XP Expert

Otimismo com dados e reabertura econômica, apesar de preocupação com segunda onda do COVID-19

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA 0,46% | 96.572 Pontos

CÂMBIO 1,26% | 5,31/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Após uma semana positiva para o Ibovespa, mercados internacionais abrem nesta manhã em território misto com EUA subindo quase 1% e Europa em leve queda de 0,4%, após fechamento neutro na Ásia. Dados econômicos mais positivos e reabertura começam a sustentar a tese de retomada econômica rápida, mesmo com os EUA já se preparando para uma controlada segunda onda de contágio do coronavírus.

No Brasil, seguindo na tentativa de disponibilizar recursos que de fato cheguem a micro e pequenas empresas, o governo tem avançado no desenho de uma linha de crédito baseada nos recebíveis das vendas com cartões. Chamada de “Emergir”, a modalidade contaria inicialmente com R$ 10 bilhões advindos exclusivamente do Tesouro Nacional e funcionaria nos moldes do “crédito fumaça”, em que o histórico de pagamentos em maquininhas é utilizado para liberar operações de crédito a empresas de pequeno porte. A linha seria direcionada a empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil e que receberam nas transações com cartões entre R$ 3,2 mil e R$ 30 mil, na média mensal, entre novembro de 2019 e março de 2020. Segundo o Valor Econômico, o programa poderia contar ainda com um mecanismo de abatimento de impostos direcionado aos bons pagadores.

A divulgação da nota de crédito do Banco Central, do relatório trimestral de inflação, do IPCA-15 de junho, de dados do mercado de trabalho formal e da confiança do consumidor calculada pela FGV serão os principais destaques da agenda econômica doméstica dessa semana. No cenário internacional, serão divulgados os PMIs das principais economias e dados de atividade econômica dos Estados Unidos.

A política segue influenciada pelos desdobramentos da prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, na última quinta-feira. O caso, somado a outros em que o grupo do presidente Jair Bolsonaro enfrenta desafios no Judiciário – como o das fakenews e o do financiamento das manifestações antidemocráticas-, tem pautado o dia a dia do governo e deve continuar a produzir efeitos. Em tentativa de trégua, o Planalto enviou emissários para conversar com ministros do Supremo Tribunal Federal e tem feito novos gestos em direção a partidos de centro no Congresso.

Na última sexta-feira (19), o relator do Novo Marco Legal do Saneamento Básico (Projeto de Lei 4261/2019), Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apresentou seu parecer sobre o projeto de lei sem realizar alterações no texto aprovado pela Câmara dos Deputados no ano passado. A expectativa é que o texto seja votado nesta quarta-feira (24 de junho) pelo plenário do Senado e siga direto para a sanção da Presidência da República. Esperamos que as ações do setor de saneamento básico na bolsa continuem a reagir positivamente à expectativa iminente de aprovação do Novo Marco Legal. No entanto, entre candidatas à privatização, continuamos a favorecer Sabesp (Neutro) ante Copasa (Venda) por considerarmos muito improvável que ocorra a privatização da estatal de Minas Gerais.

Por fim, atualizamos nossos modelos para o setor siderúrgico de modo a incorporar os resultados do primeiro trimestre e preços mais altos de minério de ferro e aço. Preços internacionais saudáveis e o dólar mais alto compensam parcialmente os menores volumes de aço, em nossa visão. Além disso, com os impactos do Covid-19 um pouco mais conhecidos, acreditamos que o setor siderúrgico volte a um múltiplo justo de 6x EV/EBITDA (vs. 5x anteriormente em nossos modelos). Mantemos nossa recomendação de Compra para Gerdau, Met. Gerdau, CSN e Neutra em Usiminas.

Tópicos do dia

Coronavírus

O caso para se comprar Brasil: Rumo aos 110 mil
Medidas econômicas para combater o coronavirus no Brasil

Para ler mais conteúdos, clique aqui.

Agenda de resultados

Temporada de resultados 1° tri 2020: o que esperar?
Clique aqui para acessar nossa visão sobre a temporada de resultados
Clique aqui para acessar o calendário de resultados do 1T20

Brasil

  1. Mercado interrompe série de revisões para baixo do PIB em 2020

Internacional

  1. Política internacional: Trump diz que não impôs sanções mais severas a autoridades chinesas para não atrapalhar progresso de acordo comercial

    Acesse aqui o relatório internacional

Empresas

  1. Atualização do setor de siderurgia (GGBR4, GOAU4, CSNA3, USIM5): preços mais altos compensam parcialmente volumes mais baixos
  2. Saneamento: Relator Tasso Jereissati apresenta parecer sobre Novo Marco Legal, votação deve ocorrer na quarta (24)
  3. Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): China suspende importações de uma das plantas da Tyson
  4. Multiplan (MULT3): Multiplan encerra tratativas sobre aquisição de 2,19% no RibeirãoShopping
  5. Bancos: governo estuda outra linha de incentivo
  6. Bancos: Flamengo e BRB lançam novos fãs de players digitais


Veja todos os detalhes


Brasil

Mercado interrompe série de revisões para baixo do PIB em 2020

  • O mercado elevou sua projeção de inflação para 2020 de 1,60% para 1,61%. Para 2021, a projeção permaneceu em 3,00%;
  • A projeção de PIB para 2020 passou de -6,51% para -6,50%. Para 2021, permaneceu em 3,50%;
  • A projeção da taxa de câmbio permaneceu em 5,20 para 2020 e em 5,00 para 2021. E a de taxa Selic permaneceu em 2,25% ao final de 2020 e em 3,00% ao final de 2021. Clique aqui para acessar a análise completa.

