XP Expert

Comentário Internacional: humor nos mercados internacionais volta a se deteriorar

CENÁRIO GLOBAL Após o rally no S&P 500 de +4% ontem, o humor nos mercados internacionais volta a se deteriorar com preocupações em torno de novos casos de mortes por coronavirus fora da China. Nos EUA, a California está em estado de emergencia, e na Europa foi registrada a primeira morte na Suiça. Globalmente, já são […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Traders ena Bolsa de Nova York – NYSE

CENÁRIO GLOBAL

Após o rally no S&P 500 de +4% ontem, o humor nos mercados internacionais volta a se deteriorar com preocupações em torno de novos casos de mortes por coronavirus fora da China. Nos EUA, a California está em estado de emergencia, e na Europa foi registrada a primeira morte na Suiça. Globalmente, já são mais de 96 mil casos e 3.300 mortes.

Bolsas: Futuros nos EUA caem mais de 2%, Europa cai 1.5%, e Asia fechou esta madrugada em alta de 2% ainda refletindo a melhora do dia anterior. A busca pelos por ativos mais seguros como o ouro se intensifica, o qual sobe 0,5%, enquanto o petróleo cai 0,5% dada a continua queda de expectativas em relação a atividade econômica neste trimestre e possivelmente ao longo do anoMacro EUA: Pedidos de Auxílio Desemprego as 10:30h e novos Pedidos na Indústria as 12h.

EMPRESAS

Reportando Hoje: Costco Wholesale Corporation, Canadian Natural Resources, Kroger Company, POSCO, Grupo Financiero Galicia, GMS Inc, Despegar.com e Global Water Resources.

Zoom: A empresa americana de video conferencia Zoom, avaliada em $32bi, vem se beneficiando fortemente do aumento do numero de pessoas trabalhando de casa devido ao surto de coronavirus. A ação já quase triplicou de valor em menos de 1 ano desde o seu IPO. Porem, a ação ($ZN) caiu 7% no after market após divulgação de resultados 4T19 acima das expectativas e guidance otimista para o 1T20. Por que? A companhia vem crescendo tão rapido que o aumento de utilização recente, impulsionado pelo surto do virus, gerou expectativas ainda mais altas (mesmo que ainda não refletidas no consenso Bloomberg), as quais não puderam ser realizadas – o crescimento de receita está se mostrando menos ingreme. E por que a ação $ZOOM também caiu? Porque as pessoas confundem ela com a #ZN (acima). Este é apenas o ticker errado, referente a uma outra empresa, chinesa, de apenas $14mi de market cap, e que não tem nada a ver com a Zoom americana. A confusão é antiga e vem gerando trades errados desde o IPO.

Uber: Um dos mais importantes tribunais na França decidiu que um ex-motorista da Uber Technologies passe a ser reconhecido como funcionário do grupo, e não como um autônomo independente. A decisão não mais apresenta possibilidades de recursos da Uber. O grupo segue enfrentando litígios semelhantes nos EUA e Reino Unido. No campo positivo, ganhou um caso no Brasil (seu segundo principal mercado), que determinou que seus motoristas não se tornassem funcionários. Estes casos fazem parte de uma batalha global sobre como regular o emprego em um cenário de relevante aumento de novos agentes autônomos em diferentes setores. Embora muitos desses trabalhadores digam que desfrutam da liberdade que vem com a independência, alguns dizem que são de fato mais dependentes dos aplicativos do que seu status de “independência”, e argumentam que isso deveria lhes proporcionar melhores benefícios.

Alphabet (Google): Anthony Levandowski, o engenheiro autônomo acusado pelo Google de violar seu contrato de trabalho e usar indevidamente informações confidenciais, entrou com pedido de falência, citando um julgamento legal de US$ 179mi. Um juiz decidiu nesta última quarta-feira no Tribunal Superior de San Francisco que ele deverá pagar ao Google uma sentença determinada em dezembro. Levandowski deixou a unidade de carros autônomos da Google, Waymo, em 2016 e ajudou a abrir uma empresa logo adquirida pela Uber Technologies, iniciando uma briga por informações proprietárias ligadas ao futuro do transporte. A Alphabet (Google) abriu um processou semelhante contra a Uber em 2017, alegando que Levandowski roubou mais de 14.000 arquivos confidenciais antes de deixar o Google. Para se ter uma ideia, dirigentes da Waymo afirmaram que as informações roubadas chegaram ao design “Lidar” da Uber, um sensor que usa pulsos de luz para detectar obstáculos dentro ou perto da estrada. Waymo e Uber resolveram a ação em 2018. Levandowski chegou a ganhar mais de US$ 120mi na Google.

GM: Segue concentrando seus esforços para convencer Wall Street de que é a montadora “old economy” que aposta em carros elétricos, uma vez que suas vendas neste nicho não tiveram sucesso na última década. Em uma apresentação nesta última quarta-feira no centro de engenharia da empresa, perto de Detroit, os executivos da GM detalharam sua estratégia de veículos elétricos para os próximos anos, incluindo planos para nova tecnologia de bateria que permitirá que seus veículos viajem até 400 milhas com uma única carga – superando os atuais concorrentes. A empresa anunciou que gastará US$ 20bi no desenvolvimento de veículos elétricos e autônomos. Vale lembrar que a GM foi a primeira grande montadora tradicional a colocar um protótipo totalmente elétrico no mercado nos anos 90. A empresa lançou um híbrido plug-in Chevy Volt cerca de uma década atrás e mais tarde adicionou o Chevy Bolt totalmente elétrico, nenhum dos quais vendeu bem. Enquanto isso, investidores parecem mais otimistas com a Tesla, que recentemente teve sua avaliação de mercado atingindo US$ 130bi, número aproximadamente três vezes maior que da GM.

Comentário do Mercado

Varejistas nos EUA, como a Neiman Marcus, Jo-Ann Stores e J. Crew Group, se mostram mais vulneráveis e começam a enfrentar grandes riscos da epidemia do coronavírus, caso as fábricas chinesas continuem trabalhando de maneira limitada. Grande parte dos economistas afirma que é muito cedo para saber o quanto o vírus pode afetar os gastos do consumidor, mas que isso pode prejudicar as cadeias de suprimentos e causar escassez de produtos nos EUA dado o impacto na cadeia de suprimentos. A grande dúvida está em torno de quando a produção na China voltará ao normal, sendo que a expectativa é se voltará até abril. Caso contrário, varejistas americanos não estarão preparados para a estocagem em período de férias de verão, que começa em meados de junho.

Para mais análises sobre mercados internacionais:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.