XP Expert

XP Morning Call 27/11/2018: Apetite a risco segue baixo, pesquisa XP mostra 57% de aprovação para Bolsonaro

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1. Política Brasil: Mais nomeações anunciadas; XP anuncia primeira pesquisa mensal de aprovação
  2. Cessão Onerosa: Paulo Guedes tenta aval do TCU para assinar acordo da Cessão Onerosa sem PL
  3. Temer sanciona reajuste salarial do STF

Internacional

  1.  EUA e China: Trump ameaça mais tarifas na véspera de encontro com China
  2. Metais seguem em queda, mas Vale parece já ter refletido o movimento

Empresas

  1. Eletrobras: Propõe transferência de controle de Amazonas Energia e Ceal até 31/03/2019
  2. Aluguel de Veículos: Introduzindo Preços-Alvo para 2019. Mantemos Preferência por Unidas e Localiza.
  3. EUA anunciam abertura do mercado de carne bovina in natura à Argentina

COE News

  1. Bolsa americana registra forte alta, liderada pelo setor do varejo
  2. Loja de aplicativos da Apple sob julgamento da Suprema Corte

Resumo

Apetite a risco segue baixo, pesquisa XP mostra 57% de aprovação para Bolsonaro

A semana começou com volatilidade novamente. O Ibovespa abriu em alta na segunda, mas reverteu o movimento contagiado por forte queda no México e na Argentina, o que também levou a uma forte depreciação do real pra 3,93 (+2,75% de alta do dólar – BC já anunciou dois leilões para hoje mostrando seu desconforto), a despeito do dia mais positivo nos mercados americanos e europeus;

Emergentes nos parecem já refletir o cenário mais adverso, mas o apetite a risco segue baixo, e a vontade dos investidores de aumentarem a exposição a emergentes também, por ora. Mercados abriram em leve queda hoje, metais seguem fracos, e foco segue na mensagem do Banco Central Americano na quinta, assim como em um potencial acordo comercial entre os EUA e a China na reunião do G20 no final de semana. Nesse último ponto, Trump ontem declarou que deve seguir com a imposição de tarifas adicionais à China caso um acordo não seja alcançado, trazendo preocupação;

No doméstico, o governo de transição corre para aprovar revisão da Cessao Onerosa sem passar pelo Senado (com risco de que atrase para 2020), enquanto que a previdência segue em destaque (positivo). Nossa primeira Pesquisa XP de avaliação do governo mostra que Bolsonaro tem 57% de aprovação. Mais detalhes abaixo.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Mais nomeações anunciadas; XP anuncia primeira pesquisa mensal de aprovação

  • O general Carlos Alberto Santos Cruz foi escolhido para a Secretaria de Governo e Abraham Weintraub deve ocupar secretaria executiva da Casa Civil. Esse Responsável por tratar da reforma da previdência na transição, é um sinal de que o tema será abordado no início do governo Bolsonaro;
  • A XP divulgou a primeira edição da pesquisa mensal de aprovação presidencial e do Congresso. Temer tem aprovação de 8% da população e o Congresso de 5%. Por outro lado, 57% esperam que o governo Bolsonaro será bom ou ótimo;
  • A Pesquisa XP mostrou ainda que 67% dizem ser necessário reformar a previdência e que 73% acham ela será aprovada pelo Congresso em 2019. No entanto, 60% disseram querer idade mínima menor que 62 anos para mulheres e 65 anos para homens ou que não haja qualquer idade mínima. Clique aqui para acessar a pesquisa.
     

