XP Expert

Comentário Internacional: 07 de fevereiro de 2020

CENÁRIO GLOBAL Bolsas pelo mundo levemente negativas hoje. China e parceiros comerciais asiáticos estão sendo os mais impactos pelo coronavirus (mais de 30 mil casos e 636 mortes); Cingapura em alerta elevado, e cruzeiro no Japão com 61 casos é o maior foco fora da China. Além de empresas globais de luxo (Burberry, L’Oreal, Estée […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

CENÁRIO GLOBAL

Bolsas pelo mundo levemente negativas hoje. China e parceiros comerciais asiáticos estão sendo os mais impactos pelo coronavirus (mais de 30 mil casos e 636 mortes); Cingapura em alerta elevado, e cruzeiro no Japão com 61 casos é o maior foco fora da China. Além de empresas globais de luxo (Burberry, L’Oreal, Estée Lauder) que começam a emitir sinais de alerta.

Macro: Standard & Poor’s reduziu sua previsão de crescimento da China de 5,7% para 5%, queda maior do que estimado por alguns bancos. EUA: Dados de emprego as 10:30h (exp: 165 mil). Produção industrial na Alemanha e França sofrendo grandes perdas, além dos gastos domésticos no Japão contraindo mais do que o esperado.

Absolvição de Trump deverá fortalecer sua campanha para as eleições presidenciais de novembro, enquanto EUA e China reafirmaram compromisso com a implementação do acordo comercial Fase I, e Trump discutiu com Boris Johnson a recente permissão às operações da empresa chinesa Huawei no Reino Unido.

EMPRESAS

Temporada de resultados: 77% do S&P 500 já reportou. 62% das empresas superaram o consenso de lucro (em +5.1%) vs. 71% das empresas (em +5.2%) na média dos últimos 3 anos.Globalmente, destaque positivo ontem para Uber, Twitter, Pinterest, ArcelorMittal, Toyota, Nordea Bank, Total S.A. (Óleo e Gás), Sanofi, T-Mobile, Activision Blizzard, Baidu, S&P Global e Fiat Chrysler, leitura mista para Tyson Foods, e negativa para Take-Two, Japan Tobacco e Kellog. Hoje: Honda e Cboe Global Markets.

Uber: Leitura positiva – o grupo pretende atingir a inédita lucratividade ainda este ano, e as perdas no 4T19 vieram menores (-US$ 615mi) do que as expectativas de mercado. O crescimento da principal linha de negócios, compartilhamento de viagens, continua a desacelerar, mas apresentou crescimento acima do consenso (+28% A/A), atingindo US$ 18bi. Sua base de clientes atingiu 100mi, enquanto o grupo segue investindo em outras linhas de mobilidade urbana como aluguel de bicicletas e patinetes elétricas. O Uber Eats apresentou crescimento de 71% A/A no 4T19, atingindo US$ 4,4bi em receitas, mas ainda representa relevante queima de caixa, com prejuízo de US$ 461 (66% A/A), em um segmento desafiador do ponto de vista de investimentos.

Twitter (+16% ontem): Leitura positiva da divulgação de resultados do 4T19, com o crescimento tanto da base de usuários quanto em publicidade recuperando em comparação ao 3T19. O número de novos usuários ativos aumentou em 7mi (2mi no 4T18), número expressivamente acima do consenso. Receitas totais atingiram US$ 1bi (+11% A/A), com publicidade aumentando quase 12% A/A, US$ 885mi, ambos acima das expectativas. Por outro lado, a lucratividade do grupo continuam sob pressão devido à contínua necessidade de investir em segurança da informação e solidez da plataforma, com a projeção de custos aumentando para este ano. O lucro operacional caiu 26% A/A para US$ 153mi, abaixo do consenso. Destaque para o  potencial aumento do tráfego na plataforma ao longo dos próximos meses, com eventos como Olimpíadas e eleições presidenciais nos EUA. Twitter negocia a 8x preço/vendas, enquanto Pinterest negocia a 8x e Snapchat 14x.

Pinterest: Leitura positiva – as receita do grupo ultrapassaram US$ 1bi em 2019, impulsionadas por um aumento de 46% A/A no 4T19, ao apostar em compras on-line. Sua base de usuários ativos aumentou 26% A/A, atingindo 335mi de pessoas. A empresa revisou as projeções de receita para US$ 1,5bi em 2020, surpreendendo positivamente.

