XP Expert

Semana começa com orçamento de 2021 e protestos nos EUA

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -1,5% | 102.143 Pontos

CÂMBIO -3,24% | 5,39/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Após uma semana conturbada no cenário doméstico, marcada por tensões políticas, o Ibovespa encerrou a última sexta-feira em alta de 1,5% na esteira de certo arrefecimento no noticiário e otimismo internacional.

Hoje, mercados globais amanhecem em leve alta (EUA +0,2% e Europa +0,6%), ao passo que o S&P 500 ameaça fechar o mês com mais de 7% de alta. Na Ásia, fechamento foi misto, com China (-0,6%) implementando restrições de exportação às empresas de tecnologia enquanto Buffett aposta em corretoras no Japão (+1,1%).

Na seara política internacional, os EUA viram um fim de semana agitado por protestos contra o racismo e violência policial. Na sexta-feira (28), milhares de manifestantes se reuniram em Washington para comemorar o aniversário da marcha pelos direitos civis de 1963 onde Martin Luther King fez seu famoso discurso “Eu tenho um sonho”. Donald Trump usou o Twitter para criticar a maneira que governadores e prefeitos democratas abordaram os confrontos e insistir que a Guarda Nacional seja convocada, enquanto o candidato democrata, Joe Biden, condenou atos de violência “de qualquer tipo, por qualquer pessoa, seja de direita ou esquerda” e destacou que seu adversário está “incentivando a violência”.

No lado das tensões entre os EUA e a China, Beijing anunciou que a venda do aplicativo TikTok terá que ser aprovada pelo governo chinês.

No Brasil, a semana começa com expectativas em relação ao Renda Brasil e ao auxílio emergencial, que seguem altas depois do “carrinho” de Jair Bolsonaro em Paulo Guedes, quando o presidente rejeitou a proposta do Ministério da Economia para o novo programa de transferência de renda. Bolsonaro reúne líderes da base amanhã para encontro em que deve ser anunciada a prorrogação do auxílio emergencial e apresentada aos parlamentares a sugestão para o Renda Brasil. Com a prorrogação do auxílio emergencial, o governo ganha tempo para formalizar o novo programa.

Entretanto, o novo programa deve ficar de fora da proposta orçamentária federal para 2021, cujo prazo de entrega ao Congresso termina hoje. De acordo com interlocutores do ministro Paulo Guedes, a proposta que será enviada ao Congresso só trará os programas sociais já existentes e não englobaria o Renda Brasil ou a prorrogação do auxílio emergencial para o final desse ano.

No calendário de indicadores, a divulgação do PIB do segundo trimestre de 2020 será o principal destaque da agenda econômica doméstica dessa semana. A nossa expectativa é de que todos os grandes setores da economia apresentem queda significativa no período, com exceção da agropecuária. Na comparação com o mesmo período do ano passado, esperamos que o PIB do segundo trimestre apresente contração de 9,8%. Já na comparação com o primeiro trimestre desse ano, projetamos queda de 8%, puxada principalmente pela indústria de transformação (-15,9%), outros serviços (-18,9%) e formação bruta de capital fixo (-20,2%). Ao longo dessa semana, no Brasil, também teremos a divulgação da produção industrial de julho e dos dados de PMI referentes a agosto. Já no cenário internacional, os dados de PMI das principais economias e os pedidos de seguro desemprego nos Estados Unidos serão as divulgações mais importantes.

Do lado das empresas, o IRB reportou um prejuízo de R$ 685 milhões referente ao segundo trimestre de 2020 (2T20). O prejuízo reflete principalmente a desvalorização cambial e o aumento do volume de sinistros, que saltou de 193% anualmente e de 103% no trimestre para R$ 2,3 bilhões. A resseguradora ainda declarou que a insuficiência de liquidez apontada pela SUSEP aumentou em R$ 1,3 bilhão, montante não coberto pelo recente aumento de capital via emissão primária.

Finalmente, ainda no cenário corporativo, a EdP divulgou resultados do 2T20 em linha com nossas expectativas, mas esperamos uma reação positiva do mercado a dois outros anúncios feitos em conjunto: (i) a aprovação de um programa de recompra de R$24,86 milhões de ações e (ii) a aprovação de uma nova política de dividendos segundo a qual a companhia formaliza sua intenção de distribuir toda a sua geração de caixa após investimentos a seus acionistas. Esperamos uma reação positiva a estes importantes anúncios da EdP, e mantemos recomendação de Compra nas ações, com preço-alvo de R$20/ação.