Cessão Onerosa: Paulo Guedes tenta aval do TCU para assinar acordo da Cessão Onerosa sem PL

  • ​Segundo o Estadão, o futuro Ministro da Economia Paulo Guedes tentará negociar com o TCU para que seja possível assinar a revisão da Cessão Onerosa com a Petrobras sem aprovação do PL que tramita no Senado;
  • A tentativa se deve a potenciais entraves para avanço do PL no Senado devido a divisão de recursos entre a União, Estados e Municípios. O presidente do Senado, o líder do governo na Casa e o Ministro da Fazenda participam das negociações;
  • A avaliação é a de que o PL não é condição necessária para viabilizar o leilão dos excedentes, mas garantia de que o TCU não processo os técnicos responsáveis pela revisão do acordo;
  • Finalmente, destaca-se a corrida contra o tempo para que o leilão seja marcado até 31/12 para ocorrer no 2T2019. Caso contrário, a rodada teria que ficar para 2020, já que seria analisada sob uma nova sistemática do TCU que exige que documentações de leilões sejam enviados à corte 150 dias antes da publicação de um edital.

Temer sanciona reajuste salarial do STF​

  • O presidente Michel Temer sancionou o reajuste do Judiciário, em troca o ministro Luiz Fux revogou o auxílio-moradia para juízes, integrantes do Ministério Público, Defensorias Públicas e tribunais de contas;
  • Com o reajuste, os salários dos ministros do Supremo terão um aumento de 16%, passando de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O valor recebido pelos ministros é considerado o teto do funcionalismo público no Brasil;
  • Segundo estimativa feita por consultorias da Câmara e do Senado Federal, o reajuste terá um impacto de R$ 1,375 bilhões nas contas da União em 2019, e R$ 4 bilhões incluindo estados e municípios.

Internacional

EUA e China: Trump ameaça mais tarifas na véspera de encontro com China

  • Em entrevista ao WSJ, o Presidente Trump disse que se não chegarem a um acordo com a China neste final de semana, os EUA estão preparados para aumentar as tarifas, adicionando US$ 67bi para o total de US$ 267 bilhões já tarifados, com taxa entre 10 e 25%;
  • O presidente disse que as tarifas também podem ser colocadas nos iPhones e laptops, com uma taxa de 10%;
  • ​Trump acrescentou que é “altamente improvável” que aceite o pedido de Pequim para adiar o aumento das tarifas já impostas, cuja previsão é de elevação da atual taxa de 10% para 25% em janeiro.

Metais seguem em queda, mas Vale parece já ter refletido o movimento

  • Após forte queda do petróleo, cobre e aço ao longo dos últimos 2-3 meses, o minério de ferro iniciou a semana com forte queda, tendo tido desempenho surpreendentemente positivo no período. De acordo com a “Metal Bulletin”, a tonelada do minério de ferro 62% entregue no porto de Qingdao recuou US$5,88, ou 8,4%, nesta segunda-feira, para US$64,25/t, com os futuros hoje caindo mais 3%;
  • A trajetória de preços mais fracos pode continuar no curtíssimo prazo, com incertezas relacionadas à desaceleração de crescimento global e elevadas tensões comerciais, o que pode pesar na performance das ações da Vale;
  • Apesar disso, destacamos que (1) o minério vinha surpreendendo até os otimistas e a queda era antecipada – após forte outperformance vis a vis as outras commodities desde Ago-Set, (2) o nível atual ainda é muito saudável, próximo de US$65/t – exatamente em linha com nosso preço estimado para 2019 e (3) as ações da Vale já refletiram o ambiente de risco global mais alto, após caírem quase 20% desde Outubro, e vemos o papel em um ponto de entrada interessante. Reiteramos COMPRA – para mais detalhes clique aqui.

Empresas

Eletrobras: Propõe transferência de controle de Amazonas Energia e Ceal até 31/03/2019

  • ​A Eletrobras convocará Assembleia Geral Extraordinária em 28/12, sendo um dos principais temas o adiamento da transferência de controle da Amazonas Energia e da Ceal;
  • A data de transferência seria adiada de 28/12/2018 para 31/03/2019, desde que o governo prorrogue a designação para a prestação dos serviços e assegure os recursos necessários para neutralidade econômica para a holding;
  • Caso não sejam asseguradas essas condições, o item seguinte da pauta é aprovar o início da dissolução e liquidação das distribuidoras.

