XP Expert

🌎 RADAR BDR: 1 mês desde a liberação

O que mudou neste 1º mês desde a abertura para todos os investidores?

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
  • Em primeiro lugar, a liquidez vem crescendo em ritmo forte. Um dos fatores que mais preocupa o investidor é a sua capacidade de comprar e vender com facilidade, ou seja, quanto maior o volume de negociação de um ativo, maior tende a ser a agilidade e menores os custos de se  montar ou desmontar posições.
  • Antes da abertura, todos os BDRs listados negociavam, em média, R$ 118,8 milhões/dia. Esta cifra saltou quase 80% para R$ 212 milhões/dia na média do último mês.
  • Também vale notar que os investidores estão dando preferência para as empresas que já eram mais líquidas. Enquanto o mecado como um todo aumentou o volume em 80%, as 40 principais aumentaram em 111% e passaram a representar 87% da liquidez total.
  • Se considerarmos as FAAMGs (Facebook, Apple, Amazon, Microsoft e Google), as 5 maiores empresas americanas, a liquidez dobrou, alcançando os R$ 58 milhões/dia. Hoje, as FAAMGs são responsáveis por 27% de todo o volume negociado de BDRs no mercado.
  • Mas também há outras empresas que saltam aos olhos. A Tesla, por exemplo, triplicou a liquidez para R$ 19 milhões/dia na média do mês com o anúncio de sua inclusão no principal índice de ações do mundo, o S&P 500. E ocupando o 1º lugar, o Mercado Livre é o BDR mais negociado com R$ 22 milhões/dia de volume.
  • Os BDRs também permitem exposição a setores pouco representados no Brasil. O renomado investidor Warren Buffett, por exemplo, incluiu recentemente na carteira da Berkshire ações da Pfizer, que anunciou uma vacina para COVID-19 capaz de reanimar o otimismo dos mercados. Na mesma linha, a Amazon aposta no setor desde 2018 com a aquisição milionária da PillPack e anunciou que vai fazer entrega de medicamentos, buscando capturar uma fatia deste mercado de US$ 300 bilhões a/a.
  • Se observarmos a carteira Top 10 Ações Internacionais XP, podemos destacar o boom de liquidez do Alibaba, que viu volumes 361% maiores, mostrando aumento do interesse pela gigante chinesa. Outro destaque são os BDRs da Disney, que ultrapassaram os R$ 5 milhões/dia, impulsionado pelo resultado positivo do serviço de streaming Disney+, que completou 1 ano com 74 milhões de assinantes, acima das mais otimistas expectativas.
  • Ainda nas Top 10, vimos a liquidez aumentando 124% neste primeiro mês de liberação dos BDRs, alcançando R$ 68 milhões/dia enquanto, antes da abertura, o volume era de apenas R$ 30 milhões. Da carteira, as mais negociadas foram a Amazon, Alibaba e Google, sendo que todos os nomes tiveram aumento de liquidez superior a 40% neste primeiro mês.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.