Tópicos do dia

Agenda de resultados

Lojas Renner (LREN3): após o fechamento

Temporada de resultados do 2º trimestre – o que esperar?
Calendário da temporada de resultados 2° tri 2020

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Internacional

  1. Política internacional: protestos e segurança pública voltam ao palco eleitoral dos EUA após fim de semana agitado
    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. EDP Energias do Brasil (ENBR3): Resultado do 2T20: EBITDA ajustado em linha, foco no programa de recompra de ações e nova política de dividendos; Mantemos Compra
  2. IRB Re (IRBR3): Prejuízo de R$ 685 milhões | Revisão do 2T20
  3. PIB do segundo trimestre do Brasil deve apresentar contração de 8% t/t, mas a queda deve ser atenuada pela agropecuária
  4. Proteínas (MRFG3, BRFS3): boi e suíno vivo renovam máximas e atingem maior patamar desde 2015
  5. Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários de Setembro


Veja todos os detalhes

Internacional

Política internacional: protestos e segurança pública voltam ao palco eleitoral dos EUA após fim de semana agitado

  • Os Estados Unidos viu um fim de semana agitado por protestos contra o racismo e violência policial. Na sexta-feira (28) milhares de manifestantes se reuniram em Washington para comemorar o aniversário da marcha pelos direitos civis de 1963 onde Martin Luther King fez seu famoso discurso “Eu tenho um sonho”. No sábado, um homem foi morto a tiros em meio a confrontos entre apoiadores de Trump e manifestantes em Portland, Oregon, cidade que tem sido palco de manifestações há três meses;
  • O presidente americano usou o Twitter para criticar a maneira que governadores e prefeitos democratas abordaram os confrontos e insistir que a Guarda Nacional seja convocada. O candidato democrata, Joe Biden, condenou atos de violência “de qualquer tipo, por qualquer pessoa, seja de direita ou esquerda” e disse que Trump está “incentivando violência”;
  • No lado das tensões entre os EUA e a China, Beijing anunciou que a venda do aplicativo TikTok terá que ser aprovada pelo governo chinês;
  • Na Europa, a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, disse em discurso que a crise provocada pelo novo coronavírus deve piorar antes de melhorar.

Empresas

EDP Energias do Brasil (ENBR3): Resultado do 2T20: EBITDA ajustado em linha, foco no programa de recompra de ações e nova política de dividendos; Mantemos Compra

  • Em 28 de agosto, após o fechamento do mercado, a EdP Energias do Brasil reportou um EBITDA Ajustado do 2T20 de R$ 501,5 milhões, praticamente em linha com nossa estimativa de R$ 508,3 milhões (-1,3%), mas abaixo do consenso da Bloomberg de R$526,0 milhões (-4,6%);
  • Esse desempenho reflete uma combinação de (1) uma margem de contribuição (diferença entre receitas e custos de compra de energia) de R$ 866,5 milhões em linha com nossos R$ 896,1 milhões (-3,3%), (2) custos gerenciáveis (pessoal, material, serviços e outros) de R$ 305,1 milhões +4,6% acima da nossa estimativa de R$ 291,6 milhões e (3) provisões de R$ (48,4) milhões abaixo da nossa estimativa de R$ (86,0) milhões;
  • O lucro líquido reportado no 2T20 foi de R$ 237,2 milhões, acima do nossos R$ 184,3 milhões (+28,7%) e do consenso de R$ 188,0 milhões (+ 26,2%). A diferença de resultado em relação às nossas estimativas se deve principalmente: (i) aos resultados não operacionais associados ao segmento de transmissão (+R$ 96,3 milhões, sem efeito caixa) e (ii) ao resultado maior do que o esperado das participações societárias;
  • Além disso, a EdP arquivou dois fatos relevantes separados com importantes anúncios, sendo eles: (a) a aprovação de um programa de recompra de 24,86 milhões de ações (4,1% do total de ações e 8,5% das ações em circulação) e (b) uma nova política de dividendos segundo a qual a EdP distribuirá a acionistas o maior entre os seguintes valores (i) 25% do Lucro Líquido, (ii) 50% do lucro líquido ajustado por efeitos não caixa como os resultados do segmento de transmissão e (iii) R$1/ação. De acordo com a companhia, por meio da nova política de dividendos a administração formaliza sua intenção de distribuir a acionistas todo fluxo de caixa remanescente após investimentos a seus acionistas, bem como mantém o compromisso de manter a alavancagem da companhia em patamares mais otimixados entre 2,5x e 3,0x Dívida Líquida / EBITDA, com um limite mínimo de 2,0x;
  • Na frente ESG, a Companhia assumiu em junho o compromisso de reduzir suas emissões para contribuir para o controle do aquecimento global, para que não exceda 1,5°C, aderindo ao Business Ambition for 1,5ºC – Our Only Future, da Organização das Nações Unidas (ONU). Para isso, a EDP se comprometeu a garantir que, até 2030, 100% da energia gerada pela Companhia será de origem renovável;
  • Apesar dos resultados da EdP terem vindo em linha com nossas estimativas (monitoramos principalmente o EBITIDA Ajustado), acreditamos que o mercado reagirá positivamente aos anúncios de um programa de recompra de ações e de uma nova política de dividendos. Mantemos recomendação de Compra na EdP Energias do Brasil, com preço-alvo de R$20/ação.

