ūüĆéMundo em 60s: China vs. Bitcoin e pre√ßo-alvo do S&P 500

O que você precisa saber dos mercados globais nesta semana


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bolsas: As tens√Ķes sobre uma poss√≠vel corre√ß√£o do S&P 500 foram aliviadas ap√≥s os coment√°rios do FOMC n√£o surpreenderem negativamente e trazerem visibilidade para o programa de retirada de est√≠mulos. O √≠ndice americano j√° devolve todas as perdas da semana e encaminha-se para um fechamento +0,3% positivo. Ainda resta uma alta de +2,5% para que volte a bater seu patamar hist√≥rico. O d√≥lar voltou a se valorizar contra moedas emergentes ao passo que a mediana de membros do Fed prev√™em juros subindo j√° em 2022, inclinando a curva, uma vez que o mercado esperava apenas em 2023.

Setores: Os setores mais penalizados foram os bons pagadores de dividendos, como imobili√°rio, utilidades p√ļblicas, comunica√ß√£o e sa√ļde, uma vez que, nesta semana, os treasuries de 10 anos americanos voltaram a negociar acima dos 1,4%, tornando atrativa uma migra√ß√£o parcial de empresas pagadoras de dividendos para a renda fixa livre de risco. Do lado positivo, o setor petrol√≠fero segue beneficiando-se dos altos pre√ßos da commodity, que beiram os US$ 78/barril.


As 5 histórias da semana

1. Mantemos nosso preço-alvo para o S&P 500 em 4.550pts

Nosso time de estrat√©gia global manteve inalterado o pre√ßo-alvo do S&P 500 em 4.550pts para o final de 2021, reconhecendo a possibilidade de que o risco de um “Rali de Natal” pode tornar a estimativa conservadora. O S&P 500 j√° sobe 19% no ano, mas os lucros est√£o 90% acima dos vistos no ano passado. Estas condi√ß√Ķes, em conjunto com o alto volume de dinheiro em poupan√ßa e a baixa atratividade da renda fixa por l√°, sustentam o apetite por risco e os valuations historicamente elevados.

Mais de US$ 14tri rendendo taxas negativas no mundo.

Para Alberto Bernal (Esrategista Global XP), as perspectivas de crescimento do PIB americano em 2022 estão se tornando mais positivas e estima uma expansão de +3,8%, sustentada por mais investimentos, forte demanda doméstica e crescimento do emprego. Ainda assim, 2022 será mais desafiador que 2021 para o S&P 500, uma vez que as bases de comparação se tornarão mais difíceis e o tapering do Federal Reserve será finalizado.

2. O Federal Reserve trouxe previsibilidade para a retirada dos estímulos (tapering)

Em seu √ļltimo pronunciamento ap√≥s o FOMC, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve entregou pontos relevantes sobre o processo de tapering: 1) O processo de redu√ß√£o dos est√≠mulos deve ser finalizado em meados de 2022, em linha com o precificado pelo mercado e pela expectativa de nosso time de estrat√©gia global de cortes de US$ 15bi/m√™s e 2) H√° “suporte generalizado” por parte dos membros do FOMC para cumprir esta agenda.

Com relação à subida das taxas de juros (processo conhecido como liftoff), vimos mais membros do Fed antecipando este preocesso, de forma que a mediana dos membros do FOMC agora prevêem um aumento dos juros em 2022.

3. Sazonalidade favor√°vel

O Goldman Sachs, no gr√°fico abaixo, calculou a m√©dia do desempenho anual dos principais √≠ndices americanos (NDX – Nasdaq 100; RUT – Russell 2000 e SPX – S&P 500) desde 1985 at√© 2019 (excluindo 2008). O gr√°fico nos mostra que, na m√©dia, o desempenho entre o final de setembro e o in√≠cio de novembro √© mudo, mas, a partir do 11¬ļ m√™s, inicia-se um per√≠odo de “Rali de Natal”, com sazonalidade normalmente favor√°vel para as bolsas americanas.

Fonte: Goldman Sachs

4. China j√° est√° injetando liquidez na economia para evitar crise

Embora as autoridades chinesas permaneçam em silêncio em relação ao caso Evergrande, o banco central do país já começou a injetar mais liquidez na economia a fim de impedir a deterioração do sentimento dos mercados por lá. Nesta semana, já foram US$ 71bi de títulos comprados pelo PBOC, muito acima da média diária registrada em 2021.

