XP Expert

Falta de energia na China e seus impactos no crescimento global seguem em destaque

Tudo o que você precisa saber sobre os mercados nacional e internacional, com análises econômicas e políticas sobre fatos que podem impactar seus investimentos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir


IBOVESPA +1,7% | 112.900 Pontos

CÂMBIO -1,5% | 5,36/USD

O que pode impactar o mercado hoje

O Ibovespa terminou a semana passada acumulando perdas de -0,3%, aos 112.900 pontos. No acumulado de setembro, a Bolsa brasileira fechou o mês registrando queda de -6,6%, a maior desde março de 2020 quando o índice caiu quase -30% por conta da crise da pandemia. Por outro lado, na sexta-feira, mercados globais começaram outubro no positivo, após notícias de que a farmacêutica Merck desenvolveu um antiviral oral que reduz em 50% riscos de hospitalizações e morte por Covid-19 – com isso, o Ibovespa registrou uma alta expressiva na sexta, de +1,7%.

Nesta semana, no cenário doméstico, as atenções estarão voltadas para o desdobramentos da CPI da Pandemia, que se encaminha para o final. Além disso, a preocupação continua com a provável extensão do Auxílio Emergencial pelo governo, tendo em vista as dificuldades de se aprovar a Reforma do IR e a PEC dos precatórios nas duas casas legislativas até dezembro. Na seara de indicadores econômicos, destaque para a divulgação do IPCA e IGP-DI de setembro na sexta, além dos resultados da produção industrial e vendas no varejo referentes a agosto na quarta.

Hoje, Bolsas Internacionais amanhecem sem direção definida (EUA -0,2% e Europa +0,1%) enquanto preocupações com a desaceleração do crescimento e inflação elevada nos EUA permanecem no radar dos investidores. Na China, o mercado local segue fechado devido ao feriado nacional, porém o índice Hang Seng (de Hong Kong) encerrou em campo negativo, -2,2%, ao passo que negociações das ações da Evergrande foram suspensas em virtude de uma grande transação. De acordo com a mídia chinesa, a incorporadora irá vender 51% dos seus serviços de administração de imóveis para a Hopson Development Holdings por cerca de US$ 5bi, o que pode trazer liquidez para o pagamento de suas dívidas no curto-prazo.

Do lado da Economia, o investidor inicia a semana cauteloso e avaliando impacto no crescimento global da falta de energia na China, combustíveis e gás na Europa. Hoje, a OPEP+ se reúne para discutir o nível de produção, em meio a escalada de preços do petróleo. O previsto para novembro é ampliar a oferta em 400 mil barris por dia. Na agenda econômica internacional, destaque para os PMIs dos países europeus na terça e da China na quarta, além de dados de emprego nos EUA que devem ser divulgados na quinta e sexta.

Na seara Política, após a aprovação da medida que evitou o shutdown do governo dos Estados Unidos na semana passada, democratas retomam as negociações internas pela agenda econômica de Biden. Os dois projetos na agenda – pacote de infraestrutura de USD 1,2 trilhões e Plano das Famílias Americanas – continuam gerando tensões entre as diferentes alas do partido. No geral, ainda não há uma estratégia para a aprovação da suspensão ou elevação do teto da dívida, que segundo Janet Yellen poderia ser infringido no dia 18 de outubro.  

Finalmente, no campo de Empresas, o Banco Pan faz uma oferta para a aquisição da Mosaico em transação via ações, com um prêmio pago entre 9,7% e 42% sobre o fechamento de sexta-feira. Estamos removendo nossa recomendação e preço alvo para Mosaico (MOSI3) uma vez que as ações devem negociar de acordo com a relação de troca da transação e não mais de acordo com fundamento. Veja nosso relatório completo clicando aqui.

Tópicos do dia

Economia

  1. PMIs, Payroll e IPCA ficam no radar essa semana
  2. Boletim FOCUS

Política

  1. Democratas retomam as negociações internas pela agenda econômica de Biden
  2. Ainda não há uma estratégia para a aprovação da suspensão ou elevação do teto da dívida

Empresas

  1. Mosaico (MOSI3): Banco Pan faz oferta pela companhia em transação via ações; Prêmio pago entre 9,7% e 42%
  2. SulAmérica (SULA11): SulAmérica anuncia a conclusão da aquisição do portfólio da Santa Casa de Ponta Grossa
  3. Principais notícias dos setores

