XP Expert

Comentário Internacional: Bolsas em alta após Trump sinalizar reabertura e Senado avançar em acordo

-

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

CENÁRIO GLOBAL

Nesta manhã, mercados internacionais operam em alta após discurso otimista de Trump e senado americano sinalizar consenso em importantes tópicos do pacote estimulativo. Nos EUA, futuros do S&P 500 negociam no limite de alta de 5%, bolsas na Europa sobem quase 6%, enquanto mercados asiáticos também fecharam para cima, com Japão, China e Hong Kong em alta de 7,1%, 2,7% e 4,5%, respectivamente. Preços de petróleo ouro também voltam a se recuperar, e o dólar cede em sinais de redução de estresse financeiro.

Em seu discurso ontem a noite, Trump fez 18 referências a reabrir a economia nos EUA. O presidente disse que a “cura” (lockdown por tempo indeterminado quebrando a economia, gerando desemprego e até depressão e suicídio) pode acabar sendo pior do que o problema (vítimas do vírus). Reforçou o sucesso inicial no uso da hidroxicloroquina como parte do tratamento, e argumentou que países com alta incidência de malária (onde se toma hidroxicloroquina com frequência) tem poucos casos de coronavírus. Tudo indica que Trump não está disposto a deixar a economia americana trancada por mais de 14 dias, sendo que uma semana já se passou – as implicações para o mercado da possível reabertura deveriam ser positivas. Pesquisa do The Hill aponta aprovação de 61% sobre como Trump está lidando com a crise.

Mnuchin, Secretário do Tesouro, anunciou que o Fed tem a capacidade de financiar até US$ 4tri de empréstimos para negócios afetados pelo COVID-19. Mercados falam em “ajuda ilimitada” após Jerome Powell, presidente do Fed, declarar que não há limite de compras para ativos do tesouro e hipotecários.

Coronavírus: 384 mil contaminados e quase 17.000 mortes.

Dados Macro – EUA: PMIs às 10:45h e venda de imóveis às 11:00h.

EMPRESAS

General Electric anuncia corte de 10% do pessoal da área de aviação, cerca de 2.500 funcionários. O setor de turbinas à jato é o maior e mais lucrativo da empresa, produzindo e reparando os equipamentos para aeronaves da Boeing e da Airbus. Ação respondeu negativamente, com queda de 6%.

PepsiCo contrata 6.000, Papa John’s quer 20.000 e Domino’s 10.000. Companhias do setor de alimentos estão expandindo a força de trabalho para garantir a disponibilidade de produtos nas prateleiras e nos serviços de entrega, visto que restaurantes foram obrigatoriamente fechados em alguns estados, aumentando a demanda por delivery, e alguns supermercados sofreram com falta de produtos. Pizza e Netflix parecem ser o refúgio do americano médio.

Enquanto a demanda do setor de alimentos aumenta, a das farmácias explode. A CVS Health Corp, rede de drogarias de US$ 70bi de valor de mercado e 9.900 lojas, anunciou contratação de 50.000 funcionários  para suprir a necessidade dos clientes por serviços e produtos de saúde. No caminho oposto, startups do Vale do Silício aceleram cortes de empregados para reduzir a queima de caixa tão predominante neste tipo de negócio.

Morgan Stanley reitera recomendação de compra para Nike. Após reduzir as expectativas de lucros para 2020, refletindo os impactos do coronavírus e possível prorrogação das Olimpíadas, acredita agora que a queda dos preços é uma oportunidade de compra, visto que a tese de valorização no longo prazo se mantém inalterada.

Softbank fechou em alta de 19%, após anunciar plano de venda de ativos avaliados em US$ 41bi, sinalizando o fim da sequência de aquisições e ajustando parte de seu balanço patrimonial endividado. Sensato.

ANÁLISES DE MERCADO

Desempenho na semana passada: índice de ações globais MSCI World caiu 12%, mercados emergentes superaram em 2,5% o desempenho dos desenvolvidos, petróleo caiu 20% e ouro caiu 2%. Revisões negativas até o momento de lucro por ação para o ano de 2020 foi de -5% nos EUA e -8% na Europa.

A fuga dos investidores do mercado de dívidas corporativas causou a queda mais rápida do mercado de crédito já vista na história. A oferta foi muito maior do que a demanda, drenando a liquidez e aumentando a busca por dólar na tentativa de neutralizar este risco.

Depois da Bolha da Internet, o índice NASDAQ 100, composto por mais de 54% de empresas de tecnologia, continua desempenhando muito acima do S&P 500 ano após ano. Desde 1990, o índice composto por Apple, Facebook, Microsoft, Alphabet, Intel, Adobe, entre outras gigantes de tecnologia, performou 300% sobre o índice mais tradicional do mercado americano.

A superioridade dos retornos de empresas de tecnologia ainda tem muito espaço para se desenvolver, em especial em ambiente de isolamento social como o atual, e com o legado de mudanças estruturais que o mesmo deixará, à medida que mais pessoas passam a trabalhar, estudar e consumir online.

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.