XP Expert

Amazon, Apple e Intel caem no pós mercado com perspectivas de desaceleração – 🌎Radar Global

Twitter decepciona as expectativas de receita, Caterpillar e Merck reportam números acima do esperado e gigantes da tecnologia veem uma desaceleração do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais amanhecem mistos (EUA -0,9% e Europa +0,7%) após resultados aquém do esperado da Amazon impactarem novamente o sentimento dos investidores em relação às empresas de tecnologia (Nasdaq-100 -1,0%). Ainda nos EUA, hoje teremos a divulgação de dados econômicos relevantes como o Core PCE, indicador preferido de inflação do Federal Reserve, e sobre sentimento do consumidor americano. No campo dos resultados, as petrolíferas Exxon Mobil e Chevron divulgarão seus balanços nesta sexta-feira. Na China, o índice de Hang Seng (+4,0%) encerra em forte alta, puxado pelas ações de tecnologia (Alibaba +15,7% e Meituan +15,5%), à medida que o governo chinês pontuou que o foco agora será fazer ajustes e balancear o crescimento econômico junto as medidas restritivas para conter o avanço da pandemia. Além disso, o mercado agora espera mais estímulos econômicos na economia chinesa e uma possível redução no escrutínio regulatório sobre as empresas de tecnologia.

Coronavírus: A Moderna afirmou, nesta quinta-feira, que solicitou aos reguladores dos EUA que autorizassem sua vacina COVID-19 para crianças menores de 6 anos, o que a tornaria a primeira vacina contra o coronavírus disponível para menores de 5 anos.

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

Ação da Apple (NASDAQ: AAPL, BDR: AAPL34) cai após empresa alertar sobre possível restrições de oferta: A Apple reportou resultado essa semana, com a receita totalizando US$ 97,3 bilhões, acima dos US$ 94,0 bilhões estimados pelo consenso, enquanto o lucro por ação (LPA) também surpreendeu, sendo reportado US$ 1,52 vs US$ 1,42 estimados. Apesar do crescimento de quase 9% da receita, as ações da Apple caíram quase 4% nas negociações estendidas depois que o CFO da companhia alertou sobre os desafios no trimestre atual, incluindo restrições de oferta que podem prejudicar as vendas em até US$ 8 bilhões. O aumento de receita, de 8,59% no ano a ano, mostra um forte crescimento e contraria as preocupações dos investidores com a deterioração do ambiente macroeconômico que afeta a demanda por smartphones e computadores de última geração. A receita com a divisão de smartphones cresceu mais de 5% durante o trimestre, gerando mais evidências de que o modelo atual do iPhone 13 está vendendo bem. Tim Cook, CEO da Apple, disse que o negócio do iPhone teve um trimestre de sucesso em vendas para os chamados switchers, ou pessoas que anteriormente tinham um telefone Android, mas decidiram comprar um iPhone. Entretanto, o CEO corroborou com as preocupações colocadas por Luca Maestri, CFO da Companhia, que alertou sobre vários desafios no trimestre atual, incluindo restrições de oferta que podem prejudicar as vendas entre US$ 4 bilhões e US$ 8 bilhões. A gigante da tecnologia também alertou que a demanda na China estava sendo prejudicada pelos bloqueios relacionados ao Covid. Tim Cook, acrescentou que a empresa “não está imune” aos desafios da cadeia de suprimentos.

Além disso, a Apple disse que seu conselho de administração autorizou US$ 90 bilhões em recompras de ações, mantendo seu ritmo como a empresa pública que mais gasta comprando suas próprias ações. Ela gastou US$ 88,3 bilhões em recompras em 2021, de acordo com a S&P Dow Jones Indices. A gigante tech também aumentou seu dividendo em 5%, para 23 cents por ação. Para os próximos resultados, a Apple não forneceu uma previsão – a empresa não divulga orientação oficial de receita desde fevereiro de 2020, citando incertezas ligadas à pandemia.

