XP Expert

🌎 RADAR GLOBAL: O maior IPO da história

Panorama diário, análises de cenário internacional e ações globais

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Bolsas internacionais em território neutro para positivo nesta manhã. (EUA +0,7% e Europa -0,1%) com avanço em negociações sobre o pacote de estímulos, colocando em dúvida o consenso de que nada seria aprovado pré-eleição.

Coronavírus: Itália introduziu novas restrições ao funcionamento de restaurantes e aglomerações, após registrar recorde de 11,7 mil novos casos no domingo.

Indicadores: EUA –  Início de construção residenciais às 9:30h.

EMPRESAS

Temporada de Resultados do 3T20 – Hoje: Netflix, UBS, Philip Morris e Procter & Gamble.

Alibaba anunciou um investimento de US$ 3,6 bilhões na rede de hipermercados Sun Arts, aumentando sua participação na empresa de 21% para 72%. A Sun Arts possui 481 unidades na China e é a líder no segmento, com 14% de market share. O investimento vai impulsionar a presença online da varejista, ampliar a capacidade de distribuição e armazenamento, além de aumentar a concorrência com o Walmart (10% de market share na China).

Por falar em varejo chinês… as vendas via e-commerce totalizaram US$ 1,2 bilhão em setembro, acumulando alta de 10% no ano.

E o maior IPO da história: O Ant Group, braço financeiro do Alibaba recebeu aprovação para sua listagem em Hong Kong. O IPO, que ocorrerá simultaneamente também em Xangai, pode levantar US$ 35 bilhões, avaliando a empresa em ~US$ 300 bilhões. Se concretizada, a operação representaria a maior oferta da história, superando o IPO da Saudi Aramco (US$ 29 bilhões) em 2019. O Ant Group é dono do app Alipay, que processou U$17+ trilhões em pagamentos nos últimos 12 meses.

Apple: Estimativas preliminares apontam para a venda de 2 milhões de unidades do iPhone 12 nas primeiras 24 horas de pedidos (vs. 800 mil iPhones 11 em 2019), impulsionadas pelo mercado chinês. A demanda na China pelo iPhone 12 Pro, mais especificamente, superou as expectativas e o país já representa 35-45% das vendas globais do produto.

ANÁLISES

Exportações chinesas: As exportações da China representam ~17% das exportações globais, no acumulado de 2020 (vs. ~13% em 2019). A maior representatividade é reflexo da maior demanda por equipamentos de proteção individual e por produtos eletrônicos durante a pandemia. O fato do país ter saído mais rápido da pandemia certamente ajudou.

Fonte: JP Morgan
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.