XP Expert

Banco Central atua no dólar, nova injeção de liquidez esperada hoje

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -0,9% | 115.662 Pontos

CÂMBIO 0,0% | 4,35/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Mercados internacionais operam nessa manhã sem direção única, com ligeiras altas nos índices de Ásia e futuros dos EUA e bolsas europeias em grande parte estáveis. O Ibovespa fechou ontem em queda de -0,87%.

O petróleo tipo Brent opera em alta de +1,35%, aos US$57,11, refletindo expectativas de que o impacto do Coronavírus sobre a demanda da commodity não se extenda por muito tempo, e de que a OPEP + reaja para evitar riscos de excesso de oferta de preços. Nesse sentido, notícias apontam que a OPEP poderia responder ao cenário atual aumentando o patamar de cortes de produção para 2,3 milhões de barris por dia (mbpd), ante os 1,7 mbpd acordados na última reunião do grupo em 6 de dezembro de 2019.

Na Zona do Euro, o PIB do quarto trimestre de 2019 reforçou a mensagem de fragilidade da economia europeia ao apresentar expansão de 0,1% ante o terceiro trimestre do mesmo ano. Na comparação com o mesmo período de 2018, o PIB da região apresentou expansão de 0,9%, levemente abaixo do consenso de mercado, de 1%.

No Brasil, o setor de serviços apresentou queda de 0,4% na comparação mensal de dezembro, levemente acima tanto da nossa expectativa (-0,7%) quanto da expectativa de mercado. Na agenda de indicadores econômicos, o destaque de hoje será a divulgação do índice de atividade econômica do Banco Central, que, influenciado negativamente pela fragilidade dos indicadores setoriais em dezembro, deve apresentar queda de 0,3% entre novembro e dezembro de 2019.

Sobre o dólar, um dia após o ministro da Economia, Paulo Guedes, dizer que “um dólar mais alto é bom para todo mundo”, o Banco Central do Brasil atuou para abaixar a cotação do dólar, que chegou a R$ 4,38 na manhã de ontem. A intervenção, realizada através de uma operação de US$ 1 bilhão em contratos de dólar futuro, reduziu a moeda para R$ 4,33. Uma nova injeção de liquidez de US$ 1 bilhão em swap no mercado futuro está prevista para ser realizada hoje, às 9h30. A expectativa é que a intervenção, pelo segundo dia consecutivo, ajude a aliviar o câmbio.

Na agenda de empresas, ontem publicamos nosso relatório fornecendo uma análise detalhada sobre as principais tendências do mercado de combustíveis no Brasil. Além disso, atualizamos nossas estimativas e realizamos a prévia dos resultados do 4T19 para Cosan (CSAN3) e Ultrapar (UGPA3). Mantemos nossa recomendação de Compra nas ações da Cosan, com preço-alvo de R$83/ação e recomendação neutra nas ações da Ultrapar, com preço-alvo de R$24/ação.

Finalmente, o Banco BMG reportou resultados ruins para o último trimestre de 2019 (4T19), impactado por provisões relacionadas a processos de clientes. O lucro veio em R$ 74 milhões (vs. estimativa de R$ 94 milhões), resultando em um retorno sobre patrimônio líquido de 9%. Mantemos nossa recomendação de compra e preço-alvo de R$ 13,89, devido as nossas expectativas de melhoras operacionais para 2020.

Lembrete: hoje no Super Clássicos da Bolsa teremos “Itaú ou Bradesco?”. Durante a semana inteira trouxemos discussões com os analistas de ações da XP e outros especialistas do mercado para os principais confrontos setoriais da Bolsa brasileira. Para participar e assistir aos vídeos em tempo real, basta acessar a página do evento aqui e se inscrever.

