XP Expert

Investimentos em temáticas ESG, água e energias renováveis

Entenda melhor os subtemas dentro da agenda ESG, como investimentos em água e energias renováveis

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

ESG

Você muito provavelmente já deve ter ouvido diferentes pessoas mencionarem essas três letras: ESG – sigla veio para ficar e será cada vez mais fator central das discussões.

Afinal, o que essas tão mencionadas três letras significam? A sigla ESG advém do termo em inglês Environmental, Social and Governance – ou, em português, ASG, referindo-se à Ambiental, Social e Governança. No mundo dos investimentos, investimento ESG é aquele que incorpora questões ambientais, sociais e de governança como critérios na análise, indo além das tradicionais métricas econômico-financeiras e, com isso, permitindo uma avaliação das empresas de forma holística.

A adoção de princípios ESG na análise de empresas permite-nos trazer para mesa de discussão questões que, além de serem fatores cruciais para o bem da sociedade, manutenção do planeta e construção de um mundo melhor, afetam diretamente os resultados das empresas. Na nossa visão, as empresas vencedoras serão aquelas cujo comportamento em relação às questões ambientais, sociais e de governança são colocadas em primeiro plano.

Embora as discussões acerca dos princípios ESG tenham ganhado notoriedade recentemente no Brasil, quando olhamos ao redor do mundo, fica evidente que a consideração desse fator não vem de hoje e, mais importante do que isso, que não se trata de uma tendência passageira, mas sim, de uma nova realidade.

Fonte: XP, Google Trends

Globalmente, mais de US$35 trilhões em ativos sob gestão (AuM, na sigla em inglês) são gerenciados por fundos que definiram estratégias sustentáveis. Isso representa um aumento de mais de 54% de 2016 a 2020, de acordo com a Global Sustainable Investment Alliance. Além disso, uma pesquisa da Nielsen em 2017 com consumidores em todo o mundo mostrou que: (i) 81% dos consumidores acreditam fortemente que as empresas devem ajudar a melhorar o meio ambiente e (ii) mais de 60% dos consumidores estão muito ou extremamente preocupados com a poluição do ar, da água, uso de embalagens, resíduos de alimentos, etc.

Em termos de performance, ESG tem sido um sinal particularmente eficaz de alfa, ou seja, de geração de retorno. Nos Estados Unidos, desde 2007, o S&P 500 subiu impressionantes +242%. Quando olhamos a performance, no mesmo período, do índice que contém as empresas melhores posicionadas em termos ESG (MSCI KLD 400), o número supera: +268% de valorização.

Fonte: XP, Bloomberg

Subtemas em ESG que achamos atrativos:

Água

A escassez de água é um risco relevante de longo prazo, tanto no Brasil, quanto no mundo. Aproximadamente 70% da superfície da Terra é composta por água, mas 97% dela é salgada. Dos 3% restantes, apenas 1% é disponível para o consumo humano.

Enquanto a demanda aumenta rapidamente, a oferta é limitada… Três fatores principais contribuem para a escassez de água ser um fenômeno preocupante: (i) o crescimento da população, uma vez que o consumo de água tem aumentado em um ritmo mais acelerado que o crescimento populacional; (ii) as mudanças climáticas, ao afetarem a disponibilidade desse recurso natural – no Brasil, a média mensal dos reservatórios recuou de 70% entre 2001 e 2011 para cerca de 35% desde 2014; e (iii) a poluição dos recursos hídricos, principalmente no Brasil, onde apenas metade dos esgotos do país são tratados enquanto o restante é descartado de forma incorreta na natureza.

… E frente à escassez, surgem oportunidades. Projeta-se que o mercado de água deva crescer 5-6% anualizados nos próximos anos, impulsionado principalmente pela crescente demanda por esse recurso finito. Dado os desafios estruturais, devemos ver um aumento contínuo na busca por soluções inovadoras no uso mais eficiente da água disponível. Como o ouro e o petróleo, a água é uma commodity que está em escassez, e a sua quantidade limitada cria oportunidades. Investimentos em água podem servir para diversificar a exposição nas carteiras dos setores mais tradicionais, além de ser um play focado em ESG. 

Investindo na solução. Desde 2006, enquanto o S&P 500 acumulou ganhos de +267%, o índice Invesco Water Resources ETF, focado em empresas que criam soluções para o uso da água, teve alta de +291%, ou seja, acima do principal índice de ações americanas. Na nossa visão, empresas que reconhecem a necessidade por soluções sustentáveis para abordar esse tema, respondendo de forma a diminuir ou resolver os problemas de escassez, qualidade e alocação de água, estão bem posicionadas para o longo prazo.

