Ambev (ABEV3): destaques da reunião com CEO e CFO

Realizamos hoje (20/05) uma reunião online com o CEO da Ambev, Jean Jereissati, e o CFO, Lucas Lira. Mantemos nossa recomendação Neutra para Ambev, com preço-alvo de R$ 15 por ação. Confira os detalhes abaixo.


Compartilhar:


Realizamos hoje (20/05) uma reunião online com o CEO da Ambev, Jean Jereissati, e o CFO, Lucas Lira.

Jean Jereissati relembrou três prioridades da empresa: (i) trabalhar a marca Ambev, cuja indústria é muito relevante para o país, impactando 2% do PIB brasileiro; (ii) inovação como mentalidade, enquanto reorganizam a empresa para ser mais inovadora e escutar mais o consumidor, desenvolvendo processos e não só produtos e (iii) foco em tecnologia para se tornarem mais eficientes e criarem mais intimidade com o consumidor.

Segundo ele, essas prioridades “caíram como uma luva” nesse momento desafiador, que conta também como foco principal a saúde dos colaboradores e parceiros da empresa. De fato, o setor tem sido muito impactado e a incerteza é grande. Por outro lado, a crise acelerou iniciativas já planejadas, enquanto a empresa apresenta solidez financeira para superar os desafios do curto prazo.

Mantemos nossa recomendação Neutra para Ambev, com preço-alvo de R$ 15 por ação. Confira os detalhes abaixo.


Cenário na China

  • As medidas tomadas na China contra a pandemia foram mais drásticas do que as que estão sendo tomadas no Brasil. Portanto, há diferenças ao compararmos os países.
  • A ABI (controladora da Ambev) possui 35 plantas na China e foi forçada a fechá-las durante dois meses. Já no Brasil, as plantas da Ambev seguem abertas, com utilização reduzida.
  • Espera-se que a recuperação no Brasil leve mais tempo do que na China, já que o país ainda não passou do pico da curva.

Cenário na América Latina

  • Argentina, Paraguai e Chile tem sido mais resilientes. Conforme comentamos no nosso relatório sobre o resultado da Ambev no 1T20, esse grupo de países passa por quarentenas menos severas e possuem uma menor representatividade de bares e restaurantes.
  • Já Brasil e, particularmente, Bolívia e República Dominicana, tem seus volumes afetados por medidas mais severas contra a pandemia, incluindo toque de recolher na República Dominicana, além de parcela maior de representatividade de bares e restaurante como o caso do Brasil.
  • As famosas lives da Ambev ganharam tração especial no Brasil. Outras iniciativas foram realizadas, como a Quilmes Rock, mas de fato tanto as lives quando o delivery obtiveram sucesso exponencial no Brasil.

Posicionamento de marcas 

  • Há um ano, a empresa vem focando na comunicação mais assertiva com os consumidores. Na visão da Ambev, ao pulverizarem os canais de contato, a empresa aumenta as oportunidades para trabalhar marcas e nichos de consumidores de maneira mais personalizada.
  • Nesse sentido, a fatia de marketing dedicada à mídia tradicional como televisão diminuiu, enquanto a fatia dedicada às experiências como eventos com marca própria e no canal digital aumentou significativamente.
  • A aposta no digital está bem estruturada; há um ano internalizaram agências de publicidade e 200 pessoas para poder fortalecer essa aproximação com o consumidor. Houve a criação de uma área de social-listening e outra de social-answering, para acompanhar o que está sendo dito sobre a Ambev nas redes sociais.
  • Com isso, a Brahma se aproximou ainda mais do sertanejo. Consequentemente, as duas marcas mais lembradas nesse momento de crise do setor cervejeiro são a própria Ambev e a Brahma Duplo Malte.

