XP Expert

XP Morning Call 07/06/2019: Emprego nos EUA e Reunião G20 ditam o tom

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1.   Política Brasil: Impasse com relação à extensão das regras previstas na reforma a estados e municípios continua
  2.  STF dispensa aval do Congresso para venda de subsidiárias de estatais

Internacional

  1. Conversa entre EUA e México continuam hoje; Tarifas podem ser impostas na próxima semana
  2. Dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos devem ser divulgados hoje pela manhã
  3.  Reunião do G-20 de Domingo focará na retomada do crescimento global

Empresas

  1. Principais Destaques da XP Malls Conference
  2. Saneamento: Senado aprova projeto que muda marco regulatório do setor
  3. CSN (CSNA3): Investimento de R$1,5bi em aço galvanizado e potencial novo acordo com a Glencore

COE News

  1. Google lançará pontos de Wi-Fi grátis no Brasil
  2. Spotify fecha parceria com a empresa de podcast de Barack Obama

Resumo

Emprego nos EUA e Reunião G20 ditam o tom

Futuros nos EUA em alta nesta manhã de sexta-feira, em meio a sessão positiva na Europa. Foco hoje no relatório de emprego nos EUA às 9h30 (horário de Brasília), com expectativa de criação de 177 mil novos postos de trabalho em maio (Bloomberg), e encontro de autoridades no G20 no Japão no final de semana.
 
O presidente Trump disse que uma decisão sobre aumentos de tarifas à China seria feita após o G20, enquanto as negociações EUA-China e EUA-México continuam sendo monitoradas pelos investidores.
 
Com a escalada nas disputas comerciais e preocupação com crescimento econômico global, os mercados avaliam como os bancos centrais globais responderão. Os dados que poderiam afetar qualquer decisão para impulsionar a economia estão em foco, começando com os dados de emprego nos EUA hoje.
 
No Brasil, ontem, o Supremo Tribunal Federal decidiu que não é necessário o aval do Congresso para a venda de subsidiárias de estatais e controladas. Além disso, a Corte também autorizou que a venda desses ativos pode seguir um procedimento mais simples que a licitação pública, desde que sob os princípios de transparência e fiscalização.
 
Em votação simbólica, o Senado aprovou ontem o projeto que muda o marco regulatório do saneamento básico, e o texto segue agora para a Câmara dos Deputados. A proposta dá respaldo a Estados para concederem os serviços de água e esgoto para a iniciativa privada.
 
Do lado das empresas, realizamos nessa semana a XP Malls Conference, reunindo alguns dos principais agentes da indústria brasileira de shoppings, entre empresas listadas, não-listadas e fundos imobiliários. Apesar do tom de cautela no curto prazo devido à recuperação macroeconômica ainda incipiente, os shoppings estão focados em se adaptarem a uma nova realidade nos padrões de consumo e investindo em novas soluções. Expansões e novos desenvolvimentos deverão ser assunto para 2020. Para mais detalhes, acesse nosso relatório completo. 


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Impasse com relação à extensão das regras previstas na reforma a estados e municípios continua

  • Ontem governadores divulgaram uma carta pedindo que as regras previstas na Reforma da Previdência sejam aplicadas também aos estados e municípios. Este é um dos entraves do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que apesar de ser favorável à extensão, não conta com apoio dos parlamentares para que esse mecanismo esteja no texto;
  • Os governadores se reunirão em Brasília na próxima terça-feira (dia 11) para tentar um último esforço em prol da manutenção desse dispositivo na PEC;
  • Ainda no campo político, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, discutiram com empresários na Argentina um plano ainda incipiente de criar uma moeda única para Brasil e Argentina. Entretanto, o Banco Central brasileiro negou que essa possibilidade esteja em análise;
  • Na visita, Bolsonaro voltou a apoiar a reeleição de Macri em detrimento da chapa composta pela ex-presidente Cristina Kirchner.