Mercados

  1. Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Novo recorde da Tesla

ESG

  1. Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 04/10

Veja todos os detalhes

Economia

PMIs, Payroll e IPCA ficam no radar essa semana

  • Os mercados estão preocupados com o setor imobiliário da China, uma vez que a negociação de ações da Evergrande foi suspensa depois que ela perdeu um pagamento de juros pela segunda vez na semana passada, enquanto luta para refinanciar mais de US$ 300 bilhões em passivos. Relatórios que circularam hoje dizem que a empresa em dificuldades venderá metade de sua participação em sua unidade de gerenciamento de propriedades para a Hopson Development por mais de US$ 5 bilhões. No entanto, a mídia local publicou relatórios conflitantes sobre o preço do negócio e não havia clareza sobre como os fundos de qualquer venda seriam alocados;
  • A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados liderados pela Rússia, um grupo conhecido como OPEP+, se reúnem na hoje, e estão sob pressão de vários países, incluindo os EUA e a Índia, os maiores e terceiros maiores consumidores do mundo, respectivamente , para produzir mais com preços mais baixos. O grupo já afirmou que aumentaria a produção em 400.000 barris por dia todos os meses até pelo menos abril de 2022 para eliminar gradualmente 5,8 milhões de barris por dia dos cortes existentes. Por volta das 3h50 ET, os futuros do petróleo norte-americano eram negociados 0,3% mais baixo, a $ 75,66 o barril, enquanto o contrato do Brent caía 0,2%, para $ 79,10;
  • Na  agenda, destaque para os PMIs dos países europeus na terça e da China na quarta, dados de emprego nos EUA serão divulgados na quinta e sexta;
  • No Brasil, jornais trouxeram poucas novidades no final de semana. A preocupação continua com a provável extensão do Auxílio Emergencial pelo governo, tendo em vista as dificuldades de se aprovar a Reforma do IR e a PEC dos precatórios nas duas casas legislativas até dezembro. Na agenda, destaque para a produção industrial de agosto na quarta e o IPCA de setembro na sexta.

Boletim FOCUS

  • Destaque: Mudanças sutis nas expectativas do mercado para as principais variáveis macroeconômicas;
  • A mediana das expectativas do mercado para a variação do IPCA em 2021 segue em trajetória de alta, variando de 8,45% na semana passada para 8,51% na divulgação de hoje (estava em 7,58% há quatro semanas). No mesmo sentido, o consenso para o IPCA de 2022 registrou elevação de 4,12% para 4,14% (3,98% há 1 mês), ficando ainda mais distante da meta de inflação estabelecida para o próximo ano (3,50%). Com base em atualizações nos últimos 5 dias úteis, a previsão para o IPCA de 2021 aumentou de 8,52% para 8,70%, enquanto a mediana para 2022 teve elevação de 4,12% para 4,14%;
  • Por sua vez, a previsão do mercado para o crescimento real do PIB em 2021 permaneceu pela segunda vez consecutiva em 5,04%. Para o PIB de 2022, por sua vez, a projeção se manteve em 1,57% (estava em 1,93% há 1 mês);
  • As medianas das expectativas para a taxa Selic ficaram estáveis em 8,25% para o final de 2021 (7,63% há 4 semanas) e 8,50% para o final de 2022 (7,75% há 4 semanas);
  • Por fim, a projeção do mercado para a taxa de câmbio no final de 2021 continuou em R$/US$ 5,20 mais uma vez. Para o final de 2022, a mediana das expectativas subiu suavemente de R$/US$ 5,24 para R$/US$ 5,25.

Política

Democratas retomam as negociações internas pela agenda econômica de Biden

  • Após a aprovação da medida que evitou o shutdown do governo americano na semana passada, democratas retomam as negociações internas pela agenda econômica de Biden. Os dois projetos na agenda – pacote de infraestrutura de USD 1,2 trilhões e Plano das Famílias Americanas – continuam gerando tensões entre as diferentes alas do partido;
  • Em tentativa de incentivar diálogo, Joe Biden teria solicitado aos parlamentares que trabalhem para conciliar suas visões sobre Plano das Famílias Americanas e que valor poderia ficar em torno de USD 1,9 – 2,3 trilhões. O valor acordado entre lideranças e ala mais à esquerda do partido USD 3,5 trilhões gera resistência entre moderados, que buscam algo em torno de USD 1,5 trilhões; 
  • Nesse marco, o andamento das duas agendas for retrasado. No encanto, segundo o líder do partido no Senado, Chuck Schumer, os dois projetos devem ser aprovados no mês de outubro.  

Ainda não há uma estratégia para a aprovação da suspensão ou elevação do teto da dívida

  • Em paralelo, ainda não há uma estratégia para a aprovação da suspensão ou elevação do teto da dívida, que segundo Janet Yellen poderia ser infringido no dia 18 de outubro.