Tópicos do dia

Temporada de resultados do 4º trimestre

Usiminas (USIM5): antes da abertura do mercado
Cosan (CSAN3): após o fechamento do mercado

Clique aqui para acessar o calendário completo
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados

Brasil

  1. Política Brasil: cenário negativo para a agenda econômica do governo
  2. Indústria, comércio e serviços apresentam queda em dezembro

Internacional

  1. Política Internacional: coronavírus continua sendo destaque internacional
  2. Petróleo: Os preços do petróleo tiveram alta de 1%, refletindo as expectativas de que o impacto do Coronavírus não se estenda por muito tempo

Empresas

  1. BMG (BMGB4): provisões operacionais ainda impactando | Revisão do 4T19
  2. Distribuição de combustíveis: Tudo que você precisa saber antes dos resultados do 4T19 de Cosan e Ultrapar
  3. JBS (JBSS3): venda de ações da JBS pelo BNDES pode ser em junho e em tranche única
  4. Cemig (CMIG4): Levantam valores depositados em garantia do processo relativo à exclusão do ICMS da Base de Cálculo do PIS/COFINS
  5. Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): abate de bovinos caiu no quarto trimestre de 2019
  6. Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): coronavírus estaria ocasionando redirecionamento dos embarques de frango dos EUA com destino à China
  7. Ambev (ABEV3): Brahma lança cerveja duplo malte
  8. Vulcabras Azaleia (VULC3): Veja a entrevista exclusiva com o presidente da companhia

Veja todos os detalhes

Brasil

Política Brasil: cenário negativo para a agenda econômica do governo

  • O noticiário continua negativo para a agenda econômica do governo. Segue a repercussão negativa das duas últimas declarações de Paulo Guedes (a dos parasitas e a da viagem de empregadas domésticas), criticadas inclusive pelos que defendem os textos no Congresso. O Legislativo se queixa ainda da militarização do Palácio do Planalto, com a confirmação de que o General Braga Netto assumirá o posto de ministro chefe da Casa Civil. A articulação política seguirá nas mãos de General Ramos, da Secretaria de Governo.
  • Bolsonaro voltou a prometer para a próxima semana o envio da reforma administrativa (depois de o Planalto praticamente abandonar a possibilidade) e, pouco a pouco, líderes começam a indicar seus nomes para a comissão mista da reforma tributária, que deve ser instalada na semana que vem, segundo o relator do texto, Aguinaldo Ribeiro.

Indústria, comércio e serviços apresentam queda em dezembro

  • O setor de serviços apresentou queda de 0,4% na comparação mensal de dezembro e expansão de 1,6% na comparação anual, ligeiramente acima da nossa estimativa (-0,7% m/m e + 1,4% a/a) e da expectativa de mercado (+1,5% a/a e m/m não disponível);
  • A maioria dos setores (74%) apresentou desempenho abaixo do esperado em dezembro. Os setores de “transporte terrestre” e “Serviços Administrativos e Complementares” foram os principais destaques negativos. Pelo lado positivo, o setor de “Serviços de tecnologia da informação” contribuiu positivamente e impediu que o índice de serviços apresentasse queda ainda maior;
  • Todos os dados disponíveis até o momento mostram que a economia perdeu impulso no 4º trimestre de 2019. A métrica mensal do PIB (IBC-Br), que será divulgada às 9h de hoje, trará uma sinalização adicional sobre o desempenho econômico geral e o provável impacto dessa desaceleração econômica nas projeções de crescimento do PIB e nas chances de outro corte na taxa de juros no curto prazo. Esperamos que o IBC-Br, influenciado pela fragilidade dos principais setores da economia em dezembro, apresente queda de 0,3% entre novembro e dezembro de 2019.

Internacional

Política Internacional: coronavírus continua sendo destaque internacional

  • Coronavírus: a OMS continua reportando dados inferiores a China, computando 46.997 casos confirmados no mundo e 1370 mortes. Já os últimos relatos da Comissão Nacional de Saúde da China apontam 63.851 casos confirmados – 5.090 mais que ontem – e 1380 mortes. Após críticas sobre a maneira em que o governo administrou a situação, o Comitê Permanente do Politburo demitiu líderes regionais e adotou nova estratégia de comunicação. O presidente Xi Jinping apareceu em público mais uma vez e aceitou a assistência de especialistas americanos;
  • No Reino Unido, ministro das Finanças, Sajid Javid, renunciou após confronto com Boris Johnson e seu principal conselheiro, Dominic Cumings. Nos últimos dias, o primeiro ministro inglês tem feito mudanças em seu gabinete e pediu a Javid que demita seus assessores, o que levou ao embate entre os líderes. O novo chefe da pasta é Rishi Sunak, que atuava como o número 2 do ministério até o momento, e é conhecido por ser ainda mais a favor do Brexit que Javid.

