O que são os mercado futuro e mercado a termo? Saiba como funciona a negociação de ativos nessas modalidades

Por meio de exemplos e de forma mais simples, entenda o funcionamento dos mercados futuro e a termo


Compartilhar:


Não é futurologia nem coisa inventada. Os mercados futuros e a termo são uma das formas de se investir na Bolsa que mais fazem sucesso, tanto para os chamados traders e analistas técnicos, profissionais que compram e vendem ativos de forma rápida, quanto para clientes institucionais que utilizam os ativos no futuro como forma de proteção, conhecida no jargão do mercado como hedge. Quer saber mais sobre o assunto? Abaixo, detalhamos de forma mais simples para você entender como funciona.

Abra sua conta na XP Investimentos

O que é mercado futuro?

O mercado futuro é um conjunto de ativos, também conhecidos especificamente por contratos derivativos, que negociam a compra e venda de produtos para liquidação futura. É um contrato muito utilizado para commodities (como produtos agrícolas), pois oferece segurança aos agricultores frente às oscilações de preços e demandas do mercado. Por isso, é considerado uma estratégia de hedge. Mas os mercados futuros não se aplicam somente a produtos da agricultura e pecuária. Também é possível negociar índices e moedas, por exemplo.

Funciona assim: você estabelece um preço para comprar ou vender um determinado produto, mas de forma especulativa para uma data no futuro. Assim, ao chegar no vencimento, você receberá os rendimentos (ou não) da diferença desses preços. Mas como os vencimentos são longos, se faz dinheiro no mercado futuro com o ajuste diário, ou seja, com as atualizações de preços derivadas dessas especulações, em que você vai recebendo ou pagando ajuste conforme a variação da cotação.

Dependendo da estratégia adotada, você assumirá uma posição comprada, para ganhar na alta ou vendida, para obter lucros na queda. Portanto, quem está comprado irá lucrar caso os preços dos produtos negociados subam e quem está na posição de vendido irá lucrar em uma situação de queda do preço destes mesmos produtos.

Por que o mercado futuro é importante?

Contratos de mercados futuros são importante, principalmente, porque protegem empresas e investidores das oscilações de preço e da demanda para produtos como commodities, índices, dólar, entre outros.

Dessa forma, em vez de comprar e vender ativos, como ações ou dólar, no mercado a vista, você negocia contratos futuros, que serão realizados em data futura, conforme as condições do mercado daquele momento.

Assim, dependendo dos resultados diários do período entre a negociação do contrato e seu vencimento, você pode obter lucro ou prejuízo na operação. Operar com contratos de mercado futuro pode minimizar os riscos ou maximizar os lucros.

Há duas características importantes para entender no mercado futuro:

  • Especulação: O mercado futuro tem os preços reajustados a cada segundo. Assim, você pode especular o aumento ou queda do preço de um produto, comprar o contrato e vendê-lo no mesmo dia ou no dia seguinte, aproveitando a variação de preços que aconteceu de forma automática. Se você liquidar o contrato no mesmo dia, estará fazendo uma operação de day trade no mercado futuro.
  • Arbitragem: Pode ser feita por investidores experientes que desejam mitigar os riscos em alguma operação. Dessa forma, negociam contratos no mercado futuro que estejam em uma posição financeira semelhante à sua outra operação, protegendo o investidor.

Ainda não tem conta na XP? Abra a sua agora. É rápido, fácil e gratuito.

Como funciona o mercado futuro na prática

Para exemplificar, vamos pensar no funcionamento dos contratos de um produto muito utilizado na agricultura brasileira e bastante negociado na Bolsa: o milho.

Suponhamos que Vicente, um grande produtor de milho, possui uma fazenda com potencial para colheita de 100.000 sacas por safra. A saca do milho no momento em que ele consulta o mercado (6 meses antes da colheita), está custando R$ 48,00, um valor alto se comparado aos meses anteriores.

Então, para evitar que este valor caia no momento da colheita, Vicente resolve vender contratos no mercado futuro. Ele vende 100 mil sacas pelo valor de R$ 48,00 a saca. Agora, ele assume a posição de vendido.

Seis meses depois, Vicente finaliza colheita do milho e vai até o mercado da sua cidade para vender. O mercado compra as 100 mil sacas pelo preço de R$ 42,00, valor de mercado no momento da venda.

O que aconteceu, então? Vicente perdeu dinheiro? Não: na bolsa, seu contrato de mercado futuro gerou lucro, já que Pedro vendeu a R$ 48,00 e o preço de compra foi R$ 42,00.

Qual a diferença entre mercado a termo e mercado futuro?

O mercado a termo também é uma negociação de compra e venda em uma data futura, mas tem uma diferença importante: neste caso, as partes assumem sua posição e valor negociado até a liquidação do contrato.

Dessa forma, não é possível operar day trade comprando, por exemplo, um contrato de mercado futuro e revendendo horas depois, aproveitando a oscilação de preço, que é ajustado automaticamente.

Quais são os riscos do mercado futuro?

Ainda que o mercado futuro seja uma estratégia utilizada para hedge, investir neste tipo de contrato é uma operação de risco, mesmo que, como vimos no exemplo, o mercado futuro possa reduzir ou eliminar os prejuízos causados pela oscilação de preço.

Assim, é um investimento recomendado para investidores com perfil agressivo e que já conhecem o seu funcionamento de forma mais aprofundada. O principal risco está na alavancagem, o que pode fazer com que o investidor perca o controle sobre as operações e invista um dinheiro que não possui.

