O que faz um Trader? Saiba mais sobre a atuação desse profissional no mercado financeiro

Longe de ser uma profissão que rende "dinheiro fácil", os traders precisam ser muito mais do que apenas um operador que pretende ter lucro a curto prazo


Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

O que faz um Trader? Saiba mais sobre a atuação desse profissional no mercado financeiro

Trader é mais um dos termos do mercado financeiro que vieram com bastante força nos últimos tempos e com grande procura do grande público para entender a atuação desse profissional. Mas, afinal, o que faz um trader? A seguir, entenda como esse operador se insere entre as várias ocupações relacionadas à Bolsa de Valores e como há uma imagem muitas vezes romantizada, levando a crer que é uma profissão que rende “dinheiro extra” ou “dinheiro fácil”.

O que faz um trader?

Primeiramente, traders são os profissionais do mercado financeiro que negociam ativos na Bolsa de Valores, como ações, câmbio, commodities e qualquer outro tipo de instrumento financeiro que está neste ambiente. O que importa para os traders é comprar por um preço menor do que a venda para obter o lucro. Isso pode ser feito tanto para clientes no qual é cobrado uma taxa pela operação ou feito de forma autônoma.

Mas, obviamente, todos os investidores na Bolsa estão a procura de lucro. O que diferencia os traders de outros investidores? A resposta é muito simples: o tempo em que se objetiva ter esse lucro. Os traders são conhecidos pela rapidez das suas estratégias e, com isso, a ideia é lucrar de forma mais imediata, diferentemente de outros investidores que buscam retornos mais a longo prazo.

E como já vimos que não existe almoço grátis no mercado financeiro, para quem busca maior rapidez nos lucros há, consequentemente, um risco muito maior. Não importa qual ativo está sendo negociado: equilibrar o lucro potencial com o risco é extremamente importante e isso faz com que esta profissão seja uma das mais arriscadas neste meio se não houver muita disciplina, atenção e resiliência. 

Gerir esse alto risco rebate à ideia de que ser trader é conseguir “dinheiro fácil” ou quem está buscando uma “renda extra” ali em frente a um computador, com pé na areia e tomando água de coco na praia. Na verdade, é uma profissão que demanda um planejamento claro e estratégias muito bem delineadas para não perder o rumo e os objetivos.

Aqui, caímos agora em duas escolas de análise de ativos que os investidores podem escolher para conseguir ganhos mais assertivos: a análise fundamentalista e análise técnica.

Por que os traders utilizam a análise técnica?

Quem é trader ou quem almeja ser um, geralmente, se debruça mais em uma escola específica: a análise técnica, também conhecida como análise gráfica.

Ela é a mais recomendada para investidores que tem o foco no curto prazo porque se analisa, de forma mais objetiva, se há uma tendência de alta ou de baixa de um determinado ativo para entender a movimentação por meio de gráficos. Então, os traders que utilizam essa técnica tentam prever os próximos movimentos, em minutos, horas, dias ou poucos meses, para fazer suas operações.

Outros investidores que buscam retornos em um prazo mais longo, costumam utilizar mais a análise fundamentalista, que, basicamente, estuda de cabo a rabo os números e fundamentos das empresas para entender se há chances de valorização durante os próximos anos ou décadas.

Entender melhor as diferenças entre a análise fundamentalista e análise técnica

Os tipos de operação que os traders mais utilizam

Há duas operações que costumam ser as mais utilizadas pelos traders. A diferença entre os tipos de operação para os traders, basicamente, varia apenas em relação ao tempo e às estratégias adotadas para se obter lucro nesses períodos. Conheça abaixo:’

Day Trade

Operação arrojada realizada na Bolsa, o Day Trade busca rendimentos com compra e venda de ações e outros ativos no mesmo dia.

Swing trade

Técnica que consiste em comprar ações para revendê-las em dias, semanas ou até alguns meses.

Como ser um trader?