Petróleo: Os preços do petróleo tiveram alta de 1%, refletindo as expectativas de que o impacto do Coronavírus não se estenda por muito tempo

  • Nesta manhã de sexta-feira, os preços do petróleo (Brent) estão operando em território positivo, +1,4% a US$ 57,11/barril, refletindo as expectativas de que o impacto do coronavírus não se estenda por muito tempo;
  • De acordo com a Reuters, em resposta à queda na demanda, a OPEP+ está considerando cortar a produção em até 2,3 milhões de barris por dia (mbpd), em comparação com os 1,7 mbpd acordados na última reunião do grupo em 6 de dezembro de 2019.

Empresas

BMG (BMGB4): provisões operacionais ainda impactando | Revisão do 4T19

  • BMG reportou resultados ruins para o último trimestre de 2019 (4T19). O lucro veio em R$ 74 milhões (vs. estimativa de R$ 94 milhões), resultando em um retorno sobre patrimônio líquido de 9%. E embora receitas, custo de crédito e a maioria dos gastos vieram em linha, além de impostos terem ajudado, o resultado foi novamente impactado por outras despesas operacionais, que vieram 22% acima do esperado em R$ 190 milhões;
  • Por outro lado, o banco apresentou boas métricas operacionais, tais como crescimento em carteira de crédito, número de lojas Help!, índice de cross-selling, número de clientes e contas digitais. Tais melhorias devem ajudar o banco a atingir o crescimento que esperamos para 2020;
  • Por fim, a gestão emitiu um novo guidance para 2020, que consideramos neutros em relação as nossas estimativas. Embora estejamos acima dos números da cia em relação a gastos, estamos praticamente no topo do guidance para margem financeira. Clique aqui para acessar o relatório completo.

Distribuição de combustíveis: Tudo que você precisa saber antes dos resultados do 4T19 de Cosan e Ultrapar

  • Ontem publicamos nosso relatório fornecendo uma análise detalhada sobre as principais tendências do mercado de combustíveis no Brasil, tanto em termos de volumes como do nível de margem das distribuidoras;
  • Além disso, atualizamos nossas estimativas e realizamos a prévia dos resultados do 4T19 para Cosan (CSAN3) e Ultrapar (UGPA3);
  • Mantemos nossa recomendação de Compra nas ações da Cosan, com preço-alvo de R$83/ação e recomendação neutra nas ações da Ultrapar, com preço-alvo de R$24/ação. Clique aqui para acessar o relatório completo.

JBS (JBSS3): venda de ações da JBS pelo BNDES pode ser em junho e em tranche única

  • Segundo o Estadão, a venda da fatia de 21,32% que o BNDES tem da JBS deve ficar para junho. A expectativa, ao menos nesse momento, é que a oferta possa ser feita em uma única tranche e não em duas, como se esperava inicialmente;
  • O sindicato de bancos para a operação está contratado desde dezembro, quando a operação da Marfrig passou à frente da JBS, nas vendas do BNDES. Uma das questões seria o preço: a ação da JBS está no patamar de R$ 25, ao passo que em setembro, estava na casa dos R$ 32. A percepção é que a tendência é de melhora, assim que dissipadas as incertezas relacionadas ao coronavírus;
  • Vale lembrar que a JBS é a segunda posição em renda variável do BNDES, respondendo por mais de 15% do total da carteira. A primeira segue sendo a Petrobras, mesmo após a venda das ações com direito a voto da petroleira na semana passada.

