XP Expert

Nas eleições, desinformação “não interessa” para o YouTube: “trabalhamos na base da confiança”

Gerente de políticas públicas no Youtube, Alana Rizzo, debate o papel das redes sociais nas eleições.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

No penúltimo painel do terceiro dia do evento Sob o Olhar Delas, Júnia Gama e Débora Santos, ambas analistas Política da XP, conversam com Alana Rizzo, gerente de políticas públicas no Youtube.

O primeiro ponto de discussão abordou como o Youtube está se preparando para as próximas eleições a serem realizadas em Outubro de 2022, após o grande processo de desinformação e fake news que ocorreu nas eleições de 2018. Na visão de Alana, a função da plataforma é fornecer informação de qualidade, com pluralidade, para que as pessoas possam votar bem informadas. São mais de 500 horas de conteúdo publicadas por minuto, portanto, para isso, o Youtube utiliza um sistema que chama de os 4R’s:

Remoção: o Youtube cria um conjunto de regras públicas com intuito de manter um ambiente onde as pessoas sintam-se confortáveis e realiza a remoção de conteúdos que violam essas regras. Pensando no escopo de eleições, o Youtube cria ainda regras específicas para o período eleitoral

Recomendação: o Youtube realiza a recomendação de conteúdos de fontes confiáveis (geralmente de imprensa ou jornalísticos), ou seja, o internauta terá maior facilidade para encontrar este tipo de conteúdo

Redução: Métrica utilizada para dar menos destaque para conteúdos que não violam as regras, entretanto, não são conteúdos que a plataforma gostaria de destacar. De acordo com Alana, trata-se de menos de 1% do conteúdo disponível no Youtube.

Recompensa: para garantir que seja uma comunidade criativa, produzindo conteúdo original de qualidade, a plataforma possui parcerias que remuneram alguns desses criadores, buscando, pois, fomentar a economia criativa. De acordo com Alana, em 2021 o impacto do Youtube na economia criativa gerou mais de 122 mil empregos e teve um impacto de R$3,4 bi no PIB brasileiro.

Questionada a respeito da evolução dos instrumentos de controle nas plataformas e a adequação das mesmas às regras e leis das regiões de atuação, Alana disse que as regras de conteúdo do Youtube não são estáticas e vivem em constante transformação. Para a plataforma, a pandemia de Covid-19 foi um grande aprendizado para tratar com a disseminação de desinformação, uma vez que precisou revisar mais de 10 vezes suas regras de conteúdo. Além das regras próprias, a plataforma cumpre com as legislações locais onde atua e trabalha constantemente em parcerias com organizações da sociedade civil e com autoridades brasileiras. Por exemplo, atua em conjunto com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), visando conter a disseminação de informações falsas e provendo conteúdo de qualidade para a comunidade.

Por fim, em um debate a respeito dos conteúdos que são removidos do Youtube e se a PL das Fake News poderia trazer algum tipo de imunidade para parlamentares, Alana diz que a plataforma possui um processo criterioso de remoção de conteúdos através de machine learning e análise humana. Além disso, destacou que todo criador de conteúdo precisa obedecer as mesmas regras, independente de sua posição política e social, e finalizou: “Ninguém quer estar em uma comunidade onde pode encontrar um conteúdo nocivo”.

O evento Sob o Olhar Delas é uma conferência de Política e Economia organizada por mãos e cabeças femininas da XP Inc. para debater temas determinantes para o país, sob a perspectiva de mulheres que são expoentes em suas áreas. 

A programação acontece entre 07 e 11 de março e você pode acompanhar tudo nesta página.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.