 STF dispensa aval do Congresso para venda de subsidiárias de estatais

  • Ontem, o Supremo Tribunal Federal decidiu que não é necessário o aval do Congresso para a venda de subsidiárias de estatais e controladas. Além disso, a Corte também autorizou que a venda desses ativos pode seguir um procedimento mais simples que a licitação pública, mas que garanta os princípios de transparência e fiscalização;
  • Assim sendo, a decisão libera a adoção dos procedimentos previstos no decreto editado pelo ex-presidente Michel Temer para a venda de ativos de estatais. Entretanto, no caso da empresa-mãe (ou holding, diretamente controlada pelo Estado), é necessária a autorização legislativa e realização de processo licitatório;
  • Finalmente, após a votação no plenário, o Ministro Edson Fachin suspendeu a liminar que barrava a aquisição de 90% da Transportadora Associada de Gás (TAG) para o consórcio liderado pela Engie.

Internacional

Conversa entre EUA e México continuam hoje; Tarifas podem ser impostas na próxima semana

  • De acordo com a Bloomberg, o vice-presidente Mike Pence disse que os EUA ainda planejam impor tarifas sobre o México na próxima semana, enquanto as autoridades americanas e mexicanas planejam mais conversas para solucionar uma crise entre os dois países sobre o fluxo de imigrantes ilegais para os EUA;
  • Os EUA estão preparando uma ordem de emergência para permitir que o presidente Donald Trump prossiga com as tarifas caso as negociações não produzam uma solução sobre a questão da imigração. Ao mesmo tempo, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, autoridades do governo consideraram adiar as tarifas para dar ao México tempo para preparar uma solução;
  • As negociações terminaram na noite de quinta-feira sem um acordo e outra rodada de discussões acontecerá nessa sexta-feira em Washington em uma tentativa de evitar a implementação de tarifas.

Dados do mercado de trabalho nos Estados Unidos serão divulgados hoje pela manhã

  • Hoje pela manhã (09:30, horário de Brasília) será divulgado o Relatório de Emprego nos Estados Unidos trazendo os dados do mercado de trabalho relativos ao mês de maio;
  • A expectativa do consenso de mercado (Bloomberg) é de criação de 177 mil novos postos de trabalho (contra forte leitura de 263 mil no mês anterior), enquanto nosso time de estratégia global tem visão mais cautelosa e espera 52 mil novas vagas; 
  • ​Com relação a taxa de desemprego, a expectativa do consenso e da XP é de leve aumento para 3,7% em maio (contra 3,6% em abril).

​Reunião do G-20 de domingo focará na retomada do crescimento global

  • Ministros de Finanças e presidentes de BCs das economias do G-20 se reunirão neste domingo, no Japão, e deverão se comprometer com ações para retomar o crescimento da economia mundial em 2020;
  • No comunicado em negociação, os países do G-20 se comprometem a usar todos os instrumentos de política econômica, como fiscal, monetária e reformas estruturais, para assegurar uma expansão mais sólida da economia global;
  • A expectativa de é que as tensões comerciais tenderão a se dissipar ao longo do ano e a economia global volte a crescer no segundo semestre e no ano que vem.

Reino Unido: Saída de May e principais candidatos

  • Hoje é a data oficial de renúncia de Theresa May como líder do Partido Conservador. No entanto, ela permanecerá como primeira-ministra até que um substituto tenha sido escolhido pelo partido, o que deve acontecer em votações a partir do dia 13 de junho;
  • De acordo com o The Guardian, após a renúncia de May as indicações para os candidatos serão apresentadas na próxima segunda-feira e o novo líder será eleito na semana que começa em 22 de julho. Portanto, é provável que May permaneça no poder por mais seis semanas;
  • Entre os favoritos atuais para ser o próximo líder conservador estão: (1) Boris Johnson, rosto do Brexit e favorito nas casas de apostas desde antes de May anunciou sua renúncia; (2) Michael Gove e (3) Jeremy Hunt. O Financial Times atribui uma probabilidade de 60%, 14% e 11% a esses candidatos, respectivamente.

