Econo(mês) de outubro: Estagnação da indústria brasileira

A atividade econômica global tem passado por um processo acentuado de desaceleração desde o início de 2018. As empresas estão preocupadas com os riscos geopolíticos, escassez de oferta de mão de obra causada por restrições de imigração e aumento de tarifas. A atividade manufatureira do Brasil não é exceção neste ambiente. Embora o Brasil ainda seja uma economia muito fechada em comparação com seus pares e com muitos outros países, a desaceleração econômica e comercial pesa sobre o setor.

access_time 09/10/2019 - 18:48
format_align_left 1 minuto de leitura

Sumário Executivo

O setor manufatureiro vem sofrendo mais com a guerra comercial e há preocupações sobre quando e até que ponto isso pode contaminar outros setores.

A atividade manufatureira do Brasil não é exceção neste ambiente. Sem dúvida, a desaceleração econômica e comercial está pesando no setor, mas ela não deve ser (inteiramente) responsabilizada pelo fraco desempenho industrial doméstico.

Do ponto de vista doméstico, vários setores têm superado o desempenho do setor industrial, apesar da ainda fraca atividade econômica. O hiato do produto na indústria (manufatura e mineração) tem sido negativo por mais tempo e é maior que o hiato do produto no restante da economia (todos os setores fora da indústria).

Entendemos que três fatores foram determinantes para a duradoura estagnação industrial: economia fechada, expansão e queda de subsídios e carga tributária pesada e cumulativa.

Além disso, o desempenho industrial atualmente aquém do esperado tem sido caracterizado por um momento fraco de setores cuja representatividade total (direta e indireta) na indústria é grande. Calculamos um índice industrial ponderado por centralidade (PageRank) e concluímos que os setores centrais cresceram menos que os outros setores nos últimos 2 anos.

Tudo ou mais constante, se essa composição de crescimento permanecer inalterada, é provável que os efeitos negativos gerados pelo setor industrial possam ser amplificados, colocando em risco o crescimento do PIB. Nesse contexto de estagnação industrial profunda, e a despeito das altas tarifas de importação, as importações vêm ganhando bastante espaço na demanda doméstica.

Leia abaixo o relatório completo ou clique no botão (três pontos) para baixar o relatório em PDF:

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.