XP Expert

XP Morning Call 23/11/2018

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1.   Política Brasil: Foco na transição do governo
  2.  Equipe de Bolsonaro pretende rever regras para o setor do petróleo
  3. Gestão Temer deixará pacote de concessões para Bolsonaro

Internacional

  1. Esboço de comunicado do G20 evita compromisso explícito contra protecionismo
  2. UE e Reino Unido avançam em acordo para o Brexit

Empresas

  1.  Preços do aço caem mais de 5% na China com preocupações sobre demanda
  2. Governadores eleitos querem ‘mais’ da Vale
  3. Pedro Guimarães aceita convite para comandar a CEF, e deverá comandar privatizações

COE News

  1. Airbus: Novo diretor financeiro enfrentará maior volatilidade na geração de caixa por questões do Brexit


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Foco na transição do governo

  • Mozart Neves, do instituto Ayrton Senna, estava para ser anunciado como ministro da educação, mas houve reclamação da bancada evangélica contra o técnico. Bolsonaro recuou da indicação;
  • Parlamentares do PSL reclamam da indicação do terceiro ministro do DEM. Além do espaço político do partido de Onyx, dizem ser difícil defender indicações com problemas na justiça. A costura para levar Davi Alcolumbre (DEM) à presidência do Senado pode trazer mais problemas;
  • O vereador Carlos Bolsonaro pode chefiar a Secretaria de Comunicação Social (Secom) e Wilson Poit pode assumir a secretaria de privatizações, que será criada no novo governo;
  • Segundo a Reuters, a equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro analisa três modelos de reforma tributária, pretendendo levar adiante a criação de um imposto sobre valor agregado (IVA), em substituição a vários existentes atualmente, como ponto central da reforma.

Equipe de Bolsonaro pretende rever regras para o setor do petróleo

  • Tendo em vista as diferenças de arrecadação e repasse para estados e municípios, o governo Bolsonaro está tentando patrocinar a mudança da lei do pré-sal para voltar a um modelo de concessões, no lugar do atual modelo de partilha;
  • Alterar o PL 78/2018 que tramita no Senado não é uma solução, dado que o texto teria que voltar para a Câmara, implicando em mais atrasos. Dentre as alternativas traçadas, cogita-se propor uma medida provisória ou um novo projeto de lei que altere o regime para concessões;
  • Sobre o repasse para Estados e municípios, os caminhos disponíveis para sua viabilização são a aprovação do PL 209, que regulamenta o fundo social do pré-sal, ou edição de uma medida provisória pelo presidente Temer para criar o fundo social. O presidente do Senado Eunício Oliveira voltou a reforçar que pode votar o PL 78/2018 até a próxima quarta (29) se houver entendimento geral.

Gestão Temer deixará pacote de concessões para Bolsonaro

  • Segundo o Estadão, a gestão Temer deixará um pacote fechado de projetos de concessão prontos para serem leiloados já no primeiro trimestre do ano que vem. Os editais de licitação envolvem 12 aeroportos, 4 portos e uma ferrovia;
  • A arrecadação estimada é de R$1,5 bilhão e os investimentos previstos somam R$6,4 bilhões. No entanto, dependendo das regras específicas de cada edital, os recursos serão injetados na economia ao longo de prazos variados;
  • O pacote de Temer dará a Bolsonaro a oportunidade de, no início de sua gestão, injetar recursos extras no Tesouro Nacional e mostrar dinamismo em uma área que escolheu como prioridade.

Internacional

Esboço de comunicado do G20 evita compromisso explícito contra protecionismo

  • De acordo com o Financial Times, o esboço do G20, que ainda está sendo negociado e pode mudar antes do início da cúpula em Buenos Aires, em 30 de novembro, solicita que os países reconheçam a importância do sistema multilateral de comércio e mantenham os mercados abertos;
  • No entanto, não há nenhum compromisso explícito no rascunho do comunicado para combater o protecionismo, o que poderia ajudar a evitar um atrito entre Donald Trump e os líderes mundiais, embora alguns oficiais acreditem que a ausência de linguagem anti-protecionista seria ruim para o futuro do comércio global;
  • Todos os olhos estão agora no G20 para ver se o impasse comercial será resolvido, pausado ou escalado. Combinado com o aumento das taxas de juros, a incerteza do crescimento econômico global e a tensão política em outros lugares, os investidores aguardam com cautela a reunião.