Empresas

Mosaico (MOSI3): Banco Pan faz oferta pela companhia em transação via ações; Prêmio pago entre 9,7% e 42%

  • O Banco Pan (BPAN4) fez uma oferta de compra pela Mosaico em uma transação 100% via troca de ações, com uma relação de troca inicial de 0,8 ações BPAN4 para cada 1 ação MOSI3. No entanto, os acionistas de Mosaico também receberão um bônus de subscrição que pode ser convertido em um 0.17 ação BPAN4 caso as ações BPAN4 ultrapassem R$24,0 por 3 dias seguidos nos próximos 30 meses;
  • Dessa forma, a transação implica em um prêmio entre 9,7% (assumindo que o bônus de subscrição vire pó) e 42% (assumindo que o bônus de subscrição seja exercido) sobre o fechamento de MOSI3 na sexta-feira;
  • Estamos removendo nossa recomendação e preço alvo para Mosaico (MOSI3) uma vez que as ações devem negociar de acordo com a relação de troca da transação e não mais de acordo com fundamento. Veja o relatório completo aqui.

SulAmérica (SULA11): SulAmérica anuncia a conclusão da aquisição do portfólio da Santa Casa de Ponta Grossa

  • A SulAmérica anunciou nesta sexta-feira a conclusão da aquisição do portfólio da Santa Casa de Ponta Grossa, divulgada em 19 de março de 2021, pelo valor total de R$14,4Mi;
  • Vemos a transação como positiva para a SULA dado que aumenta a relevância da SulAmérica no Estado do Paraná e na região sul do Brasil e agrega cerca de 25 mil beneficiários ao seu portfólio de saúde;
  • Por fim, continuamos otimistas com a SulAmérica, pois, apesar da pressão de curto prazo sobre a sinistralidade médica relacionada ao coronavírus, mantemos nossa recomendação de Compra baseado em: i) alavancagem ao ciclo econômico; ii) vantagens competitivas no segmento de saúde; e iii) crescimento de lucro e opcionalidades.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Banco Pan anuncia fusão com empresa de tecnologia Mosaico. Acordo envolve troca de ações e dará ao acionistas da empresa participação no banco, que é controlado pelo BTG Pactual. (Valor);
    • SulAmérica conclui compra de carteira de planos da Paraná Clínicas. A SulAmérica divulgou ao mercado a conclusão da compra da carteira de planos privados de assistência à saúde pela Paraná Clínicas. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • Banco Pan anuncia fusão com empresa de tecnologia Mosaico. (Valor);
    • Intenção de compra na Black Friday aumenta 29% sobre 2020, aponta Facebook. (Valor);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Volume exportado de carne bovina bate o recorde com 187 mil toneladas em setembro/21 ( Notícias Agrícolas)
    • Por falta de mão de obra, britânicos podem fazer sacrifício em massa de suínos (Valor)
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • ONS vê cenários mais otimistas para início do período úmido. (Canal Energia);
    • TCU vê fragilidade na liberação de blocos próximos a Fernando Noronha e Atol das Rocas. (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Novo recorde da Tesla

  • Tesla entrega um recorde de 241.300 veículos elétricos no 3º trimestre de 2021, superando as expectativas, enquanto outras montadoras americanas registram queda nas vendas como resultado de uma escassez global de chips;
  • Bitcoin registra sua maior alta desde julho, subindo cerca de 10% na última sexta-feira, devolvendo parcialmente as perdas do mês de setembro;
  • GM anuncia que utilizará 100% de energia de fontes renováveis em suas operações nos Estados Unidos até 2025 – antecipando sua meta cinco anos antes do previsto;
  • Gráfico da EIA apresenta que os níveis atuais de petróleo no mundo estão abaixo da média dos últimos 5 anos. A escassez da commodity poderá causar uma maior apreciação no seu preço.
  • Acesse aqui o relatório internacional.

ESG

Café com ESG: Conteúdos diários que transformam | 04/10

  • Na sexta-feira, o mercado encerrou em território positivo, com o Ibov e o ISE em alta de +1,7% e +1,3%, respectivamente. Na semana, o Ibov fechou em leve queda de -0,6%, enquanto o ISE -0,3%;
  • No Brasil, (i) o governo estima que o mercado de finanças sustentáveis chegará a R$ 30 bilhões em quatro anos, de acordo com o subsecretário de Política Agrícola da Secretaria de Política Econômica, Rogério Boueri, que afirmou que a iniciativa da Cédula de Produção Rural (CPR) Verde, um título com lastro ambiental, pode ser implementada muito rápido, pois o mercado tem oferta; e (ii) a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) definiu regras para a identificação de fundos de investimentos sustentáveis através de uma proposta, ainda sob avaliação dos associados, que procura atender à crescente demanda de investidores por produtos ESG;
  • No internacional, a Associação das Indústrias Aeroespaciais dos EUA, responsável pelos fabricantes aeroespaciais americanos, afirmou que se comprometerá a trabalhar com as companhias aéreas e governos para atingir a meta de emissões líquidas zero até 2050, uma vez que as empresas no segmento sinalizam estarem preparadas para fortalecer essa meta climática. Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.