Para ser um investidor do tipo trader, é preciso muito estudo, ler bastante, planejamento, traçar estratégias, um ambiente de trabalho em que você se sinta confortável e, talvez o fator mais importante: uma mente sã e preparada para lidar com tentações e grandes riscos.

Já preparamos por aqui uma lista de livros recomendados para quem pretende ser um trader de sucesso, mas, em termos comparativos e de proporção, tanto se fala em conhecimento e pouco se comenta sobre a importância de colocar a cabeça no lugar e ter objetivos claros para não ocorres desvios que depois possam se traduzir em perdas monumentais financeiras e psicológicas.

Por isso, se você um dia pensou que ser trader era apenas comprar um ativo e vender rapidamente mais cara para obter lucro, para quem faz isso diariamente e vive disso a realidade é muito mais profunda e, como comentamos, há outras variáveis que implicam na atuação desse profissional.

Boas práticas x Más práticas

Apesar de ter um espaço de trabalho adequado e bons equipamentos serem de grande auxílio para ser um bom trader, essas características não são essenciais. O que realmente irá separar um trader amador de um verdadeiro profissional é a mentalidade e como ele lida com o trabalho no dia a dia.

Foco

O foco é primordial para a profissão de trader. Então, se você assiste a vídeos no YouTube, está online no Facebook, bate-papo no Skype ou assiste TV durante a negociação, essas, certamente, não são as melhores práticas. O amador perde o foco facilmente e faz várias coisas ao mesmo tempo quando os mercados estão mais “lentos”, digamos assim. Ele, portanto, perde negociações facilmente e comete erros ao executar negociações.

A boa prática de um trader profissional s resume em estar 100% focado e não fazer nada além de observar seus gráficos. Ele pode ter um site aberto para monitorar comunicados de imprensa ou assistir a um noticiário em um canal de TV com o som baixo ou no mundo, de forma que não atrapalhe.

É preciso separar muito bem o lazer do trabalho de análise. E como esses profissionais geralmente são autônomos, há uma certa liberdade para deixar bem esquematizada a escala de trabalho.

Tempo de tela

Operadores amadores ou iniciantes tendem a observar os gráficos por horas seguidas e “caçar” oportunidades de forma aleatória. Isso pode até funcionar e você pode encontrar boas oportunidades. Mas ao otimizar esse processo ao olhar sua tela, é possível que você fique cada vez mais assertivo. O trader profissional já mapeia o que há de potencial para olhar a tela e não o contrário. Ou seja, ele sabe exatamente o que está procurando e quando vai negociar o ativo. Assim, não perde seu tempo sentado diante de seus gráficos o dia todo.

Controle da tentação e gestão da confiança

É normal no começo acreditar que depois de algumas negociações vencedoras consecutivas, o trader pensar que sua estratégia de negociação de repente se tornou uma máquina de fazer dinheiro e não pode mais falhar. O problema é que, depois de alguma operações lucrativas, os traders amadores usam muito o risco e assumem negociações que são muito grandes ou violam suas regras e seus objetivos porque eles acreditam que essa tendência irá continuar, mesmo que isso possa significar perder todo o dinheiro.

o trader profissional sabe que não é de repente um visionário e não pode prever o que vai acontecer a seguir. Por isso, um trader profissional sempre segue seu plano e gerencia os riscos gerenciamento, nunca permitindo que uma negociação perdida acabe com uma quantia significativa de seu capital.

E o contrário também vale. Ao ter uma seqüência de derrotas, o trader amador perde a confiança em suas habilidades e em sua estratégia de negociação. Os iniciantes tende a mudar sua estratégia de negociação quando entra em uma seqüência de derrotas ou quebra suas regras de negociação porque deseja compensar suas perdas.

Para o trader profissional, as séries de vitórias e derrotas não importam. Ou seja, são inevitáveis ​​e acontecerão continuamente. Um trader profissional sabe que, a longo prazo, sua estratégia de negociação lhe renderá dinheiro, não importa o que aconteça, sempre compensando períodos de ganho e de perda. 

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.


Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.