A educação financeira funciona?


Compartilhar:


Quero começar este artigo com uma pergunta. A educação financeira funciona? Vou te responder de duas maneiras: com dados concretos e com o depoimento da minha experiência pessoal. Nos últimos anos estive envolvido no desenvolvimento dos projetos da Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF). Entre 2014 e 2019 tive a oportunidade de conhecer programas de educação financeira pelo Brasil e pelo mundo e que atuam com públicos diversos, desde escolas até idosos de baixa renda.

Os programas passaram por avaliações de impacto, lideradas pelo Banco Mundial, comprovando eficácia tanto no letramento, isto é, a aprendizagem de educação financeira, quanto no comportamento dos indivíduos que passaram pelos programas.

Mergulhando mais a fundo, podemos encontrar muitas pesquisas sobre educação financeira, publicadas nos últimos anos. Todas buscam identificar a validade dos programas de educação financeira. É difícil resumir todos os artigos em apenas um discurso e é por isso que na ciência existe uma técnica chamada meta-análise, que agrega os estudos de um determinado tema para encontrar um denominador comum.

"A educação financeira funciona e se faz, mais do que nunca, necessária pois está se tornando dolorosamente óbvio saber que algumas coisas são essenciais, não apenas para administrar nossas finanças, mas para sobreviver a uma crise."

A mais recente meta-análise sobre a efetividade dos programas de educação financeira foi desenvolvida pela equipe da Dra. Annamaria Lusardi, Diretora do Centro de Letramento Financeiro da George Washington University (GFLEC), nos EUA, o grande expoente de estudos neste assunto.

A meta-análise da Dra. Lusardi teve o objetivo de responder a minha pergunta no início do texto: a educação financeira realmente funciona? Resumindo em poucas linhas, o estudo do GFLEC trouxe três grandes descobertas.

A primeira é que há evidências claras de que a educação financeira afeta tanto o conhecimento financeiro quanto o comportamento financeiro. As estimativas dos efeitos da educação financeira são de três a cinco vezes maiores do que as estimativas fornecidas em estudos anteriores, incluindo meta-análises anteriores. Isso mostra que os programas de educação financeira nos EUA, por exemplo, estão ficando mais eficazes com o tempo.

A segunda descoberta é que o impacto da educação financeira é grande o suficiente para fazer diferença na vida das pessoas. O impacto é comparado, por exemplo, com as intervenções feitas nos EUA para prevenir o tabagismo ou melhorar a alimentação dos cidadãos.

A terceira descoberta é relativa à persistência da educação financeira. Nos estudos do GFLEC não foram encontradas fortes evidências de que os efeitos da educação financeira possam diminuir com o tempo. A educação financeira que o jovem aprende persiste em sua vida adulta!

É fascinante quando conseguimos medir por números os efeitos e resultados do que fazemos. Dados concretos e evidências são inquestionáveis. Mas mais do que as evidências, posso relatar aqui minha experiência na vida real. Posso dizer o quanto a educação financeira muda a vida dos jovens e adultos que tive a oportunidade de ensinar nesses últimos anos.

Mais ainda, estamos diante de um desafio inigualável na nossa história recente e percebemos que as pessoas não têm por hábito juntar uma mínima reserva financeira para atravessar uma crise. A educação financeira funciona e se faz, mais do que nunca, necessária pois está se tornando dolorosamente óbvio saber que algumas coisas são essenciais, não apenas para administrar nossas finanças, mas para sobreviver a uma crise.

Melhorar a educação financeira da população deve fazer parte da estratégia de recuperação pós-COVID. A educação financeira é uma ferramenta para seguirmos mais bem preparados para o futuro, para os choques e também contribui para ampliar a capacidade econômica das pessoas.

É a hora de pressionarmos por mais educação financeira nas escolas, no ambiente de trabalho, em diversos formatos e para diferentes públicos. Voltando à nossa pergunta original: a educação financeira funciona? Eu já te respondo: funciona e é mais fácil do que você pensa.

Veja outras publicações da coluna "Na conta do Godoy"
Disclaimer:

O conteúdo publicado não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/18, tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como sendo material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas nesta página foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP”) não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. O conteúdo também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As informações de terceiros disponibilizadas nesta página não refletem a opinião da XP, nem de nenhuma das empresas do Grupo XP Inc., de modo que ela não se responsabiliza pela veracidade, exatidão e correção das informações. Os instrumentos financeiros discutidos podem não ser adequados para todos os investidores. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Recomenda-se uma profunda análise das características, prazos e riscos dos investimentos antes da decisão de compra/venda/aplicação/resgate. É expressamente recomendada a leitura do Regulamento, prospecto, edital e demais materiais de divulgação antes da decisão de investimento, com especial atenção aos fatores de risco. A XP não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Esse material destinado a rede de relacionamento da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP.

Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Receba nosso conteúdo por email

Seja informado em primeira mão, não perca nenhuma novidade e tome as melhores decisões de investimentos

Corretora Home Broker Autorregulação Anbima - Ofertas Públicas Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Certificação B3

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.