XP Expert

🌎 Mundo em 60s: A ascensão do Alibaba

A recente queda no preço do Alibaba é justificável?

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bolsas: No lado positivo: Início da vacinação no Reino Unido, quase-autorização nos EUA e anúncio de expansão do pacote monetário emergencial do Banco Central Europeu. Negativo: Atraso no 2º pacote emergencial de estímulos nos EUA, indefinição do acordo pós-Brexit e escalada das sanções diplomáticas entre EUA e China.

Setores:  Setor petrolífero se destaca novamente e é o único a subir na semana; a commodity bate, pela primeira vez desde o pico da pandemia, os US$ 50. A visibilidade econômica e o otimismo com as vacinas e reabertura econômica continuam impulsionando o setor que mais apanhou em 2020. Os demais setores tiveram movimentos pouco expressivos, refletindo cautela após a recente rotação para a economia antiga.


Alibaba: Breve queda e longa ascensão

Os BDRs da gigante chinesa se desvalorizaram, entre outubro e novembro, aproximadamente 22%, com a empresa perdendo cerca de US$ 150bi de valor desde a sua máxima histórica. Mas o que aconteceu? Resumindo, 1) O IPO de sua subsidiária, a fintech Ant Group, foi cancelado por conflitos regulatórios e 2) Autoridades chinesas divulgaram um rascunho do novo arcabouço regulatório anti-monopólio no país.

O IPO do Ant Group estava preparado para bater um recorde histórico de mais de US$ 300bi de valuation quando Jack Ma (CEO do Alibaba) recebeu a notícia de seu cancelamento. Em seguida, analistas começaram a descontar mais de 50% de seu valor alegando que “a empresa será avaliada mais como banco do que como empresa de tecnologia” numa potencial 2ª tentativa de abertura de capital.

De fato, com a proposição do governo chinês, o Ant Group terá que financiar 30% de seus empréstimos (contra os atuais 2%), tornando-o uma empresa mais intensiva em capital. No entanto, esta mudança nos fundamentos não justifica o corte exagerado de US$ 150bi no valuation do Alibaba, uma vez que o impacto no lucro não será significativo e a empresa possui capital para realizar os financiamentos.

Além disso, a recente queda tornou ainda mais atrativos os papéis da empresa, que muito além de possuir um braço fintech em paralelo, é uma gigante do varejo com crescimento de receita estimado em ~30% a.a. para os próximos 3 anos e trabalha com margens de lucro de 25% (contra os “míseros” 5% da Amazon). Quando olhamos para o valuation, o índice Preço/Lucro de 26x para o final de 2021 está 50% mais barato que os 50x da Amazon e 15% mais em conta que a brasileira Renner.

Portanto, acreditamos que a empresa continua bem posicionada para capturar o crescimento da China (que deve ser a única economia relevante a crescer o PIB em 2020), bem como a expansão acelerada do ecossistema digital, via comércio eletrônico, logística, computação em nuvem e meios de pagamento.


#ProvaRápida – Fato ou Fake? Créditos: @rafaelfurla

1. Jack Ma (CEO do Alibaba) foi rejeitado 10 vezes em Harvard

2. Também foi rejeitado em mais de 30 empregos, incluindo uma vaga no KFC

3. Reprovou 2x no ensino básico e 3x no fundamental

4. Hoje, sua fortuna vale mais de US$ 50bi

5. Já percorreu a Muralha da China a pé

Respostas: 1 – Fato; 2 – Fato; 3 – Fato; 4 – Fato; 5 – Fake.

Bom final de semana!

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.