Cemig (CMIG4): Levantam valores depositados em garantia do processo relativo à exclusão do ICMS da Base de Cálculo do PIS/COFINS

  • Em fato relevante divulgado ontem, a Cemig informou que, em decorrência da decisão do juízo da 7ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte, as subsidiárias Cemig D e Cemig GT levantaram os recursos que estavam depositados em garantia do processo judicial relativo à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS. O processo foi transitado em julgado em 8 de maio de 2019;
  • Os efeitos de tal processo já foram registrados no exercício de 2019 (no 3T19), com um impacto de R$1,969 bilhão (ou R$1,35/ação), já líquido dos efeitos ficais;
  • Dado que a Cemig já havia depositado os valores em uma conta de garantia judicial, entendemos que a decisão tem efeito caixa imediato. Por esse motivo, esperamos uma reação positiva das ações hoje. Mantemos recomendação neutra nas ações da Cemig, com preço-alvo de R$16/ação.

Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): abate de bovinos caiu no quarto trimestre de 2019

  • Segundo o Valor, pesquisa do IBGE apontou que o abate de bovinos caiu 1,8% no país no quarto trimestre de 2019 na comparação anual, e caiu 5,4% na comparação trimestral;
  • Ainda conforme o IBGE, foram abatidos 1,456 bilhão de frangos no quarto trimestre de 2019, alta de 2,8% frente ao mesmo período do ano anterior e baixa de 1% na comparação ao terceiro trimestre de 2019;
  • O levantamento aponta, ainda, que os criadores abateram 11,869 milhões de cabeças de suínos no trimestre, crescimento de 6,1% na comparação ao mesmo período de 2018. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, houve alta de 1,5%;
  • De uma maneira geral, o cenário continua positivo para a pecuária brasileira, com perspectiva de demanda aquecida no país e no exterior.

Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): coronavírus estaria ocasionando redirecionamento dos embarques de frango dos EUA com destino à China

  • Segundo a Reuters, navios que transportam contêineres contendo carne de frango dos Estados Unidos com destino para a China estão sendo desviados para portos em Hong Kong, Coréia do Sul, Taiwan e Vietnã devido ao surto de coronavírus. Estima-se que 300 a 400 contêineres refrigerados de aves – atualmente em trânsito – estão sendo desviados. Cerca de 80% dos produtos são pés de galinha, enquanto o restante é carne de frango e produtos de peru;
  • Os portos chineses ficaram sem espaço para contêineres refrigerados, que devem ser conectados a tomadas elétricas uma vez descarregados para manter a carne congelada, disse à Reuters na quinta-feira Jim Sumner, presidente do Conselho de Exportação de Ovos e Aves dos EUA. Produtos congelados e refrigerados estão começando a estragar por causa da falta de energia disponível, disse um gerente de uma operadora de terminais portuários de Los Angeles;
  • A Tyson Foods não redirecionou nenhum de seus atuais produtos de frango dos destinos pretendidos e reiniciou todas as suas operações, informou a empresa em comunicado por e-mail. “Estamos avaliando ativamente o que esse surto pode significar para nossos negócios globais e nos preparando para a possibilidade de qualquer impacto”.

Ambev (ABEV3): Brahma lança cerveja duplo malte

  • Segundo a Exame, a Brahma, da Cervejaria Ambev, acaba de anunciar o lançamento da cerveja Duplo Malte. A cerveja deve chegar ao mercado nas opções garrafa 600 ml e lata 350 ml, e deve ser intermediária entre a Brahma Chopp e a Brahma Extra no sabor e no preço;
  • O produto passou por testes com consumidores em várias cidades, incluindo São Paulo, e chega em todo o Brasil a partir de março. É também uma aposta para o Carnaval no Rio de Janeiro.
  • “Queríamos trazer uma novidade para as pessoas e mostrar que dá para fazer cerveja com dois tipos de malte diferentes”, diz José Octávio Freitas, gerente de marketing de Brahma.

Vulcabras Azaleia (VULC3): Veja a entrevista exclusiva com o presidente da companhia

  • A Vulcabras Azaleia (VULC3) é uma das maiores empresas de calçados do Brasil, com as marcas Olympikus e Azaleia. Os últimos anos foram marcados por uma série de eventos importantes para a companhia, como a oferta subsequente de ações e migração para Novo Mercado em 2017, além da parceria com a marca Under Armour em 2018;
  • Nosso time de análise de ações visitou o escritório da companhia, em São Paulo, para um bate-papo com o presidente do grupo, Pedro Bartelle. Clique aqui para acessar o vídeo com a entrevista completa.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.