Zé Delivery e Donus

  • A plataforma de compra online de cerveja da empresa, Zé Delivery, tem sido um grande destaque positivo neste momento de quarentena.
  • A proposta do Zé Delivery é entregar na casa do cliente, em até 30 minutos, cerveja gelada com preço de supermercado. Segundo o CEO da Ambev, o app já foi baixado por mais pessoas no Brasil do que o Uber Eats.
  • Já a Donus é uma fintech lançada neste ano que se propõe a ser um hub financeiro para o pequeno varejo, incluindo conta digital PJ, cartão de débito sem anuidade e maquininha de cartão de crédito.
  • Segundo a Ambev, a aceitação por parte de donos de bares e restaurantes tem sido alta, em função da credibilidade da Ambev e do relacionamento de longo prazo que a empresa tem com seus clientes.
  • Vale lembrar que tanto o Donus quanto o Menu – marketplace de alimentos, bebidas e produtos de limpeza que funciona como uma espécie de atacado virtual – pertencem à Z-Tech, o novo hub de tecnologia e inovação da ABI.

Diferentes canais, diferentes margens

  • Em termos de canais, bares e restaurantes de fato sofrem mais em função da quarentena. Por outro lado, o ecommerce está performando exponencialmente melhor. Já no canal de supermercados, aqueles de bairro estão se provando os mais resilientes.
  • Quanto ao cenário pós-pandemia, a Ambev está equacionando como será o retorno de bares e restaurantes. Há um esforço para entender as novas experiências de consumo, uma vez que o consumo de cerveja como forma de socialização é tradicional no Brasil.
  • Nesse esforço de se tornar uma empresa cada vez mais focada no consumidor, a Ambev está usando como benchmark a China. O foco está em entender como será esse retorno da socialização, primeiro com a família em casa, depois com amigos.
  • A realização de lives pelo youtube, é um bom exemplo que acompanha esses novos formatos de socialização. Para o CEO da empresa, “é prioritário compreendermos as ocasiões novas e acompanhar o cliente”.

Como a Ambev está ajudando bares e restaurantes neste momento desafiador?

  • É importante ter em mente que os níveis de fechamento de bares e restaurantes são diferentes, dependendo sobretudo da região da cidade. Soluções personalizadas são propostas para cada nicho.
  • Do ponto de vista financeiro, a Ambev optou por não bloquear clientes que atrasaram um pagamento, além de conectar cada vez mais parceiros ao Zé Delivery.
  • Adicionalmente, a empresa tem procurado parcerias com bancos, com o objetivo de colaborar com os demais integrantes da cadeia, sobretudo o pequeno varejo.
  • Para o CEO da Ambev, é importante pensar também no receio do consumidor, pois mesmo que a quarentena acabe, os clientes podem demorar a frequentar bares e restaurantes.

Retorno sobre Capital Investido (ROIC) das inovações

  • Para cada novo produto lançado, a Ambev traça um plano individual, uma vez que que cada um tem seu próprio ciclo de vida e necessidade de investimento. Por exemplo: uma inovação como a Brahma Duplo Malte já conta com uma marca-mãe, então é um processo mais eficiente.
  • Já a Beats GT, lançada durante o Carnaval, traz uma “explosão de incrementalidade”, por se tratar de um líquido completamente novo. Nesse sentido, cada produto tem seu ROIC e cumpre um papel em termos de adição ao portfólio. 
  • Para mitigar o risco de ROICs menores devido ao aumento de complexidade, a Ambev foca na tecnologia como maneira de se aproximar do consumidor para ter inovações mais assertivas. Por meio do Zé Delivery, por exemplo, a empresa consegue entender melhor os hábitos de consumo de cada cliente.
  • Outro exemplo é a plataforma digital B2B, que torna o processo de vendas muito mais eficiente. Ao implementar essa solução, a Ambev descobriu que seu cliente costuma passar, em média, 30 minutos por semana se atualizando no aplicativo. Sabendo disso, a Ambev consegue maximizar seu ponto de contato com os clientes.

Outras vias de crescimento além da cerveja

  • A tendência saudabilidade é uma potencial avenida de crescimento, que pode ser trabalhada com outros produtos além de cerveja. Destilados seriam outra oportunidade relevante para a empresa.
  • Vale ressaltar que, segundo Jereissati, a Ambev tem uma mentalidade de longo prazo, com um plano estratégico pensado para os próximos dez anos.

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM