XP Expert

Veja o que é Balanço Patrimonial e como analisá-lo corretamente

O balanço patrimonial é um relatório contábil obrigatório para empresas e essencial para o bom investidor. Entenda como analisar!

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Veja o que é Balanço Patrimonial e como analisá-lo corretamente

O Balanço Patrimonial é um demonstrativo contábil que reúne todas as informações patrimoniais e financeiras de uma empresa ao final de um determinado período.

Esse demonstrativo atua como importante ferramenta para analisar e comparar períodos, descobrindo se houve uma real evolução da situação patrimonial da companhia entre um momento e outro.

Nesse sentido, o Balanço Patrimonial serve de guia para orientar o gestor a melhorar a performance da instituição. Ao mesmo tempo, mantém o investidor informado sobre a saúde financeira da organização.

Para saber mais sobre o que é balanço patrimonial, sua elaboração e um passo a passo para analisá-lo, é só continuar a leitura. Confira!

O que é Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial (BP) é o relatório contábil que relaciona toda situação financeira de uma empresa em um dado momento. Ele funciona como uma espécie de fotografia que retrata bens, direitos e obrigações de uma empresa, ou seja, seus ativos, passivos e patrimônio líquido.

Portanto, o Balanço Patrimonial fornece o valor contábil dos bens registrados no imobilizado (carros, terrenos etc.) e informa a valorização ou desvalorização desses ativos ao longo do tempo e o seu saldo residual.

Geralmente esse relatório representa o resultado de um intervalo de um ano, no entanto, é possível também elaborar balanços patrimoniais mensais, trimestrais e semestrais.

A partir da análise do Balanço Patrimonial, o gestor ou analista consegue visualizar de onde os recursos financeiros estão vindo e para onde estão sendo direcionados.

Desse modo, ele consegue elaborar melhores estratégias de investimentos, como detectar se a empresa está em um bom momento para inovar, investir ou pisar no freio e cortar gastos.

A estrutura do Balanço Patrimonial é preenchida por meio de 3 contas divididas em duas colunas.

A coluna do lado direito é representada pela conta do passivo e do patrimônio líquido, já no lado esquerdo fica a conta do ativo, conforme imagem abaixo. O ativo é sempre equivalente à soma do ativo e do patrimônio líquido.

Exemplo de estrutura do balanço patrimonail, consta coluna de ativo e passo.

O Balanço Patrimonial oferece ao investidor uma série de informações relacionadas ao posicionamento financeiro da companhia.

Entre os dados que você pode encontrar estão:

  • O saldo em caixa ou equivalentes de caixa;
  • Estoques
  • O quanto de dívida a empresa tem;
  • Despesas antecipadas;
  • Quanto tem a receber dos clientes.

Com isso, fica mais claro compreender o caminho dos recursos financeiros e assim tomar decisões de investimentos mais assertivas.

Vale destacar ainda que, para um estudo mais aprofundado, o investidor pode analisar conjuntamente outros demonstrativos contábeis como o Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) e a Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC).

Além disso, o Balanço Patrimonial também é muito importante para as decisões relacionadas ao planejamento estratégico da empresa.

A partir dos registros apresentados, o relatório ajuda os gestores a reduzir custos, gerenciar melhor os riscos, parcelar dívidas, diminuir a carga tributária, entre outros. Então, fundamentado em números, os gestores conseguem projetar melhor o cenário futuro da organização.

Balanço Patrimonial e DRE?

Ok, você já entendeu o que é balanço patrimonial, mas qual a diferença desse relatório para o CRE?

O DRE (Demonstrativo do resultado do exercício) assim como o Balanço Patrimonial é um relatório contábil que toda empresa deve elaborar.

Esses dois relatórios são de análise complementar e contribuem para uma boa gestão patrimonial com base em um registro ordenado e padronizado de dados.

Mas vale destacar que enquanto o Balanço Patrimonial apresenta uma relação entre ativo, passivo e patrimônio líquido, o DRE mostra o retrato do resultado financeiro do exercício, por meio do registro das receitas e despesas do negócio.

Sendo assim, na prática, o objetivo do DRE é informar se a empresa teve lucro ou prejuízo durante um determinado período. Diferentemente do balanço patrimonial, que é um documento com informações estáticas, DRE demonstra todo um período, comparando-se a um “filme”.

Quer começar a investir e se tornar sócio das principais empresas do país?

Como elaborar um Balanço Patrimonial?

Duas pessoas, com apenas as mãos mostrando, segurando um tablet e uma folha, ambos repletos de dados e diferentes formatos de gráficos.
O Balanço Patrimonial é o demonstrativo contábil mais importante na hora de analisar a saúde financeira da empresa a ser investida

Em primeiro lugar, antes de elaborar o relatório de Balanço Patrimonial, é preciso ter em mãos o relatório contábil da companhia. Trata-se de um documento composto por todas as movimentações financeiras da empresa para um dado período.

Ativos e passivos

Como visto anteriormente, o Balanço Patrimonial é constituído por três contas:

1 – Ativos (Bens e direitos):

Ativo circulante: Aqueles bens e direitos que devem ser transformados em dinheiro dentro do prazo de 12 meses como contas a receber, estoque, aplicações.

Ativo não circulante: representam bens e direitos que serão transformados em recursos em um prazo superior a 12 meses, por exemplo, investimentos e imobiliários.

2 – Passivos (obrigações);

  • Passivo circulante: Representam pagamentos que devem ser feitos até o prazo de 12 meses como impostos e empréstimos.
  • Passivo não circulante: São obrigações da empresa com vencimento superior a 12 meses, tais como empréstimos de longo prazo

3 – Patrimônio líquido

É o conjunto de bens, direitos e obrigações da empresa. Na prática, ele representa a sua riqueza em um determinado momento da organização.

Importante destacar que o Balanço Patrimonial funciona como uma espécie de “balança”. Isso significa que o total da conta da direita será sempre igual ao total das contas da esquerda.

Ou seja, a ideia é que haja um equilíbrio entre os dois lados conforme a equação abaixo:

Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido

Para ilustrar, supondo que uma empresa tenha R$850 mil em ativos e R$700 mil em passivos, o valor do Patrimônio Líquido deve ser de R$150 mil.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

Passo a passo: montagem do Balanço Patrimonial

Com base nas informações expostas até aqui, entenda como funciona a montagem do Balanço Patrimonial com o seguinte passo a passo:

  • 1º passo: Reúna todos os ativos e passivos da companhia, classificando-os por natureza na hora do lançamento no balanço;
  • 2º passo: Concilie os saldos contábeis e compare-os com outros documentos como extratos bancários e livros diários, conforme a origem de cada registro;
  • 3º passo: Reavalie e reclassifique as contas patrimoniais para que realmente demonstrem o momento atual da organização;
  • 4º passo: Aplique as fórmulas necessárias para identificar se o negócio teve prejuízo ou lucro ao final do período analisado;
  • 5º passo: Classifique as contas patrimoniais, sendo que os resultados positivos devem ser incluídos como lucros e os negativos como prejuízos acumulados.

Quando é feito o Balanço Patrimonial

As sociedades anônimas são obrigadas por lei a divulgarem seu o Balanço Patrimonial.

Então, caso deixem  de fazer a devida escrituração podem se deparar com uma série de dificuldades como:

  • Impossibilidade de usar as informações do balanço para defesa de processos tributários;
  • Dificuldade na elaboração do levantamento de posses dos sócios para o caso de uma possível saída da organização;
  • Impossibilidade de analisar o desempenho da empresa e distribuir lucros isentos acima da presunção;
  • Impedimento de apresentar pedido de recuperação judicial da empresa, já que, nesse caso, o documento é imprescindível;
  • Impossibilidade de participar de licitações públicas.

Já no que tange aos microempreendedores individuais (MEI) e demais empresas optantes pelo Simples Nacional, não há a obrigatoriedade de apresentar o balanço contábil.

Possíveis análises no Balanço Patrimonial

Como vimos, o Balanço Patrimonial é um relatório substancial para realizar uma boa gestão de uma empresa. No entanto, para que ele possa contribuir de maneira eficiente para as estratégias da organização, a análise por parte do gestor precisa ser certeira e eficiente.

Para ficar mais claro, peguemos por exemplo a comparação entre os ativos mantidos com capital próprio e aqueles mantidos com capital de terceiros.

Ao confrontar essas duas contas o gestor consegue verificar se os recursos obtidos para manter a instituição possui custos menores do que os seus lucros.

Com isso, ele pode apurar se a captação de recursos de terceiros, como empréstimos, gera rendimento maior para a empresa, ou se o melhor é se manter com meios próprios.

Além disso, uma série de outras análises podem ser extraídas de um Balanço Patrimonial, como:

  • Empréstimos;
  • Controle de estoque;
  • Dívidas com fornecedores.

A partir daí o gestor pode usar essas informações para analisar a sustentabilidade financeira do negócio ao mesmo tempo em que controla a gestão patrimonial do negócio.

Outro aspecto importante do Balanço Patrimonial diz respeito aos diversos indicadores que podem ser extraídos a partir dele.

Assim, os 3 principais indicadores utilizados são:

1 – Indicadores de renda

Os indicadores de renda relacionam lucros da empresa, ativo total e patrimônio líquido. São importantes sobretudo para bancos, investidores e credores. Os principais são:

  • Giro de Ativos: vendas / ativo total
  • Retorno sobre os Ativos: lucro líquido / ativo total
  • Retorno sobre Patrimônio Líquido: lucro líquido / patrimônio líquido

2 – Indicadores de liquidez

Os indicadores de liquidez fornecem informações sobre a velocidade da capacidade de pagamento de uma empresa frente às suas obrigações financeiras. Os principais indicadores de liquidez são:

  • Liquidez imediata: disponível / passivos circulantes
  • Liquidez corrente: ativo circulante / passivo circulante
  • Liquidez seca: (ativos circulantes – estoques) / passivos circulantes
  • Liquidez geral: (ativos circulantes + realizável em longo prazo) / (passivo circulantes + exigível em longo prazo)

3 – Indicadores de dívidas

Os indicadores de dívida são utilizados para apurar o montante de endividamento da  companhia.

Para esse fim, podem ser usados os seguintes:

  • Grau de endividamento: passivo / patrimônio líquido;
  • Endividamento: passivo total / ativo total.

Para continuar sua leitura sobre demonstrativos financeiros, separamos outros artigos que vão enriquecer ainda mais o seu aprendizado. Confira:

Gostou de entender mais sobre o que é balanço patrimonial, tanto para investidor quanto para as empresas? Então, compartilhe com seus amigos investidores.

Para colocar em prática o seu conhecimento, analise agora uma ação e veja se ela é a ideal. Para isso, abra sua conta grátis na XP Investimentos para multiplicar seus ganhos!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.