XP Expert

Zeina Latif: O verdadeiro patriotismo

O quanto um país consegue crescer sem esbarrar em gargalos de capacidade instalada, infraestrutura e mão de obra qualificada é o que os economistas chamam de crescimento potencial de longo prazo. Estimá-lo não é tarefa fácil, pois é necessário conhecer o estoque e a qualidade da mão de obra (capital humano), de máquinas e equipamentos […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O quanto um país consegue crescer sem esbarrar em gargalos de capacidade instalada, infraestrutura e mão de obra qualificada é o que os economistas chamam de crescimento potencial de longo prazo. Estimá-lo não é tarefa fácil, pois é necessário conhecer o estoque e a qualidade da mão de obra (capital humano), de máquinas e equipamentos e da infraestrutura. É necessário também estimar o impacto de outros fatores sobre o funcionamento da economia. Por exemplo, um ambiente de negócios difícil, com complexidade de regras e leis, exigindo mais gastos das empresas com advogados e contadores, reduz a produtividade do setor produtivo e o potencial de crescimento.

No Brasil, uma primeira aproximação do tamanho desse potencial seria a média de crescimento do PIB desde o Plano Real, que foi em torno de 2,0-2,5% ao ano. É provável, porém, que o potencial hoje esteja abaixo de 2%, por conta dos vários anos de reduzido investimento e a má alocação de recursos públicos (por exemplo, a construção de estádios, em vez de políticas para melhorar a qualidade da mão de obra). Se nada for feito, o quadro vai se agravar, pois, daqui para frente, o crescimento da força de trabalho será inferior ao da população (fim do bônus demográfico).

Nosso capital humano é um grande entrave ao crescimento. Os empresários enfrentam dificuldades para contratar mão de obra qualificada, apesar do elevado desemprego. Uma parcela da população está à margem do mercado de trabalho por falta de qualificação.

Na comparação internacional, o que distingue o Brasil não é o tamanho do gasto em educação pública, mas sim os resultados. A ineficiência salta aos olhos. Gastamos 6% do PIB, o que nos coloca no grupo dos 20% dos países que mais investem em educação. Apesar disso, apenas 30% dos alunos do ensino médio têm desempenho satisfatório em exames internacionais (Pisa). O Brasil destoa também pela elevada evasão escolar, com 15% dos jovens entre 15 e 17 anos fora da escola. Ainda não cumprimos a Constituição, que estabelece a educação obrigatória e gratuita para pessoas entre 4 e 17 anos.

Apenas 37% dos jovens têm formação profissional, que são principalmente os filhos da elite. Justamente quem tem menos filhos – as mulheres mais pobres e com menos escolaridade têm 2,9 filhos, contra 1,2 das mais ricas e com maior escolaridade.

São 23% dos jovens que nem trabalham, nem estudam. A escola não consegue retê-los ou prepará-los para o mercado de trabalho. A falta de perspectiva dos jovens pode ser a causa da gravidez precoce: de cada 5 bebês que nascem no Brasil, 1 é filho de adolescente.

O avanço em políticas de educação deveria ser prioridade do atual governo, mas os sinais emitidos, por ora, não são bons. Temas relacionados a ideologia nas escolas só desviam daquilo que mais importa. Enquanto se discute executar o Hino Nacional nas escolas públicas, nossas crianças deixam de aprender matemática e português.

Não estão claras as prioridades do Ministério da Educação e muito menos se elas são compatíveis com os diagnósticos do setor. Ser liberal não é ser de direita. É conhecer os diagnósticos e as recomendações de políticas públicas baseadas em casos de sucesso.

Muito se avançou nesse quesito. Com base em cuidadosa análise de evidências, especialistas apontam a necessidade de elevar a carga horária e o tempo aproveitado em sala de aula; reduzir absenteísmo de alunos e professores; e valorizar a carreira docente, via salário e formação continuada, mas com cobrança de desempenho.

Como ensina Ricardo Paes de Barros, nós sabemos educar; o que não sabemos é copiar casos de sucesso espalhados no País. Há alguns exemplos de escolas com desempenho no Pisa comparáveis a de países desenvolvidos. Um destaque recente é o do Espírito Santo, com a bem-sucedida implementação de escola em tempo integral e aumento da carga horária.

A educação não é apenas uma questão moral, mas também de crescimento econômico. Deveria interessar a todos.

28 de Fevereiro de 2019

Fonte: Artigo replicado do Estadão

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º na Resolução CVM 20/2021. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.