XP Expert

Aberta a temporada de resultados do 2º trimestre de 2022 nos EUA – Conexão Global

Confira as expectativas para os resultados das empresas dos Estados Unidos neste trimestre.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Está oficialmente aberta a temporada de resultados do 2º trimestre de 2022 nos Estados Unidos. Algumas das principais empresas do S&P 500 começam a divulgar os números referentes ao período de abril a junho e, como de costume, essa fila é puxada pelos grandes bancos. Nomes como J.P. Morgan, Citigroup e Morgan Stanley começam apresentando seus balanços. Até o final desta sexta-feira, 8,6% do S&P 500 terá divulgado seus resultados e, nas próximas semanas, a temporada ganha tração. Até final de julho, mais de 70% do valor de mercado do índice terá reportado, o que representa cerca de US$25 trilhões, sendo a última semana do mês a mais relevante da temporada, quando as big techs americanas divulgam seu balanços .

Até o momento, 19 empresas do S&P 500 reportaram seus números, apresentando um crescimento consolidado de 21,2% dos lucros e 12,6% da receita, segundo a Bloomberg. Porém, a amostra ainda é pequena, vale se atentar ao que esperamos para a temporada.

XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Assine conteúdos exclusivos aqui!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

___________________________________________________________________________________________________________________________

O que esperar para esse trimestre?

O crescimento nos lucros do 1º trimestre de 2022 do S&P 500 foi de 8%.
Veja a análise consolidada dos resultados e os comentários das principais empresas no último trimestre.

Depois de períodos de surpresa muito acima do esperado, principalmente entre o 2T2020 e o 2T2021, para essa temporada é esperado um crescimento nos lucros por ação do S&P 500 na ordem de 5,4%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Se esse nível de expansão se concretizar, será o menor desde o 4º trimestre de 2020, reforçando a redução do ritmo de crescimento das companhias. Essa desaceleração, que começou como uma tendência de normalização dos resultados para níveis de crescimento pré-pandemia, está caminhando para uma temporada de resultados mais fracos, frente ao cenário desafiador.

Quer saber mais sobre o cenário atual? Clique e leia o relatório para descobrir o que esperamos.
Revisamos o preço-alvo do S&P 500 para 4.300 pontos

Dadas as expectativas atuais de crescimento de lucro na casa de um dígito para o 2º trimestre e a possibilidade de recessão, o mercado tem discutido alguns fatores específicos que impactam negativamente os lucros. Entre as questões mais comentadas pelas empresas nesse trimestre aparecem o custo do trabalho, as disrupções na cadeia de suprimento e o aumento do custo do transporte.

Apesar do cenário macro bastante desafiador ao longo dos últimos meses, as expectativas dos analistas para os resultados das companhias ainda não foram revisadas severamente para baixo. Porém, algumas empresas já se anteciparam, e começaram a revisar suas projeções de lucro para 2022 com atualizações baixistas. Segundo o FactSet, essa temporada de resultados do 2T22 registrou o maior número de companhias revisando negativamente seus guidances de Lucro Por Ação (LPA) desde o 4º trimestre de 2019.

Portanto, vemos que as projeções de lucros das empresas ainda não refletem o momento de mercado, em que as preocupações oscilam entre inflação, alta dos juros e recessão. Por isso, a medida que as empresas forem divulgando seus balanços, os analistas terão mais pistas para entender como os resultados estão sendo impactados e calibrar suas projeções. Também estaremos atentos aos guidances divulgados pelas companhias, se os números forem negativos, podem haver novas revisões de expectativa. Caso esse cenário venha a se concretizar, podemos ver os índices de ações americanos aprofundar ainda mais as quedas, precificando lucros menores das empresas.

Para entender a avaliação do múltiplos Preço/Lucro leia a seção de valuation do nosso
Playbook de investimentos em tempos de incerteza

Em termos de receitas, os analistas continuaram otimistas em suas revisões de estimativa. Devido às revisões líquidas para cima nas estimativas de receita, a taxa de crescimento estimada (ano a ano) para o segundo trimestre de 2022 é maior agora em relação ao início do período. A média das expectativas apontam para um crescimento de 9,1% na comparação anual.

Destaques por setor:

  • Para o setor financeiro, que é o primeiro a reportar seus números e será o foco do mercado na semana do dia 10 ao 16 de julho, espera-se uma queda nos lucros, pressionados pelo aumento do nível de provisão. O cenário de recessão pede um nível maior de provisionamento, frente ao potencial aumento do risco de inadimplência.
  • Óleo e gás segue como o principal destaque positivo. Apesar da queda recente do preço do petróleo, ao longo do trimestre a commodity operou em patamares altos de preço, favorecendo o setor.
  • Consumo discricionário registrou a maior redução percentual na expectativa de ganhos ao longo do período, em linha com a performance do setor, que teve a maior queda no preço (-26%) durante o trimestre, quando comparado com os outros membros do S&P 500.

Quer ver o calendário de resultados do 2º trimestre das ações internacionais? Clique aqui.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.