XP Expert

Lugar de mulher é onde ela quiser? A disparidade de gênero no mercado de trabalho e investimentos

Aqui, discutimos participação feminina nas diretorias e conselhos, no mercado financeiro, e no mercado de trabalho; e algumas das gestoras de destaque no mercado

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Apenas 15% dos cargos de liderança no Brasil são ocupados por mulheres; elas são menos de 2% do total de pessoas que investem na B3 e, ao mesmo tempo, as empresas com diversidade na liderança têm melhor desempenho, de maneira geral. Esses são alguns dados que levantamos para este relatório, que traça um panorama do mercado de trabalho e de investimentos, no Brasil e no mundo, buscando iniciar um debate para a mudança dessa situação.

Diminuindo a distância

Além de um lugar na sociedade, a carreira, em geral, é o que permite a busca pela independência financeira, o que, por sua vez, permite alcançar outros níveis de liberdade. Outra forma de buscar – ou acelerar essa busca por — independência é através dos investimentos. Atualmente, a participação das mulheres nessas duas frentes está longe do ideal.

Sabemos o que está por trás disso, historicamente. Para dar um exemplo do contexto brasileiro, o Código Civil de 1916 limitava expressivamente a atuação feminina na sociedade. Mulheres casadas só podiam trabalhar fora, viajar ou abrir conta no banco se o marido permitisse. Isso mudou parcialmente em 1962, com o Estatuto das Mulheres Casadas, mas foi só na Constituição de 1988 que a igualdade de direitos e deveres entre homens e mulheres foi formalizada. Ou seja, mulheres de 35 anos ou mais chegaram a viver num Brasil sem ter plenos direitos assegurados pela Constituição. 

De acordo com o relatório World Gender Gap 2022, do Fórum Econômico Mundial, no ritmo atual seriam necessários 132 anos para alcançar condições iguais para homens e mulheres no mundo. No ranking de igualdade, o Brasil ocupa a 94ª posição.

Se estamos tão longe de alcançar condições equiparáveis, em que aspectos essas condições são desiguais? Nas próximas páginas, abordamos alguns deles. Esse relatório trata da participação feminina nas diretorias e conselhos de empresas, no Brasil e no mundo; da diferença gritante de participação no mercado financeiro, como investidoras; do que acreditamos ser parte das raízes dessa situação, no mercado de trabalho; e, por fim, também apresenta uma lista de exceções: mulheres que, contra tudo e contra todos, se tornaram investidoras profissionais — algumas das gestoras brasileiras de destaque no mercado.

Acreditamos que equiparação salarial, estímulos para que mulheres ocupem posições de liderança e a busca pela maior participação feminina no universo dos investimentos são alguns dos ingredientes-chave na busca por uma participação mais igualitária da mulher na sociedade como um todo. Vamos diminuir a distância?

Confira ou baixe no arquivo a seguir

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.