Twitter (NYSE: TWTR, BDR: TWTR34) divulga números mistos e ação pouco reage: Na divulgação de resultado, que pode ser uma das últimas como empresa pública depois que o conselho concordou com a venda da plataforma para Elon Musk por USD 44 bilhões, o Twitter decepcionou as expectativas de receita dos analistas, refletindo uma desaceleração nos ganhos com publicidade. A receita cresceu 16% no 1º trimestre de 2022, frente o mesmo período de 2021, totalizando US$ 1,2 bilhão. O número, entretanto, ficou abaixo da previsão média dos analistas de US$ 1,23 bilhão, segundo dados da Bloomberg. O aumento de 16% nas vendas foi o pior ritmo de crescimento em seis trimestres, porém, essa desaceleração, tem aparecido em outros nomes do setor. Snap e Meta também evidenciaram nas suas divulgações de resultados que estão sofrendo com menores gastos com publicidade por parte de seus cliente, impactados devido com problemas na cadeias de suprimentos, inflação e guerra na Ucrânia.

Na ponta positiva, o lucro por ação ajustado de 0,04 cents superou as estimativas, em comparação com os 0,03 cents esperados. A plataforma também apresentou um aumento de 16% no número de usuários ativos diários, totalizando 229 milhões, acima as estimativas de 226,4 milhões. O Twitter havia estabelecido anteriormente uma meta de atingir 315 milhões de usuários diários até o final de 2023 e aumentar a receita para US$ 7,5 bilhões anuais no mesmo período. Isso significa que o Twitter precisaria adicionar mais 86 milhões de novos usuários nos próximos sete trimestres, o que parece desafiador sendo que a empresa trouxe apenas 25 milhões novos usuários em 2021. Na quinta-feira, o Twitter disse que estava retirando todos os “objetivos e perspectivas fornecidos anteriormente”, que não forneceria novas projeções e cancelou a habitual teleconferência de resultados. A empresa também divulgou um erro no cálculo de usuários diários ao longo dos três últimos anos.

Ações da Amazon (NASDAQ: AMZN, BDR: AMZO34) caem com perspectiva fraca de crescimento: A Amazon foi mais uma das FAAMGs que reportou resultados nessa semana, a gigante do e-commerce divulgou uma receita de US$ 116,4bi vs US$ 116,3bi, em linha com o esperado, resultando em um prejuízo por ação de US$ -7,56 vs. um LPA de US$ 8,36 projetados pelo mercado. A empresa registrou uma perda de US$ 7,6bi em seu investimento na Rivian depois que as ações da empresa de veículos elétricos perderam mais da metade de seu valor no trimestre. Isso resultou em uma perda líquida total de US$ 3,8bi. Além disso, a receita da Amazon aumentou +7% durante o primeiro trimestre, em comparação com a expansão de +44% no mesmo período do ano passado, marcando a taxa mais lenta para qualquer trimestre desde a Bolha da Internet em 2001 e o segundo período consecutivo de crescimento de um dígito.

A companhia tem enfrentado uma série de desafios econômicos, incluindo inflação crescente, custos mais altos de combustível e mão de obra, problemas na cadeia de suprimentos global e a pandemia em andamento. Para compensar alguns desses custos, a Amazon, no início deste mês, introduziu uma sobretaxa de 5% para alguns de seus vendedores nos EUA, a primeira taxa desse tipo em sua história. No entanto, a unidade de computação em nuvem da Amazon continua performando bem. A receita da Amazon Web Services aumentou +36,5% em relação ao ano anterior, para US$ 18,4bi, acima dos US$ 18,3bi projetados por Wall Street. Por fim, as previsões do segundo trimestre sugerem que o crescimento pode cair ainda mais, para entre +3% e +7% em relação ao ano anterior. A Amazon disse que projeta receita neste trimestre de US$ 116bi a US$ 121bi, abaixo da estimativa média de analistas de US$ 125,5bi

Intel (NASDAQ: INTC, BDR: ITLC4) supera expectativa de lucro mas ação cai com perspectiva menos favorável: A Intel divulgou os números e superou as expectativas dos analistas, totalizando US$ 18,4 bilhões de receita, frente US$ 18,3 bilhões esperado, e um LPA ajustado de 0,87 cents, vs 0,80 cents da expectativa do consenso. Apesar das surpresas positivas, as ações da companhia caíram 4% em negociações estendidas na quinta-feira, depois que a fabricante de chips divulgou uma previsão abaixo do esperado para o próximo período, indicando uma demanda mais fraca por seus chips em todos os setores. As projeções fornecidas pela empresa para lucro por ação e receita para o segundo trimestre ficaram abaixo das estimativas médias dos analistas, segundo dados compilados pela bloomberg.

