XP Expert

Resumo Diário de Política 19/12/2019: Investigações relativas a Flávio Bolsonaro voltam a ser fonte de problemas

Leitura crítica das principais notícias do dia sobre política, com resultados de apurações em Brasília e pesquisas do time de Análise Política, antes da abertura do mercado.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Como escrevemos que aconteceria após decisão do STF que permitiu a continuidade das investigações relativas a Flávio Bolsonaro, isso voltaria a ser uma fonte de problemas. Ao longo do dia, o presidente evitou a imprensa não se manifestou sobre o assunto. Falaram apenas os

Ministros da Secretaria de Governo e do GSI, general Ramos e Heleno, respectivamente, que negaram que a operação tenha efeito no andamento do governo. Segundo apurou a Folha, ‘desde o fim de novembro, Bolsonaro temia uma possibilidade de prisão’ (http://bit.ly/38VqmMc). O Planalto viu a digital de Witzel na operação (http://bit.ly/35EcbZU e http://bit.ly/34AunT8).

Depois de indicar que vetaria fundo eleitoral de R$ 3,8 bi, governo propôs valor R$ 2 bi para custear as campanhas de 2020. Para evitar disputar com o Planalto em um tema impopular, o Congresso aprovou o orçamento com o valor sugerido pelo executivo. Ontem, no entanto, Bolsonaro deu sinais de que poderia vetar mesmo o valor aprovado, surpreendendo aliados e irritando os líderes partidários (http://bit.ly/36OFskJ e http://bit.ly/36QNbyR). Se efetivada a ameaça, é possível esperar que haja retaliações em votações de temas caros ao governo em 2020.

Bolsonaro estuda recriar o Ministério da Segurança Pública em 2020 para acomodar seu aliado, o ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF). Para isso, dividiria o Ministério hoje sob o comando de Sérgio Moro (https://glo.bo/2Q4gF5F).

Na área econômica, Guedes reconheceu que Mansueto manifestou desejo de sair do governo antes do final do mandato, mas o Ministro tem atuado para mantê-lo no cargo (https://glo.bo/38QlrMC). Guedes falou também sobre a possível tributação de transações digitais. O ministro nega, mas é a segunda tentativa de rebatizar a CPMF (https://glo.bo/38WfPjN, http://bit.ly/2EuV5C1, http://bit.ly/2Z1Benp).

E o relator da MP do 13º para o Bolsa Família, quer estender o benefício a quem ganha o BPC. O impacto fiscal salta de R$ 2,5 bi para R$ 7.5 bi (http://bit.ly/2S95FXo). Sem juízo de mérito, vai ser difícil encontrar compensações para a diferença de R$ 5bi.

Internacional: A Câmara dos Deputados aprovou os dois artigos de impeachment de Donald Trump, o primeiro, por abuso de poder, passou com 229 votos democratas e 1 independente e o segundo, por obstrução do Congresso, com 228 votos democratas e 1 independente.

As pesquisas continuam mostrando elevada popularidade do presidente entre republicanos e alta rejeição ao impeachment entre simpatizantes do partido. Apenas fatos novos que mudassem esses números poderiam alterar o resultado no Senado. Dada a cristalização das opiniões do eleitorado, seja a favor ou contra Trump, esse cenário parece praticamente impossível de ocorrer.

Hoje é o 353º dia do governo Jair Bolsonaro.
Faltam 290 dias para as eleições municipais.
Faltam 320 dias para as eleições nos EUA.

XP Política

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “Companhia”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins na Resolução CVM 20/2021. As opiniões, projeções e estimativas aqui contidas são meramente indicativas da opinião do autor na data da divulgação do documento sendo obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis e estando sujeitas a mudanças a qualquer momento sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. A Companhia não apoia ou se opõe contra qualquer partido político, campanha política, candidatos ou funcionários públicos. Sendo assim, XP Investimentos não está autorizada a doar fundos, propriedades ou quaisquer recursos para partidos ou candidatos políticos e tampouco fará reembolsos para acionistas, diretores, executivos e empregados com relação a contribuições ou gastos neste sentido. XP Investimentos e suas afiliadas, controladoras, acionistas, diretores, executivos e empregados não serão responsáveis (individualmente e/ou conjuntamente) por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. Este material não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de qualquer investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos.

Para os casos em que se usa o IPESPE:

Por fim mas não menos importante, a XP Investimentos não tem nenhuma conexão ou preferência com nenhum dos candidatos ou partidos políticos apresentados no presente documento e se limita a apresentar a análise independente coletada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, políticas e econômicas (IPESPE) que se encontra devidamente registrado conforme a legislação brasileira.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.