EU e Reino Unido avançam em acordo para o Brexit

  • Após se se reunir com a Comissão Europeia nesta quarta-feira, Theresa May informou que voltará a Bruxelas no próximo sábado para dar prosseguimento às negociações sobre as futuras relações entre o Reino Unido e o bloco depois do Brexit;
  • Segundo o Financial Times, houve um bom progresso no encontro no caminho de superar as diferenças que alongaram as negociações nos últimos dois anos;
  • Reino Unido e a UE chegaram a um acordo preliminar sobre os termos da saída, mas ainda precisam estabelecer as bases da relação futura principalmente em relação ao comércio.

Empresas

Preços do aço caem mais de 5% na China com preocupações sobre demanda

  • Os preços do vergalhão de aço para construção caíram mais de 5% na China nesta quarta-feira (21), em meio a expectativas de oferta robusta e demanda mais fraca, com as matérias-primas siderúrgicas sendo pressionadas;
  • Apesar das restrições de produção que começaram no norte do país, as usinas chinesas ainda estão produzindo em níveis recordes, enquanto as preocupações sobre a demanda persistem em meio à desaceleração da economia do país. Segundo Zhuo Guiqiu, analista da Jinrui Futures, houve um desapontamento por parte dos investidores ao notarem que a implementação da redução de produção não será tão rigorosa quanto esperavam;
  • Quanto ao minério de ferro, o preço se recuperou após relatos da mídia sobre uma fusão entre a principal produtora de aço da China, a China Baowu Steel Group, e a Ansteel Group.​

Governadores eleitos querem ‘mais’ da Vale

  • Os governadores eleitos do Pará, Helder Barbalho (MDB), e do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), vão contestar as contrapartidas exigidas da Vale para a renovação antecipada das concessões de duas ferrovias controladas pela mineradora, a Estrada de Ferro Carajás e a Estrada de Ferro Vitória-Minas;
  • Eles pretendem levar ao futuro governo de Jair Bolsonaro uma série de dúvidas em torno dos cálculos que embasam a prorrogação e vão pedir mais compensações a seus Estados;
  • Os contratos originais vencem entre 2026 e 2027 e podem ser prorrogados por 30 anos. Para os governadores, essa contrapartida privilegia investimentos fora da região de influência das ferrovias e negligencia seus próprios Estados.

Pedro Guimarães aceita convite para comandar a CEF

  • O economista Pedro Guimarães aceitou o convite de Paulo Guedes para comandar a Caixa Econômica Federal, e agora deverá ter seu nome aprovado por Bolsonaro;
  • Guimarães é sócio do banco de investimentos Brasil Plural, acumula mais de 20 anos no mercado financeiro e especializou-se em privatizações. Ao presidir a Caixa, deverá comandar a venda da área de cartões de crédito e de seguros de acordo com a Folha;
  • A ideia de Guedes é delegar para a iniciativa privada negócios que não são fazem parte da “política pública” conduzida pelo banco. Essa diretriz também poderá será reproduzida no Banco do Brasil de acordo com o jornal.

Total compra Zema Petróleo, com 280 postos​

  • A petroleira francesa Total anunciou a aquisição da Zema Petróleo, distribuidora de combustíveis que pertence ao governador eleito de Minas Gerais Romeu Zema (Novo);
  • A distribuidora opera nos estados de Minas Gerias, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato grosso, Goiás e Distrito Federal, e conta com 280 postos de combustíveis;
  • A aquisição se soma às recentes entradas de grupos estrangeiros no segmento de distribuição de combustíveis no Brasil, após as transações Alesat-Glencore, Vitol-Rodoil e CNPC-TT Work.

COE News

Airbus: Novo diretor financeiro enfrentará maior volatilidade na geração de caixa por questões do Brexit

  • Nesta quarta-feira, a Airbus indicou o novo diretor financeiro Dominik Asam que substituirá o veterano Harald Wilhelm, após 11 anos no cargo;
  • A fabricante de aviões francesa está se esforçando para estabilizar seu volátil fluxo de caixa, que pode ser negativamente impactado pelo Brexit, além de enfrentar potenciais problemas de capital de giro devido à interrupções na cadeia de fornecimento;
  • Os atrasos na entrega de algumas aeronaves resultou em alta volatilidade do fluxo de caixa ao longo do ano. A empresa ainda tem que entregar mais de 250 aviões para atingir sua meta de 800 entregas no ano. Recentemente, a Airbus revisou de €2,9bi para €2,3bi as previsões de geração de caixa no 4T18. Além disso, ela vem sofrendo uma disputa contratual referente ao avião de transporte militar A400M, que gerou a perda de ~€8bi devido à atrasos e problemas técnicos com o mesmo.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.