IRB Re (IRBR3): Prejuízo de R$ 685 milhões | Revisão do 2T20

  • O IRB reportou um prejuízo de R$ 685 milhões referente ao segundo trimestre de 2020 (vs. expectativa de mercado de R$ 173 milhões);
  • O prejuízo reflete principalmente a desvalorização cambial e ao aumento do volume de sinistros, que deu um salto de 193% anualmente e de 103% no trimestre para R$ 2,3 bilhões;
  • A resseguradora ainda declarou que a insuficiência de liquidez apontada pela SUSEP aumentou em R$ 1,3 bilhão, montante não coberto pelo recente aumento de capital via emissão primária. Leia o relatório na íntegra aqui.

PIB do segundo trimestre do Brasil deve apresentar contração de 8% t/t, mas a queda deve ser atenuada pela agropecuária

  • A divulgação do PIB do segundo trimestre de 2020 será o principal destaque da agenda econômica doméstica dessa semana. A nossa expectativa é de que todos os grandes setores da economia apresentem queda significativa no período, com exceção da agropecuária;
  • Impulsionada pelo bom momento da demanda internacional, sobretudo da China, e pela depreciação do Real (-21% ao ano), projetamos expansão de 1,1% para o setor agropecuário na comparação com o primeiro trimestre desse ano e de 2,3% na comparação com o segundo trimestre do ano passado;
  • Na comparação com o mesmo período de 2019, esperamos que o PIB do segundo trimestre de 2020 apresente contração de 9,8%. Já na comparação com o primeiro trimestre desse ano, projetamos queda de 8%, puxada principalmente pela indústria de transformação (-15,9%), outros serviços (-18,9%) e formação bruta de capital fixo (-20,2%).

Proteínas (MRFG3, BRFS3): boi e suíno vivo renovam máximas e atingem maior patamar desde 2015

  • No Expresso Alimentos & Bebidas desta segunda-feira, abrimos a semana comentando sobre os preços dos produtores de boi, frango e suíno;
  • Destacamos que os preços do boi e suíno vivo renovaram máximas nesta semana, com o boi gordo atingindo R$ 237 por arroba a o suíno vivo atingindo R$ 7,70 por quilograma;
  • Estes dados são importantes porque são indicadores de custo para frigoríficos, que compram os animais vivos dos produtores para abate;
  • Enquanto os frigoríficos conseguirem repassar preço na venda em atacado para os varejistas (tema do Expresso às quartas-feiras), suas margens serão mantidas, apesar da alta nos preços da matéria-prima;
  • Por outro lado, caso chegue um ponto em que os preços no varejo subam demais e a população comece a migrar para a carne de frango, poderíamos observar compressão de margens dos frigoríficos de carne bovina e suína.

Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários de Setembro

  • No mês de agosto, o IFIX, índice de fundos imobiliários, apresentou alta de 1,6%, após a queda de -3,0% no mês passado, refletindo a continuidade da retomada das atividades no Brasil após a flexibilização da quarentena, recuperação econômica e reabertura dos shopping centers nas últimas semanas;
  • Apesar da retomada gradual das atividades no Brasil, continuamos com a alocação mais conservadora na carteira recomendada dada a baixa visibilidade da retomada da economia para os níveis pré-pandemia. Dito isso, seguimos com 32,5% alocado em fundos de recebíveis, 25,0% em ativos logísticos, 15,0% em fundos híbridos, 12,5% em lajes corporativas, 10,0% em shopping centers e 5,0% em fundo de fundos;
  • Nesse mês, alteramos o peso de dois fundos imobiliários já presentes na carteira recomendada. Diminuímos de 10,0% para 5,0% de exposição no fundo Vinci Logística (VILG11) e aumentamos de 7,5% para 12,5% o fundo CSHG Real Estate (HGRE11). Para mais detalhes, acesse o relatório da carteira.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.