempenho da empresa.

Isso também prova o quanto saber o que é VPA é como calculá-lo é tão importante!

Como calcular o P/VPA

Para calcular o P/VPA é muito simples, basta dividir o preço da ação pelo VPA, calculado anteriormente. Desta forma:

P/VPA = Preço da ação/ VPA

Como interpretar o VPA

Como vimos, o VPA costuma ser muito utilizado pelos investidores como base de comparação ao preço de uma ação em tempo real.

Mas, ao calcular o VPA de qualquer companhia, dificilmente você vai encontrar um valor idêntico entre essa métrica e o preço da ação negociada na Bolsa.

Nesse sentido, o preço de mercado de uma ação pode ser superior ao seu valor patrimonial. Esse cenário pode significar duas coisas:

  1. Um indício sobre a qualidade do papel e da empresa;
  2. As ações estão valorizadas, acima de seu preço justo.

Lembre-se: quanto mais próximo a 1 o P/VPA em uma ação for, mais natural o resultado será. Dito de outro modo, quando a relação está em 1 significa que a ação custa exatamente o que representa o VPA no mercado

Por outro lado, o preço de mercado da ação também pode estar sendo cotado a um valor inferior ao seu VPA, ou seja, você pode encontrar um valor negativo nessa relação.

Isso não necessariamente vai indicar que a empresa está endividada ou registrando prejuízos. Pode inclusive, apontar uma boa oportunidade de negócio tendo em vista que a ação está mais barata.

Logo, você precisa analisar com cuidado e de forma criteriosa o contexto financeiro em que a empresa se encontra para entender os motivos pelos quais o mercado está “punindo” a empresa.

Mas, vale reforçar que a análise de um indicador não deve ser feita isoladamente. Os resultados precisam ser interpretados de forma sistêmica em conjunto com outros fundamentos.

Qual o VPA ideal?

Embora seja uma métrica interessante de ser observada e estudada, o mercado financeiro não define um valor ideal para o VPA, o que varia para cada setor e o momento da empresa.

Sendo assim, não existe uma regra de bolso na qual todas as companhias se encaixam para atingir um VPA ideal.

Por exemplo, o patrimônio líquido, um dos elementos usados no cálculo do VPA, não considera os ativos intangíveis da companhia, o que tende a gerar grandes distorções nos resultados.

Diante disso, empresas de tecnologia e outras com ativos intangíveis como Amazon, Facebook e Google, seriam prejudicadas se tivessem que buscar um VPA ideal.

Por outro lado, grandes indústrias poderiam ser beneficiadas com esse conceito pois possuem muitos ativos tangíveis em seu patrimônio.

Como utilizar o VPA na hora do investimento?

Uma boa análise do VPA permite ao investidor identificar tanto oportunidades de investimento quanto situações arriscadas.

Isso porque, por meio do P/VPA, é possível descobrir se uma ação está sobrevalorizada ou não.

Portanto, podemos concluir que ele é uma boa ferramenta para auxiliar nas decisões do investidor, mas, para uma análise correta e sem viés, deve ser combinado com outros indicadores.

Então, outros dados também precisam ser considerados, como informações sobre a saúde financeira da empresa, índices de rentabilidade, liquidez, endividamento, entre outros.

Avaliando ações de baixo valor patrimonial

É comum encontrar em momentos de crises econômicas diversas empresas com ações sendo negociadas abaixo do seu valor patrimonial.

Isso acontece porque diante desse contexto há uma forte aversão ao risco por parte dos investidores, que buscarão se proteger dos prejuízos.

Então, muitas vezes encontrar o P/VPA abaixo de 1 pode sinalizar que o mercado está receoso quanto a ação daquela empresa.

Por outro lado, isso pode apontar uma boa oportunidade de fazer negócio. Mas, antes é fundamental fazer algumas análises para confirmar se realmente vale a pena investir no ativo.

Nesse sentido, descobrir se a empresa possui bons fundamentos e compará-los com outras companhias do mesmo segmento é extremamente importante.

A verdade é que a interpretação não é tão simples quanto parece e pode levar a decisões distorcidas quando não inseridas dentro de um contexto. 

Por esse motivo, separamos outros artigos para você continuar a sua leitura sobre outros indicadores financeiros e dominar ainda mais esse assunto. Confira:

Gostou de saber mais sobre o que é VPA e todas as suas condições e possibilidades? Então compartilhe com seus amigos investidores.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.