Internacional

Política internacional: Trump diz que não impôs sanções mais severas a autoridades chinesas para não atrapalhar progresso de acordo comercial

  • O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que enfrenta um complexo panorama na disputa pela sua reeleição em novembro, se distanciou de seu discurso usual contra a China ao revelar que não impôs sanções mais severas a autoridades chinesas pela repressão de minorias muçulmanas para não atrapalhar o progresso do acordo comercial entre os países. John Bolton também revelou a informação em livro que o presidente diz conter informações falsas;
  • No lado eleitoral, dados de arrecadação do mês de maio  – o primeiro mês em que Joe Biden pode solicitar grandes doações – mostraram que o candidato democrata arrecadou mais que Donald Trump, pela primeira vez na corrida. No entanto, o republicano gastou mais de duas vezes que Biden no mesmo período. Também, o presidente reuniu menos público do que esperado em comício em Tulsa, Oklahoma;
  • Na Europa, mais países se preparam para relaxar restrições. O Reino Unido deve relaxar medidas de distanciamento e Espanha colocou fim ao estado de emergência e reabriu fronteiras.

Empresas

Atualização do setor de siderurgia (GGBR4, GOAU4, CSNA3, USIM5): preços mais altos compensam parcialmente volumes mais baixos

  • Atualizamos nossos modelos para o setor siderúrgico de modo a incorporar os resultados do 1T e preços mais altos de minério de ferro e aço. Preços internacionais saudáveis ​​e o dólar mais alto compensam parcialmente os menores volumes de aço, em nossa visão. Além disso, com os impactos do Covid-19 um pouco mais conhecidos, acreditamos que o setor siderúrgico volte a um múltiplo justo de 6x EV/EBITDA (vs. 5x anteriormente em nossos modelos). Mantemos nossa recomendação de Compra para Gerdau, Met. Gerdau, CSN e Neutra em Usiminas;
  • Gerdau (Compra; preço-alvo de R$17,5/ação) e Met. Gerdau (Compra; preço-alvo de R$8,0/ação): Estamos aumentando o preço-alvo da Gerdau para R$17,5/ação (de R$13/ação) com os preços mais altos do aço e as vendas de aços longos um pouco melhores do que o esperado após o Covid-19. Temos uma queda de 12% A/A nas vendas domésticas em 2020. Acreditamos que o setor siderúrgico no Brasil tenha espaço para aumentos de preços devido ao dólar mais alto e aos preços internacionais saudáveis, dadas as circunstâncias – paridade de -10% vs. preços internacionais, em nossa visão;
  • Em Metalúrgica Gerdau, mantivemos nosso desconto de holding em 20% e atualizamos nosso preço-alvo para R$8,0/ação (de R$6,0/ação);
  • CSN (Compra; preço-alvo de R$14/ação): Atualizamos nossas estimativas e preço-alvo seguindo os preços mais altos do minério de ferro no 2T20. Temos uma média de US$90/t em 2020E (vs. preço atual de ~US$103/t). Mantemos nossa previsão para o final do ano em US$75/t, devido ao aumento da produção da Vale no segundo semestre e aos embarques mais altos dos competidores australianos. No segmento de aço, acreditamos que os preços mais altos do aço possam compensar parcialmente os volumes mais baixos;
  • Usiminas (Neutro; preço-alvo de R$7,0/ação): Estamos aumentando nosso preço-alvo para R$7,0/ação (de R$5,7/ação) com novos preços de commodities e maior múltiplo, como mencionado acima. Em nossa opinião, os preços mais altos de minério de ferro e aço (USD mais alto) podem compensar parcialmente os volumes mais baixos daqui para frente. Nosso novo EBITDA de R$1,8 bilhões representa uma margem de 12,9% (vs. 10% anteriormente). Acreditamos em uma recuperação gradual dos volumes no segundo semestre (temos queda de 16% A/A em 2020).