Aluguel de Veículos: Introduzindo Preços-Alvo para 2019. Mantemos Preferência por Unidas e Localiza.

  • Estamos atualizando nossas estimativas e preços-alvo para as empresas do setor de Aluguel de Veículos, refletindo os resultados do 3T18 e um cenário construtivo para 2019;
  • Mantemos recomendação de compra para Localiza e Unidas e recomendação neutra para a Movida, apesar de reconhecermos a forte evolução operacional nos últimos trimestres;
  • Acreditamos que todas as empresas devam continuar apresentando crescimento de volume em 2019, beneficiadas por um cenário macroeconômico mais saudável e da maior escala, vantagem competitiva que permite crescimento mais forte com retornos superiores (em relação a empresas menores). Acesse o link a seguir para ler o relatório completo, com nossa visão sobre cada empresa. Link para o relatório.

EUA anunciam abertura do mercado de carne bovina in natura à Argentina​

  • Segundo Valor Econômico, o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos anunciou ontem (26 de Novembro) a abertura de seu mercado de carne bovina in natura para a Argentina;
  • Até então, os argentinos só podiam exportar carne bovina processada e cozida para os americanos;
  • A notícia é positiva para a brasileira Minerva Foods, que é a maior produtora de carne bovina da Argentina​.

Proliferação de peste suína africana continua na china

  • Segundo Valor Econômico, a proliferação de casos de peste suína africana na China continua;
  • Ontem, o Ministério da Agricultura chinês confirmou a ocorrência de um novo foco na Província de Hubei. Desde agosto, quando a crise começou a fugir do controle, já foram reportados mais de 70 focos na China, com dezenas de milhares de animais sacrificados;
  • Analistas estimam que o país tenha que reduzir em até 10% sua produção, que equivale à metade da produção global. Os chineses são os maiores consumidores de carne suína do mundo e esse surto pode favorecer às exportações dos frigoríficos brasileiros.

COE News

Bolsa americana registra forte alta, liderada pelo setor do varejo

  • Após uma semana turbulenta dado a acentuada correção no preço do barril do petróleo (US$ 60,3), continuidade da guerra comercial e dúvidas sobre a desaceleração econômica nos EUA em 2019, o Thanksgiving e Black Friday impulsionaram as vendas no varejo;
  • Nesta segunda-feira, a bolsa americana fechou em alta de 1,6%, liderada pelo setor do varejo que registrou um dos maiores volumes em vendas em temporadas festivas ao longo dos últimos anos. As ações da Amazon registraram alta de 5,3%, após representar quase 20% do total de vendas neste período. As ações na Europa também fecharam em alta (1,2%), Japão (0,8%);
  • O foco dos investidores está (i) nas relações comerciais EUA-China antes da cúpula do G20 na Argentina, que ocorrerá no final desta semana e (ii) desdobramentos do Brexit, após a UE ter aprovado o texto que seguirá para aprovação do parlamento britânico.

Loja de aplicativos da Apple sob julgamento da Suprema Corte​

  • Nesta segunda-feira, um pequeno grupo de consumidores prosseguiram com um processo na suprema corte americana alegando que a empresa possui um monopólio ilegal que produz preços mais altos. O objetivo é desbancar a atual exigência da Apple de que todo software (App) para seus Iphones  seja vendido ou comprado apenas através App Store;
  • Ao longo dos últimos anos, a Apple direcionou restrições sistêmicas via o sistema operacional do Iphone (iOS) para impedir que consumidores acessem aplicativos apenas via sua loja virtual. Além disso, os desenvolvedores de aplicativos só podem alcançar usuários do iPhone por meio da App Store, sendo que a Apple cobra dos desenvolvedores uma comissão de 30%;
  • Em formato de defesa, a Apple anunciou que oferece sólida segurança à seus clientes e impulsionou o crescimento do mercado de aplicativos ao longo dos últimos anos, facilitando mais de US $ 100 bilhões em pagamentos para desenvolvedores em todo o mundo​.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.