Ainda assim, a falta de visibilidade e o aparente desejo do governo em demonstrar que n√£o ir√° arcar com as d√≠vidas, deve manter a alta volatilidade dos ativos da regi√£o. Para o Goldman Sachs, autoridades deveriam “mandar mensagens mais claras de como impedir uma contamina√ß√£o geral dos mercados“. J√° o economista-chefe da Standard Chartered espera que a China ofere√ßa, em breve, ao menos algum suporte verbal para estabilizar o sentimento.

5. Bitcoin é (mais uma vez) alvo do governo chinês

Pela 7¬™ vez desde 2013, o governo chin√™s baniu as atividades de criptoativos no pa√≠s. O banco central da China incluiu, em seu website, que transa√ß√Ķes e atividades financeiras, incluindo via corretoras internacionais, ser√£o consideradas ilegais no pa√≠s. O pre√ßo do Bitcoin chegou a cair -15% ap√≥s as declara√ß√Ķes.

Apesar das decis√Ķes governamentais, o pa√≠s sedia ~46% da capacidade global de minera√ß√£o de criptomoedas, de acordo com a Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index. Apesar dos impactos de curto prazo, acreditamos que as repetidas tentativas de “banir” as criptos do pa√≠s n√£o devem surtir efeitos de longo prazo nestas moedas, uma vez que s√£o formas de transa√ß√£o descentralizadas.

Gostou do conte√ļdo? Nos avalie abaixo:

Avaliação

O qu√£o foi √ļtil este conte√ļdo pra voc√™?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conte√ļdos por e-mail?

Cadastre-se e receba gr√°tis nossos relat√≥rios e recomenda√ß√Ķes de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conte√ļdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Leia também
Disclaimer:

Este relat√≥rio foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (‚ÄúXP Investimentos‚ÄĚ) e n√£o deve ser considerado um relat√≥rio de an√°lise para os fins do artigo 1¬ļ da Instru√ß√£o CVM n¬ļ 598/2018. Este relat√≥rio tem como objetivo √ļnico fornecer informa√ß√Ķes macroecon√īmicas e an√°lises pol√≠ticas, e n√£o constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicita√ß√£o de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participa√ß√£o em uma determinada estrat√©gia de neg√≥cios em qualquer jurisdi√ß√£o. As informa√ß√Ķes contidas neste relat√≥rio foram consideradas razo√°veis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes p√ļblicas consideradas confi√°veis. A XP Investimentos n√£o d√° nenhuma seguran√ßa ou garantia, seja de forma expressa ou impl√≠cita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatid√£o dessas informa√ß√Ķes. Este relat√≥rio tamb√©m n√£o tem a inten√ß√£o de ser uma rela√ß√£o completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opini√Ķes, estimativas e proje√ß√Ķes expressas neste relat√≥rio refletem a opini√£o atual do respons√°vel pelo conte√ļdo deste relat√≥rio na data de sua divulga√ß√£o e est√£o, portanto, sujeitas a altera√ß√Ķes sem aviso pr√©vio. A XP Investimentos n√£o tem obriga√ß√£o de atualizar, modificar ou alterar este relat√≥rio e de informar o leitor. O respons√°vel pela elabora√ß√£o deste relat√≥rio certifica que as opini√Ķes expressas nele refletem, de forma precisa, √ļnica e exclusiva, suas vis√Ķes e opini√Ķes pessoais, e foram produzidas de forma independente e aut√īnoma, inclusive em rela√ß√£o a XP Investimentos. Este relat√≥rio √© destinado √† circula√ß√£o exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes aut√īnomos da XP e clientes da XP, podendo tamb√©m ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodu√ß√£o ou redistribui√ß√£o para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o prop√≥sito, sem o pr√©vio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos n√£o se responsabiliza por decis√Ķes de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informa√ß√Ķes divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer preju√≠zos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utiliza√ß√£o deste material ou seu conte√ļdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a miss√£o de servir de canal de contato sempre que os clientes que n√£o se sentirem satisfeitos com as solu√ß√Ķes dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informa√ß√Ķes sobre produtos, tabelas de custos operacionais e pol√≠tica de cobran√ßa, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregula√ß√£o Anbima - Gest√£o de patrim√īnio Autorregula√ß√£o Anbima - Gest√£o de recursos Autorregula√ß√£o Anbima - Private Autorregula√ß√£o Anbima - Distribui√ß√£o de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunica√ß√£o atrav√©s de rede mundial de computadores est√° sujeita a interrup√ß√Ķes ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recep√ß√£o de informa√ß√Ķes atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por for√ßa de falha de servi√ßos disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A √© institui√ß√£o autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.