XP Expert

🌎 RADAR GLOBAL: InstaKids

Zuckerberg aposta em plataforma para crianças, futuro da Victoria’s Secret e demanda 5G na China.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem sem direção definida (EUA -0,2% e Europa +0,5%) após caírem ontem. Investidores aguardam dados da inflação americana hoje, podendo ocasionar a antecipação para uma postura monetária mais restritiva do Federal Reserve.

Coronavírus: Após dar luz verde para vacinação de crianças entre 12 e 15 anos com inoculante da Pfizer-BioNTech, o FDA – equivalente da Anvisa nos EUA –  sugere que, em meados de novembro, deve haver dados suficientes para uma possível extensão da vacinação para menores de 12 anos.

EMPRESAS

Temporada de resultados do 1T21: Hoje – Wendy’s. Amanhã – Alibaba, Disney, Bilibili, Airbnb, DoorDash, Farfetch.

Disney e Alibaba fazem parte de nossa carteira de BDRs.  

Zuckerberg enfrenta resistência no mercado infantil: Ao final de 2017, o Facebook lançou seu 1º aplicativo focado em crianças – o Messenger Kids, plataforma arquitetada para uma audiência mais jovem (abaixo de 13 anos) e que necessita de melhores padrões de segurança. O app conta com controle parental, não há anúncios nem ofertas online, não coleta dados para propagandas direcionadas e tampouco deixa os perfis visíveis no Facebook.

Em tese, um ecossistema infantil não soa tão mal. No entanto, procuradores norte-americanos de 44 estados assinaram uma carta solicitando que Zuckerberg desista do lançamento do Instagram for Kids – vazado pelo BuzzFeed em março de 2021.

A resistência das autoridades em relação a aplicativos para crianças é um dos poucos temas em que se há concordância entre legisladores Republicanos e Democratas, dificultando ainda mais o ingresso das empresas de tecnologia neste nicho de mercado.

BDRs do Facebook (FBOK34) sobem 14,5% no ano.

O glamour está de volta? Depois de anos turbulentos, a L Brands, dona da Victoria’s Secret, anunciou que irá separar o negócios de roupas íntimas e o de cremes e fragrâncias em duas companhias listadas em bolsa.

A marca de lingeries permanecerá com o nome Victoria’s Secret enquanto o outro negócio será nomeado Bath & Body Works. O movimento é conhecido no mercado como spin-off e muitas vezes é justificado sob pretexto de que o foco em um único tipo de produto traz mais eficiência e melhores tomadas de decisão para o crescimento da empresa.

O dever de casa está em dia: entre 2015 e 2020, as ações da L Brands perderam ~85% de seu valor; no entanto, com a forte alta entre 2020 e 2021, os papéis estão apenas 10% abaixo de seu pico.

Celulares na China: Envios de smartphones em abril caíram 24% contra o mês passado enquanto a demanda por aparelhos 5G permaneceu alta, representando ~80% dos envios.

Entre as empresas chinesas líderes do segmento: 1) Huawei, que segue prejudicada pelas sanções ao redor do mundo, tendo vendido 15 milhões de unidades em abril, nº 60% menor vs. mesmo período em 2020 e 2) Xiaomi, com 50 milhões de aparelhos vendidos, +65% vs. abr./2020, preenchendo parcialmente o vácuo de demanda da Huawei

ANÁLISES

Fonte: Goldman Sachs

Empresas vão às recompras: 2020 foi um ano com poucas recompras de ações, pois empresas que requisitaram os auxílios governamentais não receberam autorização. No entanto, 2021 começa como um ano recorde; até o momento, são mais de US$ 500bi autorizados, um crescimento de 110% vs. 2020.

Para se ter uma ideia do volume, apenas a recompra da Apple (US$ 90bi) equivale ao valor de mercado de ~1,5x a Petrobrás enquanto a recompra do Google (US$ 50bi) equivale a ~1,2x a Petrobrás.

Gostou do conteúdo? Deixe sua avaliação abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.