XP Expert

Tesla bate recorde de faturamento – 🌎RADAR GLOBAL

Apple em 1º lugar na China; Tesla e Intel divulgam resultados

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem sem direção definida (EUA -0,1% e Europa 0%) enquanto investidores digerem a decisão do Federal Reserve de manter a taxa de juros americana entre 0% e 0,25%, bem como o atual ritmo de compras de títulos de dívida. Apesar da decisão, o pronunciamento do Jerome Powell foi visto como hawkish, causando uma queda nos mercados nesta quarta-feira, ao passo que o presidente afirmou que há espaço para levantar a taxa de juros sem prejudicar o mercado de trabalho, complementando que o Fed deverá mitigar os riscos de uma persistente e alta inflação. Na China, o índice de Hang Seng (-2,0%) registou sua maior queda dos últimos 2 meses, puxado pelas ações do Alibaba -7,2%, após mais analistas reduzirem seu preço alvo para o ativo. O pessimismo acabou contagiando outras ações de tecnologia: Meituan (-6,9%), NetEase (-3,5%), JD.com (-3,5%) e Tencent (-2,2%). Por fim, o petróleo (+0,2%) continua sua tendência de alta com a escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia que poderão ter impacto na oferta da commodity.

Coronavírus: Na última semana, novos casos de Covid-19 nas Américas bateram o recorde desde o início da pandemia em 2020, registrando mais de 8 milhões de novos infectados. O número superou em 32% os dados da semana anterior, o número de fatalidades também saltou 37%, totalizando 18 mil na última semana.

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

Temporada de resultados do 4T21 nos EUA – Ontem: Tesla e Intel. Hoje: Apple, Visa, McDonald’s. Amanhã: Chevron e Caterpillar.

Tesla (TSLA34) bate recorde de receita, mas alerta sobre problemas na cadeia de suprimentos: A montadora divulgou seus resultados nesta quarta-feira e reportou uma receita recorde de US$ 17,7bi, um aumento de 65% a/a, superando em 6% as expectativas do mercado que era de US$ 16,6bi. O lucro por ação foi de US$ 2,54 vs US$ 2,37 projetado pelos analistas, uma surpresa positiva de +7%. A empresa entregou mais de 936 mil veículos em todo o mundo em 2021, um aumento de 87% a/a e acima da expansão média anual de 50% projetada ao longo de vários anos. Em contrapartida, a companhia sinalizou que os problemas na cadeia de suprimentos global, que contribuiu para uma redução nas vendas para a maioria das outras grandes montadoras, também irão atingir a Tesla em 2022.

A margem bruta automotiva da empresa no 4º trimestre, uma importante medida de lucratividade, cresceu para 30,6%, ou 29,2% sem créditos regulatórios, uma ligeira melhora em relação ao trimestre passado. Olhando para o futuro, as duas novas fábricas da Tesla no Texas e Berlim podem eventualmente dobrar a capacidade de produção, mas a empresa não detalhou muito sobre os planos de expansão. No entanto, a fábrica da companhia em Fremont atingiu um recorde de produção em 2021 e a empresa acredita que há potencial para estender a capacidade total para além de 600 mil EVs por ano. Na conferência de resultados, Musk disse que o Optimus Human Robot é a coisa mais importante na qual a Tesla estará trabalhando este ano. Para o CEO, os robôs humanóides serão importantes para lidar com a escassez de mão de obra nos EUA, e seu primeiro uso será em suas próprias fábricas. Além disso, Musk também anunciou que a empresa não lançará novos modelos de veículos este ano.

Intel (ITLC34) divulga resultados acima das expectativas:  A fabricante de semicondutores relatou nesta quarta-feira seus resultados, com uma receita de US$ 20,5bi vs. US$ 18,3bi, +12% acima das expectativas; o LPA foi de US$ 1,09, +21% acima dos US$ 0,90 esperados pelos analistas. O faturamento do maior negócio da Intel, seu Client Computing Group, caiu -7% ano a ano, para US$ 10,1bi, embora ainda tenha superado a estimativa média dos analistas de US$ 9,6 bi, segundo a FactSet. O CEO da Intel, Pat Gelsinger, disse em uma entrevista que a queda anual no grupo, que inclui o negócio de chips para computadores da Intel, foi em função dos clientes e fabricantes de computadores adiando as vendas de trimestre para trimestre. Gelsinger também ressaltou que a queda das vendas foi influenciada pela oferta menor, devido a crise de semicondutores. Por outro lado, a unidade de Data Center Group da Intel também superou as expectativas, com receita aumentando +20% a.a., para US$ 7,3bi.

