XP Expert

Evolução no desenvolvimento de vacinas sustenta mercados

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 0,30% | 110.133 Pontos

CÂMBIO -1,09% | 5,32/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa encerrou o pregão de ontem em alta de 0,30%, fechando em 110.133 pontos, com a manutenção das perspectivas positivas para ativos de risco ao redor do mundo frente ao desenvolvimento de vacinas contra COVID-19. Além disso, o índice também vem sendo puxado pela volta dos estrangeiros para a bolsa, com o aumento da exposição a mercados emergentes. Os principais destaques positivos do índice foram as ações de CVCB3 (+9,4%), USIM5 (+7,5%) e PRIO3 (+5,2%). Por outro lado, o dólar comercial caiu 1,09% a R$ 5,32. As taxas futuras de juros fecharam ontem em queda ao longo de toda a curva, mantendo assim a elevada inclinação. Sem avanços do lado fiscal local, o movimento foi reflexo do apetite a risco externo, o que beneficia ativos emergentes, como o real. DI jan/23 fechou em 5,14%; DI jan/25 encerrou em  6,93%; e DI jan/27 fechou em 7,68%.

Nessa quinta-feira, os mercados globais amanhecem em leve alta, com futuros do S&P 500 subindo 0,04% e bolsas europeias subindo 0,01%, refletindo o equilíbrio das perspectiva de curto prazo de uma onda de inverno difícil com o aumento de casos de COVID-19 e as perspectivas mais positivas de médio prazo, graças à vacina e à recuperação que se seguirá.

No cenário político internacional, Joe Biden recebeu importantes sinais da comunidade internacional: dando início a uma nova linha de diálogo com os Estados Unidos, o presidente chinês Xi-Jinping parabenizou Biden por sua vitória nas eleições americanas. Disse também que espera desenvolver relações saudáveis com o país, estimular cooperação e “administrar diferenças”.

Já a França gerou tensões com os Estados Unidos ao instaurar a cobrança de um imposto digital que deve custar milhões de euros para empresas americanas. Segundo o Financial Times, Washington considera que o imposto seja exemplo de prática de comércio injusta e estuda tarifas retaliatórias.

Por outro lado, no Brasil, o STF marcou para o dia 4 de dezembro, em plenário virtual, o julgamento da ação que questiona a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado na mesma legislatura. Os ministros podem apresentar os votos até dia 11 de dezembro. A expectativa é de um placar apertado, que não impeça a reeleição de Davi Alcolumbre e de Rodrigo Maia.

Aliados do presidente Rodrigo Maia fazem movimento para reincluir a reforma tributária nas discussões do final do ano na Câmara. Aguinaldo Ribeiro sinaliza com a possibilidade de apresentar seu parecer, que cria o IVA a partir da unificação de cinco tributos, já na próxima semana, com acenos à oposição para facilitar a tramitação. O texto pode prever a tributação de dividendos e a tributação progressiva de renda e patrimônio, que seriam regulamentadas à frente.

Também destacamos a resistência apresentada pela oposição em topar uma tramitação célere da PEC Emergencial no Senado, texto que abre espaço no teto de gastos para a criação de um programa de transferência de renda. Destaques também para a aprovação sem alteração da nova Lei de Recuperação Judicial e Falências pelo Senado, que segue para sanção presidencial. O projeto pretende modernizar a legislação existente, e inclui descontos e prazos maiores para parcelamento de dívidas com a União, estímulo à mediação e nova priorização para empréstimos em processos de recuperação judicial.

Na economia, a ata do Fed da última reunião trouxe pouca novidade, mas revelou discussão dos membros sobre novas diretrizes para a estratégia de compra de ativos (Quantitative Easing), que não necessariamente incluem uma extensão do programa, e devem ser divulgadas em um futuro próximo. No Reino Unido, o governo anunciou aumento de 2,2% no salário mínimo nacional, tornando-o um dos mais altos do mundo.

Ainda na seara político econômica, o governo antecipou o fim da isenção de IOF sobre operações de crédito de 31 de dezembro para 26 de novembro, para compensar a gratuidade temporária à conta de energia elétrica no Amapá diante da situação complexa no estado. Já o relator da reforma tributária, Aguinaldo Ribeiro, deve incluir em seu relatório a tributação de dividendos, proibição de dedução de JCP e a tributação progressiva de herança e patrimônio. Saúde, educação e transportes poderiam ter tratamento diferenciado na reforma.

Na agenda de indicadores econômicos, teremos a divulgação do CAGED de outubro e o resultado do Tesouro Nacional também do mesmo mês.