Saneamento: Relator Tasso Jereissati apresenta parecer sobre Novo Marco Legal, votação deve ocorrer na quarta (24)

  • Na última sexta-feira (19), o relator do Novo Marco Legal do Saneamento Básico (Projeto de Lei 4261/2019), Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apresentou seu parecer sobre o projeto de lei sem realizar alterações no texto aprovado pela Câmara dos Deputados no ano passado. A estratégia do Senador é evitar que ocorram mudanças no texto que obriguem o PL a retornar à Câmara, o que implicaria atrasos na aprovação do novo marco legal. A expectativa é que o texto seja votado nesta quarta-feira (24 de junho) pelo plenário do Senado e siga direto para a sanção da Presidência da República;
  • O líder do MDB no Senado, Senador Eduardo Braga (MDB-AM) apresentou emenda ao texto do PL 4162/2019 para evitar que empresas de saneamento sejam privatizadas neste ano. O intuito seria o de “preservar o patrimônio público”, uma vez que vários estados poderiam ser impelidos a privatizar suas empresas de saneamento nas piores condições de mercado devido a suas crises fiscais, agravadas pela pandemia do COVID-19;
  • Em seu parecer, o Senador Tasso Jereissati argumenta que propostas de privatização não teriam como ser apressadas, uma vez que um processo de oferta pública de ações ou de licitação de outorgas leva aproximadamente dois anos, não havendo portanto riscos de processos precipitados de desestatização. Já há uma estratégia em curso para que eventuais trechos do PL 4261/2019 que desagradem senadores possam ser alterados por vetos do Executivo, mas sem alterações no Plenário do Senado que obriguem o Novo Marco Legal retornar à Câmara;
  • Esperamos que as ações do setor de saneamento básico na bolsa continuem a reagir positivamente à expectativa iminente de aprovação do Novo Marco Legal. No entanto, entre candidatas à privatização, continuamos a favorecer Sabesp (Neutro) ante Copasa (Venda) por considerarmos muito improvável que ocorra a privatização da estatal de Minas Gerais. Veja no nosso relatório mais detalhes sobre o Novo Marco Regulatório e nossas recomendações dentro do setor.

Frigoríficos (JBSS3, MRFG3, BRFS3): China suspende importações de uma das plantas da Tyson

  • De acordo com a Bloomberg, o serviço alfandegário chinês declarou ontem (21) que suspenderá as importações de uma planta de frango da Tyson Foods, na qual teria sido confirmado que um grupo de funcionários foi infectado por coronavírus;
  • A planta é identificada apenas pelo código de registro P5842. Todos os produtos vindos da planta que estão prestes a chegar à China ou que já chegaram aos portos do país deverão ser apreendidos pela Alfândega, de acordo com um comunicado da agência governamental;
  • Segundo o jornal USA Today, a Tyson Foods respondeu que estava analisando os relatórios e confirmou que a planta em questão é a de Springdale, no Arkansas.

Multiplan (MULT3): Multiplan encerra tratativas sobre aquisição de 2,19% no RibeirãoShopping

  • A Multiplan anunciou no final da semana passada que não concluiu a aquisição de 2,19% da ABL total, detida por um dos condôminos no RibeirãoShopping, que fica situado em Ribeirão Preto, e permanecerá com a participação de 81,6% no empreendimento;
  • O negócio havia sido anunciado por R$ 28,7 milhões (menos de 1% do valor de mercado), a um cap rate de ~7% em relação ao NOI reportado de 2019. Não esperamos reação material das ações, dado o tamanho da operação.

Bancos: governo estuda outra linha de incentivo

  • De acordo com a mídia, o governo brasileiro está estudando uma linha de crédito para ajudar pequenas e médias empresas (PMEs);
  • Principais caracteristicas: i) deve ajudar empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil; ii) 100% financiado pelo Tesouro Nacional; iii) o pagamento pode reduzir imposto das empresas beneficiadas; iv) o pagamento será recebido através dos recebíveis de cartões dessas empresas (crédito fumaça); v) concessões podem atingir R$ 10 bilhões; e iv) juros e prazo devem ser similares as últimas linhas, em ~3% e 3-5 anos de pagamento;
  • Nossa visão é positiva, uma vez que tais linhas podem auxiliar PMEs a atravessarem este momento de crise e evitar futura inadimplência por parte das mesmas. Embora acreditamos que seja importante lembrar que as últimas linhas tiveram concessão abaixo do esperado e que R$ 10 bilhões é um valor pequeno quando se comparado ao crédito do Sistema Financeiro Nacional.

Bancos: Flamengo e BRB lançam novos fãs de players digitais

  • De acordo com a mídia, o Flamengo e o banco de Brasília (BRB) estão fechando uma parceria para lançar um novo banco digital. O novo banco deve concorrer em contas correntes, cartões de crédito, cartões pré-pagos, seguros e títulos de capitalização;
  • O novo contrato tem prazo de três anos prorrogável por mais dois e tem a possibilidade de evoluir para uma joint venture com participação de 50% para ambos os sócios. O novo nome ainda não foi divulgado e terá como foco clientes-torcedores, e estima-se que o Flamengo tenha cerca de 35 milhões de torcedores;
  • Em nossa visão, o surgimento de um novo concorrente é negativo para o setor, pois a concorrência intensificada por novos entrantes já é agressiva. Além disso, o Flamengo possui uma das maiores bases de torcedores do Brasil e tem a possibilidade de incentivar outros clubes.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.