XP Expert

BC volta a subir juros. Até onde vai a taxa Selic? Quais suas implicações?

No comunicado que acompanhou a decisão, o Copom deu sinalizações de que vai manter a postura dura adiante.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil elevou a taxa de juros em 1,5 ponto percentual (p.p.), em linha com o esperado por nós e pelo mercado.  E sinalizou “outra alta da mesma magnitude” na próxima reunião (em fevereiro de 2022). A alta dá continuidade ao movimento iniciado em março deste ano, e mira reduzir a inflação, que vem rodando acima de 10% ao ano (a meta do BCB para 2022 é de 3,5% e para 2023 é de 3,25%).

No comunicado que acompanhou a decisão, o Copom deu sinalizações de que vai manter a postura dura adiante.

Em primeiro lugar, o Comitê minimizou os dados recentes fracos de atividade econômica, dizendo que foram apenas “moderadamente” abaixo das expectativas.

Em segundo lugar, o texto trouxe previsões de inflação acima do esperado para 2022 e 2023, mesmo incorporando as altas de juros recentes.

Terceiro, o Copom afirmou que “é apropriado que o ciclo de aperto monetário avance significativamente (palavra adicionada frente ao comunicado anterior) em território contracionista”. Adicionar o “significativamente” sugere que o plano de voo do Copom prevê agora a taxa Selic mais elevada do que previa anteriormente ao final do ciclo de alta.

Por fim, o Copom acrescentou (em relação ao último comunicado) que “o Comitê irá perseverar em sua estratégia até que se consolide não apenas o processo de desinflação como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas”. Isso significa, a nosso ver, que a recente alta nas expectativas de inflação para 2022 em diante (como coletado na pesquisa ele o Banco Central faz com analistas de mercado) está incomodando o Comitê.

Em suma: o Copom parece mais preocupado com o cenário para a inflação e deve continuar ajustando as condições monetárias da economia (ou seja, subindo os juros) para mudar essa tendência.

Acreditamos que a decisão seja consistente com nosso cenário de que a taxa Selic chegará a 11,50% ao final do ciclo de aperto monetário até março de 2022. O tom duro, de fato, traz risco de alta para esse número. Ainda assim:

  1. Comitê reforçou o ritmo de 1,5p.p. para a próxima reunião, e não uma aceleração ainda maior;
  2. A alta dos juros deve intensificar a desaceleração da atividade econômica, que já está mais fraca do que o esperado neste final de ano (ver nosso último relatório mensal de cenários).  Com a economia se aproximando da recessão, as pressões inflacionárias devem começar a ceder, levando o Comitê a reduzir o ritmo na reunião de março para 0,75p.p. e finalmente “parar para ver” com a Selic em 11,50%.

Como a decisão do Copom impacta os mercados financeiros?

A decisão de hoje não deve ter grandes impactos no curto prazo. Isso porque a decisão veio em linha com o esperado pela grande maioria dos analistas, inclusive nós. Ainda assim, a postura mais dura pode trazer alguma elevação nos juros futuros para prazos mais curtos, e alguma valorização da taxa de câmbio (uma vez que juros mais altos por aqui tende a atrair recurso).

E meus investimentos?

A elevação de hoje traz um marco importante para o investidor. Com a Selic acima de 8,5%, a poupança se torna ainda menos vantajosa para investidores – uma vez que passa a render aproximadamente 6% ao ano, independente de maiores altas na taxa Selic.

Assim, juros mais altos também significam oportunidades de investimento, muito além da poupança. Juros em alta aumenta a atratividade da Renda Fixa. Títulos de renda fixa indexados à inflação ajudarão a proteger o patrimônio da ainda presente incerteza de preços, assim como fundos de investimento de renda fixa. Contamos muito mais sobre oportunidades nessa classe de ativos, assim como alocar melhor seus recursos nesse ambiente em nossa live pós-Copom:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º na Resolução CVM 20/2021. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.