Tópicos do dia

Internacional

  1. Política internacional: Xi-Jingping parabeniza Biden e França cobra imposto digital que deve ter custo milionário para Big Tech
  2. Petróleo: Redução no estoque dos EUA acima do esperado pelo mercado
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Petrobras (PETR4): Novo plano estratégico 2021-2025 é divulgado, saiba os principais destaques
  2. Bancos: Governo elimina benefício de alíquota zero de IOF para crédito


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: Xi-Jingping parabeniza Biden e França cobra imposto digital que deve ter custo milionário para Big Tech

  • Em discurso antes do feriado de ação de graças, Joe Biden alertou que os EUA deve enfrentar um  inverno difícil e pediu união aos americanos para afrontar a pandemia provocada pelo coronavirus;
  • O democrata recebeu importantes sinais da comunidade internacional: dando início a uma nova linha diálogo com os EUA, o presidente chinês Xi-Jinping parabenizou Biden por sua vitória nas eleições americanas. Disse também que espera desenvolver relações saudáveis com os EUA, estimular cooperação e “administrar diferenças”;
  • Já a França gerou tensões com os EUA ao começar a cobrar um imposto digital que deve custar milhões de euros para empresas americanas. Segundo o Financial Times, Washington considera que o imposto seja exemplo de práticas de comércio injusta estuda tarifas retaliatórias.

Petróleo: Redução no estoque dos EUA acima do esperado pelo mercado

  • Ontem a Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA) divulgou, em seu relatório oficial de fornecimento, uma redução no estoque de -0,754 milhões de barris contra expectativa de +0,127 milhões de barris, o que foi visto como positivo por indicar uma menor oferta em relação à demanda. Com disso, ontem a commodity encerrou o pregão em alta de +1,57% em US$48,61/barril;
  • Por outro lado, os estoques de gasolina nos EUA cresceram +2,180 milhões de barris, acima das expectativas de mercado de um aumento de +0,614 milhões de barris;
  • Nessa manhã de quinta-feira, o petróleo tipo Brent opera em território negativo, em queda de -1,28% em US$47,99/barril (Brent).

Empresas

Petrobras (PETR4): Novo plano estratégico 2021-2025 é divulgado, saiba os principais destaques

  • Ontem a Petrobras divulgou seu novo Plano Estratégico para o quinquênio 2021-2025. O plano mantém os pilares que sustentam a estratégia da companhia e traz previsões para os próximos anos em termos de (i) redução de endividamento (desalavancagem), (ii) capex, (iii) produção e (iv) indicadores ESG;
  • Em primeiro lugar, a diminuição da dívida e a desalavancagem financeira continuarão a ser prioritárias, sendo a geração de caixa operacional e os desinvestimentos fundamentais para esses fins. De janeiro de 2019 a setembro de 2020, mesmo com os impactos da COVID-19 e do choque do petróleo em 2020, conseguiram reduzir a dívida bruta em US$ 31 bilhões e mantiveram a meta de atingir US$ 60 bilhões em 2022;
  • Com relação ao CAPEX, o previsto para o período 2021-2025 é de US$ 55 bilhões, dos quais 84% estão alocados à Exploração e Produção de petróleo e gás (E&P). Investimentos de US$ 46 bilhões em E&P envolvem cerca de US$ 32 bilhões (ou 70%) destinados para os ativos do pré-sal. A alocação está aderente ao posicionamento estratégico, com foco em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra profundas. Além disso, a escassez de capital impõe competição entre projetos para a obtenção de “funding”, sendo aprovados somente os que são resilientes ao preço de petróleo Brent de US$ 35/bbl;
  • A curva de produção de óleo e gás estimada no período 2021-2025, sem considerar os desinvestimentos, indica um crescimento esperado na produção de óleo de 2,45 MM boed em 2021 para 3,0 MM boed em 2025. Ao longo desse período, está prevista a entrada em operação de 13 novos sistemas de produção, sendo todos alocados em projetos em águas profundas e ultra profundas;
  • Por fim, do lado ESG, o Plano Estratégico propõe um conjunto de estratégias que dão visibilidade a essas iniciativas como: (i) transparência e foco em sustentabilidade, em especial em relação à descarbonização das operações; (ii) fortalecimento das atividades de logística, marketing e vendas; (iii) busca por um Refino mais eficiente e sustentável – BioRefino e (iv) fortalecimento do modelo de gestão da Petrobras;
  • Em nossa visão o novo Plano Estratégico, da Petrobras reitera seu compromisso de se tornar uma companhia mais financeiramente robusta, com menor endividamento, focada em ativos de E&P mais rentáveis no pré-sal. Também vemos como positiva a divulgação de metade para indicadores ESG. Reiteramos nossa recomendação de Compra nas ações da Petrobras, com preços-alvo de R$30/ação e R$29/ação para PETR4 e PETR3, respectivamente.

Bancos: Governo elimina benefício de alíquota zero de IOF para crédito

  • Em decreto editado ontem pelo presidente Jair Bolsonaro, o período de benefício de IOF para operações de crédito foi reduzido de 31/12/2020 para a data de hoje (26/11/2020);
  • A medida, que teve início ainda em abril, visava aliviar o crédito a pessoas e empresas atingidas pelo COVID;
  • Nossa visão é negativa sobre a medida, uma vez que ela encarece o pagamento do tomador e possivelmente diminui concessão de crédito. Porém destacamos que a medida possuiria apenas mais um mês de vigência e, portanto, impacto limitado.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.