Isso porque, caso compre um contrato alto e ele cair muito, o investidor pode perder todo o dinheiro investido. Por isso, só invista no mercado futuro quando você tiver conhecimento suficiente para uma análise correta dos indicadores, além de um excelente controle emocional e financeiro.

Abra sua conta na XP Investimentos

Tipo de contratos dos mercados futuros

Cada contrato de mercado futuro varia conforme o produto negociado, respeitando suas particularidades. Os contratos de mercados futuros podem ser aplicados para diferentes produtos. As transações são negociadas de acordo com o produto, já que cada um possui detalhes, como margem de garantia, horário de negociação, prazos de vencimento, lote mínimo, etc.

Abaixo, trazemos os principais produtos negociados com contratos de mercado futuro:

Boi gordo

Sendo uma commodity, o contrato para negociação de boi gordo (BGI) exige o mínimo de 330 arrobas de carne (o que representa cerca de 4 950 kg). Se o preço negociado da arroba for R$ 100, por exemplo, você precisará comprar R$ 33.000 (R$ 130 por arroba x 330 arrobas — peso mínimo).

Mas não é preciso pagar esse valor inteiro. Basta adquirir uma margem de garantia para conseguir investir nesta modalidade. Assim, considerando uma margem de 4% (valor médio de mercado), é preciso comprovar, efetivamente, R$ 1.716,00. Este é o princípio da alavancagem. O vencimento dos contratos de boi gordo acontecem sempre ao final de cada mês, no último dia útil.

Café Arábica

Para negociar um contrato de café arábica, o mínimo equivale a 6 toneladas (100 sacas de 60 kg cada). Para este produto, os preços são apresentados em dólar. Dessa forma, é preciso considerar, além da cotação da saca, a cotação do dólar.

Da mesma forma que o boi gordo, é preciso investir uma margem de garantia para negociação do contrato. Para o café, a margem padrão é de 10% do valor do contrato. Ou seja: se o preço da saca for R$ 450 (após conversão do preço em dólar), o total será R$ 45.000. Assim, a margem de garantia para compra deste contrato é de R$ 4.500.

Seu vencimento acontece somente nos meses de março, maio, julho, setembro e dezembro, sendo o sexto dia útil anterior ao último dia útil do mês. Por exemplo: em setembro de 2019, o último dia útil foi o dia 30 (segunda-feira). O dia de vencimento do contrato foi, portanto, dia 20 (6 dias úteis antes do dia 30).

Milho

Para negociação de milho (CCM) no mercado futuro, é preciso considerar o mínimo de 450 sacas de 60 kg cada. A margem de garantia, para este produto, é de 7%. O vencimento do contrato acontece no 15.º útil de cada mês.

Dólar cheio

Para negociar o dólar cheio (DOL), você deverá acessar seu home broker e verificar a cotação para US$ 1.000. Então, precisará investir uma margem de garantia que cubra o valor de 5 contratos, sendo que cada contrato vale US$ 50 mil. Lembrando que o investimento é em reais, então é preciso considerar a cotação do dia para calcular o valor real dessa transação.

Mini-dólar

Você percebeu que o investimento em dólar cheio é bastante alto, certo? O mini-dólar (WDO) é o produto ideal para investidores que desejam investir neste tipo de produto, mas não conseguem arcar com a margem de garantia exigida no contrato cheio.

Dessa forma, permite-se a negociação de apenas 1 contrato valendo US$ 10 mil. A margem de garantia, de 13%, reduz bastante: é preciso desembolsar apenas US$ 1.300. Lembrando, porém, que é preciso considerar a cotação do dólar para analisar a viabilidade do investimento.

Índice cheio

Os índices também operam nas modalidades cheio e mini, como o dólar. Para investir no índice cheio, calculado com base nos Pontos Ibovespa , é preciso considerar como lote mínimo o valor de 5 contratos.

Para calcular o valor por contrato, é preciso consultar a pontuação do índice. Cada ponto vale um real, ou seja, se o índice estiver em 100 mil pontos, o investimento será de R$ 100 mil por contrato.

A margem de segurança, para esta negociação, é de 16%.

Mini índice

O mini índice (WIN) é uma opção para investidores com menos capital. Dessa maneira, o lote mínimo exigido é de 1 contrato, e o valor do lote será a pontuação Ibovespa multiplicado por R$ 0,20. A margem de segurança se mantém: 16%.

Ainda não tem conta na XP? Abra a sua agora. É rápido, fácil e gratuito.

Qual o possível rendimento do mercado futuro?

O mercado futuro é um investimento de renda variável. Por isso, não é possível estimar um possível rendimento.A rentabilidade vai variar de acordo com a estratégia do investidor, os contratos negociados e o comportamento do mercado.

Por isso, é importante lembrar que este tipo de investimento deve ser considerado por investidores experientes. Deve ser alocando uma parte segura do capital, mantendo uma carteira de investimentos bem equilibrada.

É possível ficar rico com o mercado futuro?

Existe a possibilidade de conquistar lucros significativos com operações de contratos de mercado futuro. Mas, como já mencionado, investimentos em renda variável não têm rentabilidade previsível.

Da mesma forma, ganhos do passado não refletem ganhos no futuro. Assim, mesmo que você conte com o histórico das movimentações para tomar suas decisões, esses resultados não garantem lucro.

Conclusão

Investir em mercados futuros pode ser uma estratégia importante para reduzir ou mitigar perdas causadas com a oscilação de preços do mercado.

No entanto, é um investimento de alto risco, especialmente por permitir altas alavancagens, sendo fundamental que o investidor deste tipo de produto tenha um perfil arrojado e experiente.

Abra sua conta na XP Investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.