Olhando para o futuro, Gelsinger pontuou que o chip de servidor de próxima geração da empresa, Sapphire Rapids, está dentro do cronograma para começar a ser enviado neste trimestre e que a produção aumentará no 2º trimestre. A Intel anunciou na semana passada que planeja construir um complexo de fabricação de chips em Ohio que pode abrigar até oito fábricas, com produção prevista para começar em 2025, a companhia disse que investiria pelo menos US$ 20bi para conseguir o funcionamento de pelo menos 2 fábricas. Por fim a Intel alertou no último trimestre que sua margem diminuiria nos próximos 2 a 3 anos, à medida que investe em capacidade de fabricação adicional. Mesmo com as expectativas reduzidas, a previsão de margem bruta da empresa para 52% no primeiro trimestre ainda ficou abaixo das estimativas de quase 53%.

Apple ganha espaço na China: A Apple (AAPL34) acaba de conquistar o 1º lugar como a maior no mercado de smartphones pela primeira vez desde 2015, tendo os celulares mais vendidos da China no último trimestre de 2021, de acordo com pesquisas da Counterpoint Research. As vendas da companhia no país asiático aumentaram 32%, e sua participação de mercado subiu para 23%. O novo iPhone 13 foi o impulsionador da Apple frente as suas principais concorrentes Vivo, Oppo e Huawei, em um cenário de empresas afetadas pela escassez de semicondutores que diminuiu a produção e a demanda por aparelhos móveis.  

As duas rivais da Apple, Vivo e Oppo, ficaram em 2º e 3º lugar lugar com 22% e 21% respectivamente. No comparativo anual, as vendas da big tech aumentaram 47%, já a Huawei registrou queda de 68% a.a, e as vendas gerais de smartphones diminuíram 2%, segundo a Counterpoint. Vale ressaltar que a China possui um dos maiores mercados consumidores do mundo e é um país relevante para a Apple. Com o novo posicionamento, a companhia parece recuperar o espaço que vinha perdendo ao longo dos últimos anos em território asiático.

ANÁLISE

Fonte: J.P Morgan

Empresas americanas continuam sendo altamente impactadas pela expectativa de alta de juros: O gráfico acima, do J.P Morgan, mostra que o desempenho médio das ações que compõem o Russel 3000 desde o pico dos últimos 12 meses até o período atual, acumula queda de -35%, assim como o Nasdaq Composite, índice que abrange mais de 3.000 ações de empresas listadas na Nasdaq, que caiu -46,6%. Contudo, a queda média para as 10 maiores ações dos Estados Unidos é de -20%. Diante disso, de acordo com o banco, a queda do S&P 500 de -11% esconde a gravidade dessa forte correção devido à sua grande exposição em ações de baixa volatilidade, que nesse momento estão sendo negociadas com um prêmio recorde. Todo esse cenário de baixa foi impulsionado pelas expectativas do mercado, que está precificando aumentos das taxas de juros pelo Federal Reserve a partir de março, além de uma possível redução de balanço de US$ 1,2tri até o final de 2023. A conclusão da análise do J.P Morgan é que o mercado não está em correção, mas sim em um território de baixa, sem uma recessão à vista.

Olhando para o valuation, a alta pós-pandemia do S&P 500 foi quase completamente apagada com o P/L agora apenas 0,5x maior (em grande parte explicado pela adição da Tesla) em comparação com o nível pré-pandemia, quando as taxas eram mais restritivas e os fundamentos eram menos favoráveis. Ainda mais extremo, as small caps viram seu valuation  (P/L) comprimir para níveis vistos pela última vez 20 anos atrás para 14,6x.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.