XP Expert

🌎RADAR GLOBAL: AMD conquista as FAAMGs

Nova parceria da AMD, Coinbase reporta e divisão da GE.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem levemente negativos (EUA -0,3% e Europa -0,1%) enquanto investidores aguardam os dados da inflação ao consumidor, CPI, nos EUA, que deverá dar indícios sobre o futuro da política monetária do país. Na China (-0,5%) a bolsa encerrou em baixa ao passo que a inflação aos produtores apresentou crescimento recorde em virtude dos altos preços de energia, vindo acima do projetado pelos analistas (13,5% vs. 12,4% ano contra ano). O petróleo (-0,7%) volta a negociar próximo aos US$ 85/barril à medida que o governo americano optou por não liberar reservas estratégicas para conter o avanço no preço da commodity e um relatório da indústria sugeriu uma queda acima do esperado nos estoques do país.

Coronavírus: Pfizer pede autorização do FDA para a aplicação da terceira dose da vacina em toda a população americana acima de 18 anos. O pedido ocorreu nesta terça feira, após a empresa revelar resultados positivos e seguros baseados em mais de 10 mil indivíduos. A aprovação da terceira dose poderá ocorrer ainda neste mês, antes do feriado de Thanksgiving nos EUA.

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

O império das Criptomoedas decepciona: A Coinbase (C2OI34), a maior bolsa de criptomoedas dos EUA, divulgou seus resultados do terceiro trimestre, e a receita reportada de US$ 1,31bi, veio abaixo dos US$ 1,57bi da estimativa. A Coinbase afirmou que o volume de transações mensais por usuário apresentaram queda em relação ao trimestre anterior, caindo de 8,8 milhões para 7,4 milhões. O volume de negócios também caiu para US$ 327 bilhões, de US$ 462 bilhões no trimestre anterior. Muito do sucesso da empresa depende do desempenho de ativos digitais como Bitcoin. Na segunda-feira, a criptomoeda atingiu um novo recorde histórico de US$ 68mil e o Ethereum estabeleceu um novo recorde, chegando a US$ 4,8mil. A Coinbase disse que o Bitcoin foi responsável por 19% do volume de negócios e o Ethereum por 22%. Os 59% restantes vieram de outros ativos criptográficos, um aumento de 50% em relação ao trimestre anterior.

Os ativos da plataforma aumentaram para US$ 255bi, de US$ 180bi no final de junho. Cerca de 55% dos ativos são provenientes de investidores institucionais e o restante do varejo. Olhando para o futuro, a Coinbase espera que o número de transações mensais de varejo e o volume total de transações no quarto trimestre sejam maiores do que no terceiro. Em setembro, a empresa cancelou os planos de lançar um produto de empréstimo de criptografia depois que revelou que a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) planejava processar o produto. Também durante o trimestre, a Coinbase anunciou planos de lançar um mercado para negociar tokens não fungíveis e permitir que os clientes depositassem cheques em suas contas. O Facebook (FBOK34), agora conhecido como Meta Platforms, disse recentemente que contratou a Coinbase para lidar com a logística de sua nova carteira digital para criptomoedas.

AMD conquista as FAAMG’s: Ações da AMD encerraram em alta de 13% na última segunda-feira, impulsionadas pelo anuncio da nova parceria com o Meta, antigo Facebook, para o fornecimento de semicondutores. Os detalhes da parceria ainda serão discutidos e divulgados, mas a notícia já causou um sentimento positivo nos investidores. O Facebook é mais uma adição ao forte portfolio de clientes da empresa que já conta com o Google, Amazon e Microsoft.

A ascensão da empresa ocorreu em consequência do forte avanço tecnológico de seus chips ao longo dos últimos anos, o que vem ajudando a AMD a capturar uma fatia de mercado antes pertencente a Intel. Falando em resultados, a CEO afirmou no último mês, que suas vendas de chips de data center dobraram no último trimestre, sendo responsável por 20% das vendas da companhia. Os chips fazem boa parte do segmento corporativo da companhia, que apresentou US$ 1,9 bilhão em vendas no último trimestre, observando um aumento de 69% em relação ao mesmo período do ano anterior.

General Electric (GEOO34) será dividida em 3: Devido ao acúmulo de dívida bilionária, a General Eletric decide dividir a companhia em 3 unidades diferentes, visando melhorar sua gestão, alocação de capital e planejamento estratégico de longo prazo. As novas unidades separadas pertencerão as indústrias de saúde, aviação e energia, com planos posteriores de venda para as unidades de saúde em 2023, e a de energia em 2024. O nome GE continuará guiando a empresa de aviação após as mudanças, e o CEO Lawrence Culp continuará administrando essa unidade.

A GE já foi a maior empresa por valor de mercado no início dos anos 2000, mas sofreu na então crise financeira da última década e teve o acúmulo de dívidas, terminando seu último trimestre com débito de US$63 bilhões. Segundo Culp, esse será um momento de redefinição para a indústria, e estão se preparando para ele. Em seu comunicado, a GE garante estar mais bem posicionada para atender a seus clientes, com foco e responsabilidade. As últimas notícias sobre a companhia deixaram os investidores esperançosos sobre os futuros resultados, agitando o mercado. As ações da GE já vinham crescendo nos últimos 12 meses, tendo uma valorização de 55%, e o ativo saltou mais 6% no início do pregão de terça-feira.

ANÁLISE

Fonte: Goldman Sachs

Desaceleração do crescimento chinês: O gráfico acima apresenta que as projeções de crescimento do PIB real da China para 2022 e próximos anos se encontra em um patamar inferior ao apresentado nos últimos 20 anos, com exceção da pandemia. Segundo o Goldman Sachs, os fatores contribuintes para essa desaceleração são: i) política de tolerância zero ao COVID-19, que deverá continuar em vigor em virtude dos jogos olímpicos de inverno, ii) desaceleração no setor imobiliário, que poderá reduzir o crescimento do PIB chinês em até 1 ponto percentual, o banco complementa que essa desaceleração deverá durar por alguns anos, iii) Reforma política para um crescimento mais sustentável e resiliente do país, buscando uma maior independência global após sofrer com a “guerra comercial” contra os EUA e a pandemia. Por outro lado, estas medidas tomadas pelo governo Chinês deverão causar uma desaceleração momentânea no crescimento da nação e irão dar suporte para os seus planos e desenvolvimento de longo prazo.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.