XP Expert

“Se a guerra perdurar, não descartamos a possibilidade de estado de emergência”, diz Flávia Arruda

A ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flavia Arruda, foi recebida, nesta sexta-feira, pela economista-chefe da Rico, Rachel Sá, e as analistas do time de análise de política da XP, Júnia Gama e Débora Santos, no encerramento da conferência Sob o olhar delas.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flavia Arruda, foi recebida, nesta sexta-feira, pela economista-chefe da Rico, Rachel Sá, e as analistas do time de análise de política da XP Júnia Gama e Débora Santos, no encerramento da conferência Sob o olhar delas.

A ministra participou do painel “Um balanço da política e da economia no Governo” e trouxe suas impressões sobre a atual situação do Brasil, considerando o cenário internacional com a guerra entre Rússia e Ucrânia. Entre os temas trazidos pela integrante do governo estão a alta de preços e um possível subsídio dos combustíveis, as eleições de 2022, tanto para presidência quanto para composição do Congresso de 2023.

De acordo com Flavia Arruda, “se a guerra [entre Rússia e Ucrânia] perdurar, a gente não pode descartar a possibilidade de uma medida mais efetiva como um estado de emergência, ou de guerra, ou de calamidade, dependendo do cenário que vamos enfrentar”.

Balanço da economia no Brasil

A ministra entende que, apesar de tudo que ocorreu, o rumo em que o Brasil está, com “capacidade de investimento e de gasto do brasileiro” tem relação com o Auxílio Brasil. Ela defende que a retomada se deu, principalmente, por políticas públicas realizadas pelo governo Bolsonaro, do qual faz parte.

Fazendo menção à crise alimentar possível de ocorrer na Europa, ela entende que “a gente vive em um país economicamente mais preparado, industrialmente abaixo do que a gente queria mas também caminhando”.

Arruda entende que o Brasil “está tendo uma reação acima do esperado, principalmente pelo que estamos vivendo no panorama mundial”, embora se mantenha cautelosa por estarmos vivendo, em suas palavras, “um pós-pandemia” e uma guerra como a atual entre Rússia e Ucrânia.

Subsídio nos combustíveis

Em relação à possibilidade de subsídio nos combustíveis, a ministra reforça que há divergências a serem harmonizadas entre alas que visam lado político de questões e equipes mais técnicas, na parte da responsabilidade fiscal.

A aprovação do PLP 11 terá a capacidade ao reduzir o PIS/Cofins, de acordo com ela, e trazer um impacto imediato. Entretanto, reforça que, na opinião da presidência, deverá haver a colaboração dos governadores para ampliar o benefício para o consumidor. “Acho que ele terá um tratamento diferenciado agora na Câmara”, esclarecendo que entende que o projeto será discutido ainda de forma mais ampla.

Em relação a uma greve de caminhoneiros, ela mostrou-se cautelosa, sem intenção de minimizar a situação, mas afirmou que o ministro Tarcísio de Freitas está acompanhando de perto.

Sobre uma possível troca de comando na Petrobras, ela mencionou desconforto do presidente Bolsonaro. Contudo, reafirmou a independência da estatal e descartou a hipótese de uma mudança na direção da petrolífera. “É uma empresa livre”, assegurou Arruda.

Eleições de 2022

“A gente precisa separar o cargo de presidente com alguém que vai disputar a eleição”, disse, reforçando que, em sua visão, o presidente não deixa de cumprir ou toma medidas relacionadas à disputa de outubro de 2022. Ela ainda fez menção à disputa como um “plebiscito” sobre a personalidade do presidente. De acordo com Flavia, o fato de estar no governo torna Bolsonaro mais exposto, em especial para a mídia, em comparação com a oposição, que ficaria mais resguardada.

Ao falar de seu partido, PL, acredita que a filiação do presidente acabou atraindo outros ingressos e que fortaleceram a organização. Sobre as federações (que manteria os partidos unidos durante quatro anos), ela entende que pode haver dificuldade para formação entre partidos grandes, citando o exemplo do PT e PSD. A ministra disputará uma cadeira no Senado nas eleições e deve, em breve, se descompatibilizar

No Congresso, ela entende como maior desafio uma reforma constitucional, que seja bem discutida com a sociedade e que possa trazer inovações no aspecto tributário. Outro ponto que entende que pode ser melhorado são as emendas de relator, que, na visão da ministra, podem ser dotadas de maior transparência.

Regras do TSE em ano eleitoral

“Sabe que tem medidas que tem que ser tomadas mas a legislação impede”, justificando que as regras em ano eleitoral vedam algumas iniciativas para evitar iniciativas que possam ser considerar campanha antecipada. Flavia entende que as entregas ficam prejudicadas em razão desse regramento, em um momento muito ímpar pandêmico e pelo cenário mundial.

Ao citar as medidas que foram tomadas, destaca ações para manter fertilizantes (medida provisória editada no dia de hoje) e, em relação à pandemia, destaca o Auxílio Brasil e o vale gás, além da desoneração da folha, que era muito esperada, segundo a ministra.

O evento Sob o Olhar Delas é uma conferência de Política e Economia organizada por mãos e cabeças femininas da XP Inc. para debater temas determinantes para o país, sob a perspectiva de mulheres que são expoentes em suas áreas. 

A programação acontece entre 07 e 11 de março e você pode acompanhar a cobertura nesta página.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.