XP Expert

Geração Eólica e Solar e Acompanhamento da Situação Hídrica – Setembro/2021

Acompanhe aqui o desempenho da geração de energia eólica e solar nas principais plantas do país.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Neste relatório apresentamos um acompanhamento de geração eólica e solar das principais usinas que tenham debêntures no mercado. O objetivo é verificar como está o desempenho de geração de cada uma delas em comparação com a energia que foi contratada, buscando oferecer direcionamento acerca de seus resultados ao longo do ano.

Situação hídrica – Novembro/2021

O período de cheia dos reservatórios vai de dezembro abril. Já o período de estiagem compreende maio a novembro.

  • Reservatórios do sistema Sudeste/CO estão com capacidade de 18%. Uma vez que representam cerca de 70% da capacidade do sistema, puxaram a média geral para baixo.
  • No ano de 2020 o Brasil teve o pior período chuvosos dos seus últimos 91 anos, fazendo com que entrássemos no período de estiagem em 2021 com níveis muito baixos nos reservatórios, principalmente no subsistema do Sudeste. A demanda por energia também é uma variável importante nesse contexto. Já vemos uma volta de consumo frente 2020 (ano de pandemia), apesar de menor volume em outubro ano a ano.
  • Desde o último relatório, as chuvas vieram melhores do que a maioria dos meteorologistas esperavam. Dessa forma os reservatórios do Sul apresentaram melhora e os do Sudeste conseguiram subir para 19%, similar aos níveis dos últimos anos. Entretanto, ainda temos um cenário de atenção, sendo necessário acompanhar a evolução das chuvas no período úmido para vermos como iremos adentrar o período seco de 2022.
  • Os especialistas entendem que o maior risco é de termos alguns apagões esporádicos nos horários de pico ainda em 2021. Entretanto, o risco de racionamento não está descartado, apesar de não ser o cenário base na visão deles nesse momento. Importante ficarmos atentos.

Geração eólica e solar – Setembro/2021

A volatilidade da geração é intrínseca ao setor eólico, uma vez que os parques são impactados por fatores climáticos cíclicos. Até por isso, o regulador criou no passado o conceito de quadriênio nos primeiros leilões (maioria dos projetos aqui analisados) com o intuito de mitigar os impactos financeiros dessas variações de geração. Entretanto, alguns projetos vêm gerando constantemente menos do que o esperado.

Breves comentários acerca dos dados do mês de setembro de 2021 (mais recentes divulgados pela CCEE):

  • Diferentemente da maioria dos meses do primeiro semestre de 2021, quando observamos resultados mais fortes do que no mesmo período de 2020, o mês de setembro, apresentou resultados piores na maioria dos parques na região Nordeste (vs. set/20). Esse efeito se deve principalmente à maior incidência de chuvas no período, aliada a uma frente fria (que tem impacto nos ventos) em algumas regiões, como na região do Complexo Delta que apresentou um resultado eólico bruto 7% abaixo da média histórica no 3T21.
  • Quando comparamos com os últimos 12 meses, vemos que ainda há um resultado acima do ano de 2020, porém com uma menor diferença neste mês do que em agosto para a maioria dos parques.
  • Os parques solares apresentaram resultados melhores no ano em relação a 2020 tanto para o mês quanto na análise dos últimos 12 meses.
  • Os parques com menor volume gerado no mês foram, novamente: Chapada do Piauí I e Ventos de São Tito.
    • Chapada do Piauí: Projeto com um dos piores resultados dentre os analisados, com geração abaixo do esperado nos últimos anos, aliada a problemas operacionais recorrentes, afetando a sua disponibilidade.
      • A Companhia vem quebrando os seus covenants recorrentemente, sendo necessário o aporte de capital dos acionistas. De 2018 até o momento foram aportados cerca de R$100 milhões pelos acionistas (Contour e Eletrobrás) para fazer frente a problemas operacionais e principalmente para o ressarcimento da CCEE de déficits de geração.
    • Ventos de São Tito: Vem apresentando geração fraca e problemas operacionais pontuais. Também apresentou quebra de covenant em 2018.
      • A Cubico (acionista) contratou novos estudos de ventos, que diminuíram as expectativas de ventos em cerca de 12%. Projeto deve ter alguns desembolsos de ressarcimento da CCEE no curto/médio prazo, o que pode impactar a sua liquidez.

Veja mais

Fonte

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica
Planner

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados.
Os instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.