XP Expert

Os fundos multimercados mais performáticos (e consistentes) dos últimos 5 anos na XP

Conheça os fundos multimercados da plataforma da XP que performaram de forma consistente nos últimos 5 anos.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Muito tem se falado sobre a retomada da classe dos fundos multimercados no Brasil nesse começo de 2022. Neste ano, tivemos um 1º trimestre muito performático para a classe de ativos, com o IHFA, principal índice de fundos multimercados, obtendo variação de 6,12% contra 2,42% do CDI (até 31/03/2022). Tal resultado trouxe um novo holofote para a classe de ativos, que há alguns meses vinha sendo muito questionada. Sugerimos até mesmo aos investidores fazerem as pazes com esses fundos, após uma onda excessiva de resgates.

Porém, mesmo com resultados de curto prazo, vale lembrar que os investimentos nessa classe de ativos vão um pouco além do resultado de apenas um trimestre, pois orientamos que se tenha um horizonte de investimento de pelo menos 3 a 5 anos para essa classe de ativos, num olhar de médio a longo prazo, para colher resultados mais satisfatórios. Veja mais abaixo por que você deve pensar no longo prazo e saiba quais são os 10 fundos multimercados mais performáticos.

XPInc CTA

Abra a sua conta na XP Investimentos!

XPInc CTA

Assine conteúdos exclusivos aqui!

XPInc CTA

Receba conteúdos da Expert pelo Telegram!

Por que reforçamos esse mantra?

Para proteger o investidor dele mesmo. Sabemos que muitas vezes ele investe com convicção de que terá paciência e resiliência para atravessar momentos de crises ou má performance. Porém, as emoções afloram quando a rentabilidade do fundo vai mal (pânico) ou ao contrário, quando vão muito bem (euforia). Queremos mesmo insistir que a visão de longo prazo seja exercitada para que o investidor obtenha sucesso e alcance seus objetivos.

Via de regra, entendemos que investimento é um jogo de longo prazo – entretanto, quando muitos investidores resolvem realizar sua decisão de resgate/alocação analisando janelas muito curtas de tempo, excelentes gestores de fundos também são penalizados em detrimento da performance de curtíssimo prazo, pois os resgates acabam acontecendo de forma generalizada. E aí o investidor acaba perdendo dobrado: (1) quando realiza a saída no pior momento possível; e (2) quando deixa de ganhar com a retomada do fundo e/ou da classe de ativos como um todo.

Quer resgatar seu dinheiro? 9 pontos para pensar antes de desistir de um investimento

Por isso, costumamos dizer que uma das coisas mais importantes do investimento de longo prazo é estar investido! Há diversos estudos que comprovam que estar investido nas classes de ativos corretas, de forma diversificada, já garante algo como 70-80% do retorno da sua carteira de investimentos de longo prazo.

Além disso, podem existir ineficiências tributárias no resgate prematuro. Muitos investidores resgatam de fundos multimercados mesmo quando eles estão com retornos positivos em janelas curtas (menos de 2 anos), porém abaixo ou muito próximo do CDI. Nessas ocasiões, em caso de resgate, haverá incidência de Imposto de Renda e, quanto menor o prazo investido, maior a alíquota de IR utilizada. Lembrando que ela começa em 22,5% do rendimento se a aplicação tiver menos de 6 meses e vai decaindo, chegando à menor alíquota (15%) somente depois de 2 anos da aplicação.

O “mantra” então precisa ser reforçado: dificilmente você extrairá o melhor resultado dos fundos multimercados no curto prazo. Invista com a convicção de ficar investido por ao menos 3 a 5 anos, se não houver imprevistos sérios no meio do caminho, seja com seu patrimônio ou com algum fato relevante ligado à gestora. Gaste mais tempo entendendo qual percentual deverá ter de multimercados na sua carteira e também conhecendo e entendendo quais os gestores e fundos que trarão maior conforto para você sabendo que eles vão chacoalhar de vez em quando.

A maré (os juros) subindo também favorece os multimercados

O ponto de partida dos multimercados é o CDI e, para efeitos de simplificação, vamos usar o seguinte exemplo: o fundo XYZ possui volatilidade de 6,00% a.a., o que na prática indicaria um retorno esperado próximo de CDI+6,00% a.a. ao logo do tempo. Logo, em cenários de juros mais altos, é de se esperar que os multimercados consigam entregar retornos nominais maiores para seus cotistas, pois a Selic mais alta eleva o valor do CDI, fazendo com o que o ponto de partida do retorno esperado do fundo já seja mais alto.