Em relação aos números recém divulgados, referentes ao primeiro trimestre de 2022, apesar da receita ter superado a expectativa do consenso, a venda de chips de PC apresentou queda de 7% na comparação anual. Essa diminuição reflete o corte de pedidos de alguns clientes, buscando reduzir o estoque, e o menor interesse dos consumidores por computadores para fins educacionais, disse a Intel. O relatório vem em meio a uma crescente preocupação de que a demanda geral por PCs de consumo – a maior fonte de receita da Intel – está caindo após um boom que foi alimentado por trabalho e estudo relacionados à pandemia em casa.

Caterpillar (NYSE: CAT; BDR: CATP34) vê demanda da China caindo: A Caterpillar também divulgou seus resultados nessa quinta-feira, com uma receita de US$ 13,6bi vs. US$ 13,3bi esperados, o LPA foi de US$ 2,88 vs. US$ 2,60 projetados pelo mercado. As margens de lucro operacional chegaram a 13,7%, acima dos 11,7% relatados no quarto trimestre de 2021. Mas as margens do primeiro trimestre caíram 1,6% em relação ao trimestre do ano anterior. Preço vs. Custo foi um fator que prejudicou os resultados do trimestre, sendo uma das preocupações que mais pesa sobre o papel. No primeiro trimestre, os preços aumentaram cerca de 6% a/a, adicionando cerca de US$ 704 milhões ao faturamento da empresa. Isso quase compensou os custos mais altos de cerca de US$ 804 milhões.

A China é uma preocupação. As vendas foram menores, uma vez que a política de “zero Covid” da China para combater a variante Omicron desencadeou novos lockdowns, fechando fábricas e prejudicando as vendas de empresas no primeiro trimestre. Ainda assim, as coisas parecem bem. A Caterpillar não fornece orientações detalhadas, mas diz que espera que as vendas do segundo trimestre aumentem em comparação com o primeiro trimestre. E as vendas aumentaram em cada um dos três segmentos da empresa: mineração, energia e indústrias relacionadas à construção.

Merck (NYSE: MRK, BDR: MRCK34)  vende US$ 3,2bi em seu tratamento antiviral oral Covid: A Merck divulgou seus resultados nessa última quinta-feira com uma receita de US$ 15,9bi vs. US$ 14,7bi projetados pelo mercado, o LPA foi de US$ 2,14 vs. US$ 1,83 esperado pelos analistas, uma surpresa positiva de +17%. O tratamento Covid da Merck, o molnupiravir, vendeu bem desde que a Food and Drug Administration (FDA) autorizou a pílula em dezembro. Ele representou 20% da receita da empresa no primeiro trimestre. No entanto, a empresa reduziu sua orientação de vendas de 2022 para o molnupiravir para entre US$ 5bi e US$ 5,5bi, abaixo da previsão anterior de US$ 5bi a US$ 6bi. Por fim, a Keytruda, um tratamento de anticorpos usado contra vários tipos de câncer, registrou vendas de US$ 4,8bi, um aumento de +23% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O CEO Rob Davis disse que o medicamento está crescendo rapidamente como tratamento para câncer de mama triplo negativo no cenário metastático e como terapia adjuvante para reduzir o risco de retorno da doença.

ANÁLISE

Fonte: Bloomberg

Mercado agitado para o S&P500 em 2022: O gráfico acima da Bloomberg, mostra que em 2022, a queda média no S&P 500 durou cerca de 2 dias e meio, mais do que em qualquer ano desde 1974, enquanto seus retornos após sessões de queda foram negativos de 0,2%. Isso também é o pior em quase cinco décadas. Os investidores foram atingidos por uma série de abalos, entre elas o agravamento das tendências da Covid na China, o quarto ganho diário consecutivo do dólar e um relatório mostrando um enfraquecimento da confiança do consumidor. Além disso, o índice Nasdaq 100 sofreu o impacto, caindo mais de -4% para o menor nível em 11 meses.  Perdas agitadas são uma experiência relativamente nova para os investidores dos Estados Unidos, que geralmente procuraram por pechinchas passadas na busca de sucesso. Nos  quatro primeiros meses de 2022, o S&P 500 registrou 17 baixas separadas no ano, a maior em períodos comparáveis ​​desde 1977.

Quer saber mais sobre criptomoedas? Acesse aqui nosso relatório semanal.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.