XP Expert

🌎RADAR GLOBAL: Menos chips, mais prejuízos

Escassez de chips, hardwares da Microsoft e demanda asiática por alimento

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Bolsas internacionais amanhecem negativas (EUA -0,3% e Europa -0,8%) ao passo que a Evergrande não se pronunciou sobre o pagamento dos juros com vencimento ontem, escalando novamente as preocupações dos investidores com a sua situação financeira. O Bitcoin (-5,6%) amanhece no negativo em consequência pronunciamento do banco central chinês, afirmando que todas as atividades com criptomoedas são ilegais. O petróleo (+0,3%) segue a sua sequência de alta e se aproxima da sua máxima dos últimos 2 meses, negociando a US$ 77.

Coronavírus: FDA autoriza as vacinas de reforço da Pfizer para 1) pessoas com 65 anos ou mais, 2) indivíduos de 18 a 64 anos que correm alto risco de desenvolver doença grave e 3) para pessoas expostas ao vírus por meio de seu trabalho ou exposição institucional. A decisão do FDA segue para aprovação do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), que deve votar na próxima semana. Com a aprovação, as doses poderão ser administradas imediatamente.

EMPRESAS

Prejuízos escalam com a escassez de chips: A empresa de consultoria AlixPartners aumentou, pela 2ª vez em 2021, a sua projeção de queda de receitas do setor automotivo em consequência da crise dos semicondutores, nesta ocasião, o valor das perdas cresceu 90%, de US$ 110bi para US$ 210bi. Em relação ao número de unidades, as estimativas agora afirmam uma redução de 7,7 milhões na produção de veículos vs. 3,9 milhões, como projetado anteriormente em maio. O analista Mark Wakefield esclarece que a indústria automotiva não apresenta sinais de recuperação em linha com o esperado devido ao avanço da variante delta na Malásia e outros países do sudeste asiático.

Ainda sobre a crise dos semicondutores… Produtores de chips e empresas afetadas pela escassez como a Intel, Samsung, Ford e GM irão comparecer a uma reunião na Casa Branca para discutirem o impacto da pandemia na oferta dos chips e como podem coordenar melhor a entrega de chips entre produtores e consumidores. Esta movimentação sugere uma preocupação a nível governamental com a escassez de semicondutores nos EUA, que hoje considera até mesmo fornecer incentivos para produtores de chips expandirem suas operações ou construírem novas fábricas no país.

Foco nos hardwares: A Microsoft (MSFT34) lançou atualizações em seus dispositivos híbridos laptop-tablet, adicionou 5G ao seu telefone Surface Duo e anunciou um novo dispositivo Laptop Studio, voltado para profissionais. As melhorias nos dispositivos da empresa parecem ser uma tendência estratégica, uma vez que recentemente atualizaram o Surface Pro 8 (dispositivo tablet-laptop) com processadores e gráficos que proporcionarão um ganho de 40% em desempenho e 74% em gráficos. A gigante da tecnologia tem buscado desafiar os dispositivos da Apple, Samsung e Google. Apesar do ceticismo quanto à capacidade de entrada da Microsoft no mercado de hardwares e computadores pessoais após décadas de investimentos em software, a empresa viu seu portfólio e participação de mercado crescerem.

Nova estratégia: A Microsoft não está na liderança das seis maiores fabricantes de computadores, setor que está sendo dominado pela Lenovo, HP, e Dell, os quais possuem mais de 15% de participação no mercado (cada), enquanto a Apple, Acer e Asustek detêm de 5% a 10% cada, de acordo com dados do Gartner Inc. No 2T21, a Microsoft registrou US$ 1,5 bilhão em receita de dispositivos, a menor desde jul/2020. Portanto, a empresa está procurando reconstruir sua estratégia e fazer novas incursões no mercado.

A MSFT34 está em nossa Carteira Top 10 BRDs.

Demanda por alimentos em ascensão: Consumidores asiáticos devem dobrar seus gastos com alimentos até 2030, abrindo uma oportunidade para os investidores de empresas de alimentos, bebidas e/ou commodities agrícolas. De acordo com um novo relatório conjunto da PwC, Rabobank e Temasek – Asia Food Challenge Report 2021 – os gastos com alimentos na região chegarão a mais de US$ 8 trilhões no início da próxima década, tornando-o o maior mercado de alimentos e bebidas do mundo.

Olhando pra frente: Grande parte dessa demanda virá da mudança de hábitos de consumo em uma região cada vez mais consciente da saúde e da facilidade digital, mas também de sua população em rápido crescimento. Em 2030, espera-se que a Ásia abrigue 4,5 bilhões de pessoas e 65% da classe média mundial. A Índia e o Sudeste Asiático deverão responder pelo maior aumento nos gastos, crescendo a uma taxa de 5% a.a. e, mesmo assim, a China continuará sendo o maior mercado geral. De acordo com o relatório, serão necessários US$ 1,55 trilhão em investimentos até 2030 em toda a cadeia para atender à crescente demanda por alimentos da região. Isso marca um aumento de US$ 750 bilhões em relação ao investimento inicial (ou preliminar) de US$ 800 bilhões originalmente estimado no relatório inaugural de 2019 do grupo.

ANÁLISES

Fonte: Fred

Transição elétrica: Dados do Fred revelam uma crescente adoção de veículos elétricos em 4 dos principais países do mundo. Os destaques positivos vão para a Alemanha e França, aumentando em cerca de 20% vs. ano anterior a participação de veículos elétricos no total de vendas locais. Além disso, a China e os EUA, também apresentam um padrão de crescimento na adesão dos veículos elétricos/híbridos, mesmo que em ainda em menor escala. Enquanto toda esta movimentação é de cunho positivo para o planeta e para a redução de gases poluentes, ela pode gerar um grande impacto na demanda global por petróleo, assim reduzindo o mercado endereçável para empresas do setor. De acordo com dados do J.P. Morgan, 60% da demanda global de petróleo é proveniente de meios de transporte, logo, uma transição da fonte de energia utilizada pelos veículos, poderá causar danos ao setor, que parece possuir um futuro um pouco mais limitado, mas que se sustenta na lentidão de soluções energéticas sólidas que substituam a crescente demanda global por eletricidade.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.