De forma bem direta, se o CDI de um determinado ano fosse de 2,77%, com foi em 2020, esse fundo teria obtido um retorno nominal de 8,77% naquele ano, caso tivesse alcançado sua meta de obter 6% acima do CDI. Já em 2021, com CDI fechando em 4,42%, esse mesmo fundo poderia ter rendido 10,42% sem precisar tomar mais risco que o combinado, somente pelo efeito da “maré ter subido”, ou melhor, o CDI. Em 2022 isso ficará mais explícito ainda, pois teremos um ano com juros maiores ainda.

É óbvio que, nem todo ano o fundo vai entregar exatamente o retorno de 6% acima do CDI. Em alguns anos será mais, em outros, menos, mas, na média, espera-se desse fundo hipotético esse comportamento de longo prazo. O que é importante ficar claro é: o recente aumento da Selic e consequentemente do CDI contribui para que os retornos nominais dos fundos multimercados sejam ainda maiores.

Um breve estudo de fundos multimercados disponíveis na XP

Para ajudar na escolha do investidor não só dos fundos mais performáticos de curto prazo, mas também os mais consistentes em prazos mais longos (5 anos), fizemos o seguinte levantamento com ajuda da Quantum Axis:

Esses 10 fundos multimercados são os que apresentaram retornos anualizados mais robustos nos últimos 5 anos, mas não pense que isso foi uma linha reta, que eles não passaram por períodos difíceis. Com certeza passaram, mas o investidor desses fundos que teve resiliência e aguentou firme as turbulências colheu excelentes retornos acima do CDI.

Como foi feito o ranking

Buscamos os fundos multimercados disponíveis na plataforma da XP, excluímos os fundos cuja classificação tributária envolvesse os fundos que não fossem considerados como Longo Prazo, pois alguns fundos de renda variável (ações), principalmente os do tipo Long Biased, são estruturados como se fossem multimercados. Além disso, dessa forma conseguimos excluir também os fundos de crédito e os fundos previdenciários.

Para incentivarmos nossos leitores a observar o que mais importa, ou seja, o horizonte de mais longo prazo, também consideramos apenas fundos cujo início tenha se dado antes de 31/03/2017 – para casos de fundos espelhos, ou seja, 2 ou mais fundos que compram (investem) nos mesmos fundos ‘Master”, também consideramos apenas os veículos mais antigos.

Além disso, retiramos também fundos cujo patrimônio líquido fosse menor do que R$ 50 milhões, por entender que os gestores com patrimônio muito reduzido podem ter alguma vantagem na montagem e desmontagem de posições no mercado.

No final, selecionamos apenas os produtos que estão disponíveis ou possuem veículos disponíveis na nossa plataforma de fundos.

Observando o retorno desses fundos nos últimos 5 anos, conseguimos calcular o retorno anualizado de cada um deles como excesso ao CDI, ou seja, independentemente de quanto foi o CDI no período (mesmo sabendo que ele ajuda quanto maior for), qual seria o retorno médio por ano deles nesses 5 anos que se passaram desde 31/03/2017.

Ainda na tabela acima, aproveitamos para apresentar a volatilidade anualizada desses mesmos fundos, pois ela nos ajuda a entender quem entregou um bom resultado correndo mais ou menos risco que o outro. Lembrando que o ideal é que o retorno acima do CDI esteja alinhado com a volatilidade e, que quanto mais volatilidade o fundo apresente, mais retorno também entregue ao investidor…no longo prazo, sempre no longo prazo.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza. Não se configuram, portanto, como ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da XP Investimentos CCTVM S/A. É terminantemente proibida a utilização, acesso, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste conteúdo. O investimento em ações é um investimento de risco. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para avaliação da performance de um fundo de investimentos é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses. Leia o prospecto e o regulamento antes de investir. Todas as informações sobre os produtos, bem como o regulamento e o prospecto e regulamento aqui listados, podem ser obtidas com seu agente de investimentos, em nosso site na internet ou no site do referido gestor. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador, do gestor, de qualquer mecanismo de seguro ou fundo garantidor – FGC. A taxa de administração máxima compreende a taxa de administração mínima e o percentual máximo que a política do FUNDO admite despender em razão das taxas de administração dos fundos de investimento investidos. Os fundos de ações e multimercados com renda variável /sem renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos de crédito privado estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Os fundos de cotas aplicam em fundos de investimento que utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em perdas patrimoniais para seus cotistas. Os fundos de renda fixa estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive por força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos e taxas de saída e performance. As informações publicadas não levam em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Caso os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros sejam expressos em uma moeda que não a do investidor, qualquer alteração na taxa de câmbio pode impactar adversamente o preço, valor ou rentabilidade. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização dessa plataforma. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.