XP Expert

Comentário Internacional: EUA cresce 2,1% no 4T19, coronavírus e busca por ativos de baixo risco…

CENÁRIO GLOBAL As Bolsas europeias seguem em queda de -2%, e futuros dos EUA -1%. O petróleo também opera em queda de 1,8% (US$52,4/barril), indicando o menor patamar dos últimos 12 meses em vista de potenciais impactos do coronavírus. A busca por ativos de menor risco continua, com as taxas dos títulos do tesouro americano […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Economia americana cresce 2,1% A/A no 4T19

CENÁRIO GLOBAL

As Bolsas europeias seguem em queda de -2%, e futuros dos EUA -1%. O petróleo também opera em queda de 1,8% (US$52,4/barril), indicando o menor patamar dos últimos 12 meses em vista de potenciais impactos do coronavírus. A busca por ativos de menor risco continua, com as taxas dos títulos do tesouro americano de 10 anos renovando as mínimas, aos 1,2988%.

Entenda o que é o VIX, o “Índice do Medo”

Globalmente, são 82 mil casos confirmados e 2.800 mortes, embora a China continua a apresentar menos casos registrados diariamente. Destaque para 505 novos casos na Coreia do Sul. Os EUA confirmaram há pouco o 1º caso de Coronavírus de um paciente na Califórnia que não teve relação direta com o retorno de viagem da Ásia, mas sim em contato com alguém localmente. O surto continua a afetar o dia-a-dia de diversos países como o Japão, onde o Primeiro Ministro Shinzo Abe solicitou que as escolas permaneçam fechadas a partir da próxima segunda feira até o final das férias de primavera, em abril.

Trump se manifestou ao afirmar que os riscos para os EUA ainda permanecem baixos, além de enfatizar que o governo fará o que for preciso para combater a crise, e anunciou que o vice-presidente americano, Mike Pence, ficará no comando da força-tarefa oficial contra o surto.

Macro: PIB nos EUA cresceu 2,1% A/A no 4T19, com gastos do consumidor, que representam cerca de dois terços da economia americana, sendo revisado para um aumento de 1,7%, de 1,8% A/A. Investimentos não residenciais também foram revisados, só que negativamente, para 2,3% A/A, representando a terceira redução desde 2015.

EMPRESAS

Temporada de resultadosOntem: Rio Tinto (positivo), Wendy’s (negativo), Booking Holdings (positivo), Marriott International (em linha) e NetEase (positivo). Hoje: Anheuser-Busch InBev (negativo), Baidu, Dell, iQIYI, Discovery, PagSeguro Digital, Nielsen e Beyond Meat.

Anheuser-Busch InBev (-7,7%): O grupo apresentou os resultados do 4T19 hoje pela manhã e a leitura foi negativa, com EBITDA de US$ 5,3bi e receitas de US$ 13,3bi, ambos abaixo do consenso. O volume de cerveja consolidado veiu 0,8% A/A no trimestre, sendo que EUA caiu 2,6% A/A, Brasil consumiu mais 1,2% A/A, México quase +9% A/A China -6,6% A/A. A diretoria não ficou satisfeita com os resultados, sendo que o atual presidente executivo Carlos Brito abriu mão de receber bônus neste segundo semestre. Além disso, também anunciaram que o surto do coronavírus poderá gerar uma impacto de -US$ 285mi nas receitas e -US$ 170mi no EBITDA neste período de janeiro a fevereiro, e até -10% no EBITDA do 1T20. Com relação as previsões para o ano, o guidance ficou em +2 a 5% A/A no EBITDA deste ano, com destaque para uma potencial aceleração no segundo semestre.

Microsoft: alertou que as interrupções na cadeia de suprimentos do surto de coronavírus prejudicariam as vendas do 1T20, caracterizando-se como a segunda grande empresa de tecnologia, após a Apple, a diminuir suas estimativas devido aos impactos do surto do coronavírus. A divisão de software Windows, tablets Surface e hardware para jogos Xbox (35% das receitas) devem ficar aquém das previsão anteriores de US$ 10,7 a 11,2bi.

Outras empresas de tech: Vale lembrar que no início deste mês a Apple havia reduziu suas perspectivas de ganhos por causa do surto de coronavírus que, segundo a empresa, limitou a produção e venda de iPhones em todo o mundo. As projeções da Apple para o 1T20 provavelmente ficarão aquém das projeções de US$ 63 a 67bi. A fabricante de chips gráficos Nvidia, também havia revisado suas estimativas de lucro no trimestre para US$ 100mi. A fabricante de computadores, HP, também havia anunciado na semana passada que os ganhos deste trimestre serão afetados, mas a empresa não viu necessariamente um impacto a longo prazo com as fábricas chinesas retomando o trabalho.

COMENTÁRIOS DO MERCADO

Quase 169 grandes empresas americanas na China anunciaram que esperam uma queda acentuada nas receitas para este ano se os negócios não voltarem ao normal até o final de abril. A Câmara de Comércio Americana na China realizou uma pesquisa com 577 empresas de de 17 a 20 de fevereiro.

Um quinto anunciaram que que suas receitas na China em 2020 podem cair quase 50% se a epidemia continuar até 30 de agosto, mesmo considerando que as políticas de trabalhar em casa foram implementadas por 94% dessas empresas. Metade das pesquisadas pretendem diminuir suas metas anuais (guidance) e pouco menos da metade prevê uma queda de dois dígitos na receita no primeiro semestre de 2020. Cerca de 40% dessas empresas disseram estar revisando os orçamentos anuais, considerando potenciais 33% de redução de custos.

A interrupção global das viagens destaca-se como o maior obstáculo aos negócios, com redução de produtividade. Para se ter  uma ideia, pouco menos de um terço dos 291 milhões de trabalhadores na China que vivem em áreas rurais e desempenham suas atividades em grandes cidades, foram impactados pelas interrupções mediante ao surto do vírus. Além disso, um pesquisa da Câmara de Comércio da União Européia na China e da Câmara de Comércio Alemã divulgada indicou que 90% das empresas do bloco na região sofreram com o surto e foram impactados em um nível médio para alto.

Para mais análises sobre mercados internacionais:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.