Zona do Euro: O presidente do banco central manteve as taxas de juros inalteradas

  • Com o intuito de incentivar a retomada do crescimento ainda lenta na região, o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, resolveu mantar as taxas de juros inalteradas, atualmente -0,4% a.a., em linha com a atual tendência global de política monetária expansionista;
  • A decisão aconteceu menos de cinco meses antes de Draghi deixar o cargo, confirmando seu discurso de política monetária expansionista ao longo dos últimos 8 anos;
  • Além disso, Draghi comentou que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sugeriu nesta semana que o Banco Central norte-americano (FED) poderá cortar as taxas de juros, em resposta à desaceleração da economia em meio a tensões comerciais;
  • Em uma sessão de perguntas e respostas, Draghi disse que vários dos formuladores de políticas do BCE levantaram a possibilidade de cortes de juros, enquanto outros mencionaram a retomada do programa de injeção de liquidez através da compras de ativos.

Empresas

Principais Destaques da XP Malls Conference

  • Realizamos nessa semana a XP Malls Conference, reunindo alguns dos principais players da indústria brasileira de shoppings, entre empresas listadas, não-listadas e fundos imobiliários. Entre os nomes presentes estavam Iguatemi, brMalls, Multiplan, XP Malls, Vinci e outros players de igual importância. No geral, o tom foi de cautela para o curto prazo, mas otimista para o longo prazo;
  • Os principais pontos levantados nas reuniões foram (i) Os shoppings estão focados em se adaptar a uma nova realidade nos padrões de consumo, por meio de investimentos em plataformas de e-commerce, marketplace e outras iniciativas, (ii) As vendas nos shoppings em geral estão suaves até o momento, sem mudanças significativas no segundo trimestre em relação ao primeiro e (iii) Deveremos observar expansões e desenvolvimento de novos ativos em 2020 apenas;
  • Em resumo, apesar dos desafios de curto prazo, mantemos nossa visão otimista para o setor e acreditamos que todas as empresas sob cobertura (MULT, IGTA e BRML) se beneficiarão de uma recuperação econômica potencialmente mais acentuada a partir do segundo semestre do ano. Clique aqui para acessar o relatório completo.
     

Saneamento: Senado aprova projeto que muda marco regulatório do setor

  • ​Em votação simbólica, o Senado aprovou ontem o projeto que muda o marco regulatório do saneamento básico, e o texto segue agora para a Câmara dos Deputados. A proposta remonta aos princípios delineados da MP 868 (cuja validade expirou na segunda-feira), e dá respaldo a Estados para concederem os serviços de água e esgoto para a iniciativa privada;
  • O texto abre o setor de saneamento para a iniciativa privada ao liberar a possibilidade de contratos de concessão, que pode ser feita por licitação ou parceria público-privada (PPP). Além disso, Estados terão um cronograma para realizar a transição do modelo estatal para um novo modelo;
  • Outras inovações do projeto incluem o incentivo à criação de blocos de municípios para equilibrar a atratividade de diferentes localidades. Finalmente, municípios terão a possibilidade de prorrogar contratos de programa com empresas estatais, e Estados ficam desobrigados a terem um prazo para a abertura ao setor privado.

CSN (CSNA3): Investimento de R$1,5bi em aço galvanizado e potencial novo acordo com a Glencore

  • Em comunicado ao mercado ontem, a CSN informou que avançou nas discussões junto ao Governo do Estado de São Paulo, com o objetivo de viabilizar a construção de uma nova planta de galvanização de aço, com investimento estimado em R$1,5bi e capacidade de 350kt/ano, visando atender basicamente os mercados automotivo e de linha branca;
  • Além disso, segundo Valor Econômico, Benjamin Steinbruch, CEO da CSN, comentou que deve assinar na próxima semana um novo acordo com a Glencore, de venda antecipada de minério de ferro, no valor de US$250mi. Em fevereiro deste ano, a empresa já havia acertado com a mesma empresa um contrato de US$500mi. Além disso, o empresário também informou que até o final do mês pretende assinar uma operação de venda antecipada de minério de ferro, denominado “streaming”. Como já havia sido apurado pelo Valor, a empresa negocia operação de US$500mi, numa primeira etapa;
  • ​Tais contratos fazem parte do plano de desalavancagem da empresa, que, segundo a CSN, não será comprometida com o novo investimento, e a meta de terminar 2019 em 3x Net Debt/EBITDA, vs. 4x no 1T19 se mantém. Quanto à venda do ativo na Alemanha (SWT), o executivo afirmou que o negócio está próximo de fechar e que as discussões estão relacionadas ao preço da siderúrgica.