Toyota: Leitura positiva – mesmo com uma desaceleração na venda de automóveis e preocupações em torno do real impacto do coronavírus na China, o grupo registrou receitas de US$ 69bi (-3% A/A em iene) e lucro operacional de US$ 6bi (-3% A/A), ambos acima do consenso, e destaque negativo para a valorização do iene no período. A empresa revisou positivamente os resultados de 2020. O lucro operacional na América do Norte quadruplicou no trimestre, embora as vendas unitárias tenham caído um pouco, refletindo a mudança da Toyota para caminhões com margens mais altas e veículos utilitários esportivos. Quase 66% dos veículos Toyota vendidos nos EUA se enquadram nessa categoria, refletindo a popularidade de modelos como o Highlander SUV e a picape Tacoma. O desempenho relativamente saudável da Toyota contrasta com o atual momento difícil das montadoras de Detroit, GM e Ford, e sua conterrânea Subaru. Coronavirus: qualquer possível escassez de peças da China ainda não teve impacto, mas as fábricas na região permanecerão fechadas até este domingo, com uma data de reinício ainda incerta.

T-mobile: Leitura positiva – superou as expectativas de novos assinantes em 2019, adicionando 4,5mi novos clientes (exp: 3,1mi). Receitas de US$ 11,8bi (+7% A/A) e lucro de US$ 751mi no 4T19 (+17% A/A), ambos em linha com o consenso. Destaque para a fusão com a Sprint, que continua perdendo clientes, e segue em processo de aprovação do órgão regulador, frente a forte competição da AT&T e Verizon. O grupo prevê custos adicionais com este processo em torno de US$ 200 a 300mi no 1T20.

Japan Tobacco: Leitura negativa – lucro operacional no 4T19 atingiu JPY 61,7bi, abaixo do consenso, enquanto as receitas vieram acimas das expectativas em JPY 542bi.

Além dos resultados 4T19:

Credit Suisse: CEO foi demitido após conflito com o Chairman do conselho, e será substituído pelo veterano de 20 anos na firma Thomas Gottstein.

As ações da Ericsson e Nokia reagiram nesta sexta-feira, após o procurador-geral dos EUA, William Barr, anunciar ontem que o governo considera tornar-se controlador nas duas empresas nórdicas, como uma maneira de combater o domínio da Huawei no desenvolvimento da tecnologia 5G.

Ebay: O controlador da Bolsa de Nova York (NYSE), ICE, desistiu da oferta pela potencial aquisição do Ebay (US$ 30bi). As ações da ICE chegaram a cair quase 7,5% na quarta-feira e mais 3% nesta quinta.

Nike: Regulador proibiu o tênis Vaporfly para competições, mas aprovou a linha Air Zoom Alphafly. Dois dos novos designs da empresa, que serão lançados no final desta primavera, provavelmente serão elegíveis para a competição antes dos Jogos de Tóquio, enquanto seus rivais lutam para desenvolver soluções semelhantes.

COMENTÁRIOS DO MERCADO

Tesla: Em apenas 4 dias chegou a apreciar 53%, e no acumulado deste ano acumula alta de 79%. Para se ter uma ideia, sua capitalização de mercado atingiu US$ 160bi na terça-feira, tornando-se a 30ª maior empresa da bolsa americana, e a maior empresa da bolsa sem gerar lucro anual. Sua capitalização ultrapassou GM e Ford juntas, além de grandes empresas de outros setores, como Citigroup, HSBC e McDonald’s. Apenas a variação da capitalização da Tesla neste mesmo período foi de US$ 55bi, número maior do que o valor da GM (US$ 49bi) e Ford (US$ 36bi). Mais de US$ 55bi em ações da Tesla foram negociados na terça-feira, volume maior do que o de as maiores empresas do S&P 500 como Apple, Microsoft, Amazon, Facebook e Alphabet. Após uma correção forte na última quarta-feira (-17%), o preço de suas ações parece ter estabilizado ao apreciar próximo de +2% ontem. Valuation infundado? Talvez.

Potenciais motivos: (1) short squeeze – zeragem de posição vendida, (2) fluxo de compra do varejo e (3) resultados positivos da Panasonic indicando uma melhora de produtividade (apesar de já ter sido identificado na divulgação de resultado da própria Tesla na semana passada).

Resultado divulgado em 29/01 : Leitura positiva, dado que as entregas subiram 23% no 4T19 A/A com 112 mil novos veículos elétricos, embora receitas (US$ 7,4bi) tenham aumentado apenas 2%. Grupo pretende acelerar o ritmo em 2020, podendo entregar mais de 500 mil unidades contra 367 mil em 2019. Além disso, anúncio do veículo utilitário-esportivo Model Y até abril.

Para mais análises sobre mercados internacionais, siga:

@ggiserman
https://twitter.com/ggiserman?lang=en
http://instagram.com/ggiserman

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.