XP Expert

Softbank reporta prejuízo recorde com desaceleração das ações de tecnologia – 🌎 Radar Global

Whirlpool compra subsidiária da Emerson Eletric, Ford aumenta preço da picape elétrica e Softbank reporta prejuízo recorde.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem sem movimentos expressivos (EUA +0,2% e Europa -0,1%) enquanto investidores aguardam a divulgação dos dados da inflação ao consumidor nos EUA, que poderão interferir nas expectativas sobre como o Federal Reserve conduzirá o apero monetário no futuro. O consenso do Wall Street Journal aponta para uma alta nos preços de 8,7% no acumulado de 12 meses, uma possível desaceleração dos 9,1% registrados no mês passado. Caso as projeções se concretizem, o mercado poderá reagir positivamente ao possível pico da inflação americana e as ações podem subir com este vento de cauda. Por outro lado, a narrativa micro das empresas segue impactando negativamente o sentimento dos investidores americanos. Nesta quarta-feira a Micron se juntou a Nvidia e também relatou uma queda na demanda por semicondutores. Ainda nos EUA, a temporada de resultados seguirá hoje com Walt Disney. Na Europa, preocupações com a crise energética na Alemanha escalam à medida que o Rio Reno, importante rota para o transporte de diesel e carvão, passa por um período de seca e pode deixar de ser navegável a partir do dia 12 de agosto. Na China, o índice de Hang Seng (-2,0%) encerra em forte baixa, após dados da inflação ao consumidor apontarem uma alta nos preços de 2,7% nos últimos 12 meses, sendo este valor bem próximo a meta de 3% ao ano, o que pode acabar limitando a capacidade da China de realizar novos estímulos econômicos futuros.

Confira as expectativas para os resultados das empresas dos Estados Unidos nessa temporada
Aberta a temporada de resultados do 2º trimestre

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

Whirlpool fecha acordo de compra de subsidiária da Emerson Eletric por US$ 3 bilhões: A Whirlpool (NYSE: WHR, BDR: W1HR34) assinou acordo de compra da Insinkerator, negócio de descarte de lixo da Emerson Electric (NYSE: EMR, BDR: E1MR34), em uma transação de US$ 3 bilhões. O acordo deve ser concluído no quarto trimestre deste ano, ainda sujeito a aprovações regulatórias. Espera-se que adicione cerca de US$ 1,25 ao lucro por ação da Whirlpool em seu ano fiscal de 2023, segundo a Bloomberg. A transação ocorre em um momento que a Whirlpool realiza uma revisão de seus negócios para se concentrar em áreas com alto potencial de crescimento e margem, com foco nas Américas, em eletrodomésticos de uso cotidiano e no segmento comercial. Nessa linha, a empresa anunciou a venda de suas operações russas no final de junho.

A Insinkerator tem uma liderança dominante no setor de descarte de resíduos de alimentos, com uma participação de mercado superior a 70%. Agora no novo grupo, a marca operará como um negócio separado na região da América do Norte, que responde por mais da metade das vendas da fabricante de eletrodomésticos. A Whirlpool, vê uma oportunidade de vender produtos Insinkerator sob suas marcas, incluindo KitchenAid e Maytag, disse o diretor financeiro Jim Peters em entrevista. O foco será nos EUA e Canadá, mas a empresa também pode apresentar a linha para outros mercados.

Softbank reporta prejuízo recorde com a desaceleração das ações de tecnologia: O investidor global de tecnologia, SoftBank, reportou um prejuízo trimestral recorde de mais de US$ 23 bilhões. Segundo o CEO, Masayoshi Son, o resultado reflete uma euforia exacerbada em pulverizar os investimentos em startup por parte da empresa de investimentos nos últimos 5 anos, principalmente no ano passado, quando os preços atingiram o pico. “Quando estávamos obtendo grandes lucros, fiquei um pouco delirante e, olhando para mim mesmo agora, estou bastante envergonhado e com remorso”, disse Son em entrevista coletiva. Depois de acelerar durante o pico, o SoftBank recuou, segundo o CEO a empresa está avançando com uma nova disciplina. Um exemplo disso é a estratégia recente do Vision Funds, que aprovou cerca de US$ 600 milhões em investimentos no trimestre de abril a junho, abaixo do pico de US$ 20,6 bilhões no mesmo trimestre do ano anterior.

Apesar das pesadas perdas, as ações do SoftBank se mantiveram muito bem durante a recente derrota das empresas tech, com as ações subindo mais de 3% desde o início do ano. Isso se deve em grande parte a uma estratégia de recompra gigante, já que o SoftBank vem reduzindo suas grandes participações de longa data em empresas de tecnologia mais antigas e usando parte do dinheiro para ajudar a aumentar o preço de suas próprias ações.

Ford aumenta preço de sua picape elétrica devido a aumentos no custo de material: A Ford (NYSE: F, BDR: FDMO34) anunciou nessa terça-feira que está aumentando os preços iniciais de sua picape elétrica F-150 Lightning devido a aumentos significativos no custo de material. A montadora de Detroit disse que os aumentos de preços, entre US$ 6.000 e US$ 8.500 dependendo do modelo, não afetarão os clientes que já encomendaram o veículo e estão aguardando a entrega. Os preços iniciais do F-150 Lightning 2023 agora variam de cerca de US$ 47.000 a US$ 97.000, subindo de cerca de US$ 40.000 a US$ 92.000 para o ano-modelo de 2022. Os preços excluem impostos e custos de envio/entrega.

A Ford é a mais recente montadora a aumentar os preços de seu novo veículo elétrico em meio ao aumento da inflação e dos custos das commodities. A General Motors (NYSE: GM, BDR: GMCO34) elevou anteriormente o preço de sua picape Hummer EV em US$ 6.250, enquanto as startups de veículos elétricos Rivian e Lucid aumentaram os valores de seus veículos substancialmente. A Tesla também atuou da mesma forma. Os custos de matéria-prima para veículos elétricos mais que dobraram durante a pandemia de coronavírus, de acordo com um relatório recente da consultoria e empresa de pesquisa AlixPartners.

Quer ver o calendário de resultados do 2º trimestre das ações internacionais? Clique aqui.

ANÁLISE

Fonte: Bloomberg

Venda de títulos imobiliários na China despenca com crise: O gráfico acima, da Bloomberg, mostra que as vendas de títulos lastreados por crédito imobiliário residencial caíram 92% até agora este ano na China, para 24,5 bilhões de yuans (US$ 3,63 bilhões), segundo dados compilados pela Cnabs.com, um site que rastreia securitização no país. Não houve emissão desses títulos desde o final de fevereiro, o período de seca mais longo desde 2015, refletindo o volume fraco de novos financiamentos no primeiro semestre de 2022, com as vendas de imóveis novos caindo 32% no primeiro semestre, segundo dados do governo.

A parada nas vendas de títulos imobiliários em 2022 mostra os efeitos de problemas no setor que desencadearam uma crise de inadimplência recorde de construtoras e riscos maiores para os credores chineses, especialmente agora que os mutuários de imóveis inacabados se uniram a um boicote de prestações. Cerca de US$ 300 bilhões em títulos foram vendidos de 2018 a 2021, o que tornou a China o segundo maior mercado do mundo atrás apenas dos EUA, segundo relatório da Fitch. Enquanto em outros mercados os bancos simplesmente reúnem empréstimos e os vendem como títulos, na China esse instrumento não é o principal canal de financiamento para os credores.

Quer saber mais sobre criptomoedas? Acesse aqui nosso relatório semanal.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.