Shoppings: Aliansce (ALSC3) e Sonae (SSBR3) formalizam fusão 

  • A Aliansce (ALSC3, são coberta) e a Sonae Sierra (SSBR3, não coberta) formalizaram o acordo para fundirem suas atividades, em transação que criará uma das maiores operadoras de shoppings centers do país em termos de Área Bruta Locável (ABL);
  • A participação final na empresa combinada será de 67,90% para os acionistas da Aliansce e de 32,10% para os acionistas da Sonae Sierra Brasil, com relação de substituição de ~0,79 ação ordinária de emissão da Sonae Sierra por cada ação ordinária de emissão da Aliansce;
  • Ambas estimam as sinergias decorrentes da implementação da incorporação em R$ 55 milhões a R$ 70 milhões por ano, com custos de realização de R$ 27 milhões para Aliansce e R$ 32 milhões para a Sonae Sierra. A companhia a ser formada terá 40 shoppings, sendo 29 próprios e 11 administrados.

Marfrig (MRFG3): Em busca de recursos para fusão com a BRF

  • Segundo o Valor Econômico, Marcos Molina, principal acionista e presidente do conselho da Marfrig, está conversando com potenciais interessados em algumas unidades da companhia, em busca de capital para fusão com BRF;
  • Em meio às negociações para uma fusão com a BRF – que criaria a quarta maior empresa de carnes do mundo -, ele estaria em busca de R$ 2 bilhões com a venda de ativos, que poderiam compor também o pagamento da “put” (opção de venda de ações) que os acionistas da americana National Beef têm com a Marfrig, como uma garantia extra;
  • Também com o propósito de garantia extra, segundo a notícia, Molina também busca linha de crédito. Uma das fontes diz que o ideal seria que ele tivesse mais ações da Marfrig, aproveitando seu desconto em relação à BRF e potencial valorização com a fusão das empresas.

COE News

Google lançará pontos de Wi-Fi grátis no Brasil

  • O Google está criando condições para que mais brasileiros tenham acesso à internet e, por conseguinte, usem seus sistemas. A gigante de tecnologia lançou o programa apelidado de Google Station, fruto de uma parceria com os provedores locais de internet America Net e Linktel;
  • São mais de mil pontos de conexão (“hotspots”) no mundo inteiro, inclusive no Brasil. 80 desses pontos ativos serão instalados em em São Paulo. Possivelmente até o final de 2020 milhões de brasileiros poderão ter acesso gratuito à internet via o Google Station;
  • O Wi-Fi do Google Station permitirá aos usuários assistir vídeos em alta resolução sem interrupção, e o Brasil é o oitavo país em que a iniciativa é implantada. O Google Station já conta com mais de 10 milhões de usuários ativos em todos os países onde foi lançado.

Spotify fecha parceria com a empresa de podcast de Barack Obama

  • Dirigentes da Spotify fecharam um acordo com a produtora de entretenimento de Barack e Michelle Obama, Higher Ground, com o intuito de desenvolver e produzir podcasts;
  • O conteúdo e programação do novo serviço ainda é incerto, mas pode ser visto como potente lançamento para a gigante do mundo streaming, que segue acelerando sua diversificação de receitas através de investimentos em podcasting;
  • Essa parceria está em linha com a recente iniciativa de adquirir duas empresas de podcasting, Anchor (US$ 150m) e Gimlet Media (US$ 200m).
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.