Fonte: XP, Bloomberg

Energias renováveis

Tão importante quanto as maiores descobertas da humanidade, a energia elétrica compõe um dos principais alicerces da Sociedade Moderna. Após o gênio Michael Faraday fundar as bases científicas da ‘eletricidade’, culminando em uma 2ª Revolução Industrial, o homem se tornou completamente dependente deste bem essencial, que abastece as nossas casas, comércios, indústrias e aparelhos 24h/dia. Hoje, a ideia de uma sociedade sem energia elétrica é tão distópica que pertence ao roteiro de filmes e séries como Planeta dos Macacos: O Confronto e Eu Sou a Lenda.

Mas a forma de utilizarmos a energia nem sempre foi a mesma; há 2 milhões de anos descobrimos o fogo para nos aquecer e iluminar as noites, há 6.000 anos utilizamos a energia eólica para mover veleiros e, mais tarde moinhos. E então, partir da 1ª Revolução Industrial, a matriz energética tem se tornado cada vez mais dependente de combustíveis fósseis, numa tendência que predominou até hoje, mas que está com os dias contados.

E por que o declínio? Autoridades ao redor do mundo têm se preocupado cada vez mais com os efeitos climáticos da emissão de gases estufa na atmosfera ocasionada pela queima de combustíveis fósseis como petróleo, gás e carvão. Portanto, governos têm aprovado grandes investimentos em empresas e tecnologias para, literalmente, renovar a Matriz Energética Global.

Confira os planos das principais economias do Mundo:

EUA
  • Economia 100% limpa e zero-carbono até 2050
  • US$ 1,7 tri de investimento federal em 10 anos
  • US$ 5 tri incluindo estados, municípios e setor privado
  • US$ 400 bi em 10 anos para tecnologias inovadoras
  • Multiplicar por 2 a geração eólica até 2030
  • Reduzir pegada de carbono das construções em 50% até 2035
  • Instalação de 500 mil pontos de carga para veículos até 2030
China
  • Matriz energética 50% renovável até 2050
  • 20% não-fóssil até 2030
União Europeia
  • Neutralidade climática até 2050
  • € 1 tri em investimentos sustentáveis até 2030

Não acreditamos no fim iminente do petróleo e seus derivados, que ainda compõem ~80% da fonte global de energia. No entanto, a renovação da energia já está acontecendo com o aprimoramento de tecnologias comercialmente viáveis e com o ganho de importância de temas ESG. Neste cenário, empresas que investem em soluções de energia limpa devem se beneficiar desta tendência estrutural que, em nossa opinião, é inevitável.

Assim como a integração dos critérios ESG em nossas análises, a evolução das empresas nessa agenda também é uma jornada. Na nossa visão, ESG é um processo, não cabendo, portanto, uma classificação binária ou estacionária – não se trata de ser ou não ser ESG: o que vemos são diferentes empresas em diferentes estágios dessa jornada. Dito isso, reforçamos nossa visão de que as empresas do futuro serão aquelas em que os critérios ESG são colocados em primeiro plano. E, nesse sentido, vemos como excelentes oportunidades de investimentos empresas cujo modelo de negócio as fazem ser parte da solução, e não do problema.

Para Investir no Tema

Pensando no interesse crescente de investidores brasileiros à diferentes temas globais, a XP acaba de lançar o COE XP ESG #Refloresta, composto por um índice com controle de volatilidade, formado a partir de uma cesta de ETFs de pesos iguais (i) ETF DSI (iShares MSCI KLD 400 Social); (ii) o PHO (Invesco Water Resources); e (iii) o ICLN (iShares Global Clean Energy). Tal produto confere exposição às empresas bem posicionadas nesses três temas (ESG, água e energias renováveis) e que, na nossa visão, fazem parte da solução, e não do problema, sendo um produto interessante para o investidor com interesse na exposição global ao tema.

Por fim, ressaltamos que, a cada aplicação no COE XP ESG #Refloresta a XP, em parceria com o Instituto Terra – uma organização civil sem fins lucrativos voltada para a restauração ambiental e o desenvolvimento rural sustentável – fará o plantio de uma árvore nativa na região da Bacia do Rio Doce, contribuindo para redução de emissão de carbono e apoiando a biodiversidade local.

Clique aqui para mais informações sobre o COE XP ESG #Refloresta

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.