Evento Sob o Olhar Delas discute investimento no exterior como proteção para risco Brasil

A economista da Garde Asset management, Natalie Victal , conversou com as especialistas da XP sobre a atividade econômica no Brasil e investimentos no cenário pós-pandemia no último dia do evento Sob o Olhar Delas. Veja a live e confira os detalhes


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A política fiscal brasileira durante a crise pode ter sido “exagerada” comparada a dos demais países e, agora, estaríamos lidando com dificuldades do ponto de vista da trajetória da dívida, afirma Natalie Victal, economista da Garde Asset Management, durante o último painel do evento Sob o Olhar Delas, a primeira conferência da XP com lideranças femininas. A economista conversou com as especialistas da XP sobre o cenário para economia e investimentos no pós-pandemia.

Diante da incerteza fiscal, a diversificação dos investimentos, com a alocação em ativos internacionais, pode ser uma boa opção para se proteger do risco Brasil, segundo a especialista em investimento da XP Ana Laura Magalhães. Veja a live e confira os principais destaques.

Não temos uma bolha financeira, mesmo após tantos estímulos”, diz Natalie

A economista da Garde Asset Management, Natalie Victal, afirma que a política fiscal brasileira durante a crise, marcada pela expansão fiscal e distribuição do auxílio emergencial, pode ter sido exagerada comparada a dos demais países, e agora estaríamos lidando com dificuldades do ponto de vista da trajetória da dívida: “lá trás, em 2020, fazia sentido, estávamos lidando com algo novo, era quase uma questão humanitária, mas agora acho que estamos pecando um pouco [em termos de estímulos]”.

Natalie destaca que o Banco Central brasileiro agiu de maneira proativa, realizando estímulos extraordinários via taxa de juros, mas, olhando para a frente, em termos de atividade, a economista comenta que está menos pessimista em relação ao crescimento do PIB: “só com a normalização, já chegamos em níveis [de atividade] maiores do que a mediana prevista pelo mercado”. Tal visão está embasada em seu otimismo com a vacinação.

Do lado dos riscos, ela destaca que enxerga projeções de inflação “preocupantes” no pós-pandemia, o que requereria uma continuidade da alta da taxa básica de juros, hoje em 2,75%.

Ainda olhando para o balanço de riscos, a economista da Garde destaca que, independentemente de quem assumir em 2022, o próximo presidente terá que fazer escolhas difíceis no curto prazo em função da fragilidade da situação fiscal atual, envolvendo escolhas que afetam principais grupos de interesse da sociedade brasileira. Rachel de Sá, analista de macroeconomia da XP, complementa que o risco mais preocupante não é tanto o de default da dívida pública no longo prazo, o que seria um caso extremo, mas sim o risco de perda de valor de compra da nossa moeda em função da desvalorização cambial ou da inflação.

Para Natalie Victal, a maior parte das economias não voltaram aos níveis pré-crise, salvo no caso dos EUA que vem apresentando uma recuperação excepcional. Nesse sentido, os estímulos econômicos seguem fazendo sentido e, portanto, a economista acredita que não estamos passando por uma bolha financeira.

Outro ponto destacado pela economista é que o papel dos bancos centrais também estaria se renovando. O Federal Reserve, banco central americano, vem falando cada vez mais de combate à desigualdade, assim como o Banco Central Europeu (BCE) vem focando na questão ambiental.

Onde investir em cenário de juros baixo, mas com risco de inflação

Em um cenário de incerteza fiscal no mercado doméstico, a melhor forma de se proteger do risco Brasil é investir em ativos internacionais, o que não significa remeter dinheiro para fora. Pelo contrário, hoje o mercado de capitais brasileiro já está desenvolvido e oferece diversas opções ao investidor de varejo, destaca Ana Laura Magalhães, especialista em investimentos da XP.

A especialista da XP destaca os fundos da família Trend, disponíveis na plataforma da XP, como o Trend Bolsa Chinesa, além de fundos listados em que acompanham a performance de índices, os chamados ETFs (Exchange Traded Funds). Olhando para frente, pensando em investimentos locais, Ana destaca que, diante do risco de inflação adiante e da escalada de riscos, por enquanto vale passar longe de investimentos pré-fixados.

A especialista da XP recomenda que cada investidor avalie seu perfil de risco e opte por investimentos internacionais com proteção cambial, no caso das pessoas mais conservadoras, ou mesmo em investimentos dolarizados diretamente.

Participação de mulheres no mercado financeiro evoluiu, mas pode melhorar

A participação das mulheres no mercado financeiro vem evoluindo nos últimos tempos, mas que ainda existe muito espaço para melhora, na visão da economista da Garde e da especialista de investimentos da XP. Ana destaca a importância de correr atrás do conhecimento e de procurar exemplos da área. Para Natalie, a carência de referências ainda é um dos maiores impedimentos para a entrada das mulheres no mercado. Daí a importância de eventos como o “Sob o olhar delas”, que reúnem mulheres de sucesso, mostrando que “são muito capazes”, complementou Tatiana Nogueira, economista da XP.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º na Resolução CVM 20/2021. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.