XP Expert

XP Morning Call 23/04/2019: Foco na CCJ e greve dos caminhoneiros descartada

Diariamente compilamos e analisamos diversas notícias e publicamos um relatório com comentários relativos às notícias relevantes para nossa cobertura, assim como eventos importantes para monitorar no cenário político e macroeconômico, tanto no Brasil quanto no mundo, e seus respectivos impactos para a bolsa brasileira.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

Tópicos do dia

Brasil

  1.   Política Brasil: Votação da reforma da previdência na CCJ hoje
  2. Governo fecha acordo com caminhoneiros para evitar paralização

Internacional

  1. Petróleo: Brent atinge máxima de 2019 com preocupações de oferta global após Irã

Empresas

  1. Papel & Celulose: Chineses avaliam projeto de 2mt/ano de celulose de fibra curta em MT
  2. Aéreas: Companhias estrangeiras têm interesse no leilão da Avianca; MP das Aéreas
  3. Caixa e Banco do Brasil (BBAS3): IPOs e mudanças nos conselhos

COE News

  1. Samsung adia lançamento do Galaxy Fold

Resumo

Foco na CCJ e greve dos caminhoneiros descartada

Agenda leve nos mercados internacionais, com os noticiários ainda repercutindo potencial recolocação de sansões americanas a países que comprarem petróleo do Irã, que levou a alta de 3% da commodity ontem.
 
No Brasil, deve ocorrer hoje a votação da reforma da previdência na CCJ. Após acordo com partidos de centro, governo espera obter cerca de 40 votos a favor do parecer do relator na comissão, que tem 66 membros.
 
A sessão está prevista para começar às 14:30 e deve se estender devido à obstrução prometida pela oposição. Uma vez aprovada, a reforma passará para discussão em comissão especial, onde o mérito da mesma deve ser debatida, e diluições são esperadas.
 
Nossa pesquisa realizada no começo de abril mostra que o mercado trabalha com expectativa de aprovação de reforma de R$700bi, vs. proposta inicial de R$1,15tri, com 61% dos entrevistados esperando aprovação na câmara somente no segundo semestre.
 
Em paralelo a isso, os noticiários destacam que greve dos caminhoneiros é descartada por líderes da categoria após o governo concordar em reajustar tabela de fretes de acordo com o preço do diesel e se comprometer em fiscalizar seu cumprimento pelas empresas.
 
Por último no Brasil, STJ julga hoje recurso de Lula contra condenação. Caso haja redução de pena, é possível que o ex-presidente consiga mudar para o regime semiaberto e até mesmo requerer cumprimento domiciliar.
 
Destacamos que hoje teremos entrevista com Marcelo Lima, acionista e Presidente do Conselho da Restoque, ao vivo na XPTV e Infomoney às 10h.


Conteúdo na íntegra

Brasil

Política Brasil: Votação da reforma da previdência na CCJ hoje

  • Hoje ocorrerá a votação da reforma da previdência na CCJ. Após acordo com partidos de centro, governo espera obter cerca de 40 votos a favor do parecer do relator na comissão, que tem 66 membros. A sessão está prevista para começar às 14:30 e deve se estender devido à obstrução prometida pela oposição. A tendência é haja aprovação e que a reforma passe à etapa seguinte, que é a discussão em comissão especial;
  • Greve dos caminhoneiros é descartada por líderes da categoria após o governo concordar em reajustar tabela de fretes de acordo com o preço do diesel e se comprometer em fiscalizar seu cumprimento pelas empresas. As tratativas foram conduzidas pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas;
  • Jair Bolsonaro tenta apaziguar conflito entre Olavo de Carvalho e os militares do governo causado por vídeo postado em seu canal do YouTube. É normal que haja dissentimentos entre alas concorrentes dentro de qualquer governo, mas é necessário cuidado para que não haja uma escalada que afete a governabilidade.
     

Governo fecha acordo com caminhoneiros para evitar paralização

  • Após reunião com o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas, dirigentes das onze principais centrais sindicais de caminhoneiros autônomos descartaram uma nova paralização no dia 29 de abril como resposta ao último reajuste dos preços do diesel;
  • O governo se comprometeu a implementar a política de frete mínimo, e os caminhoneiros terão poder de denunciar ao ministério casos de não cumprimento sem penalização. O governo também se comprometeu a acionar o gatilho de reajuste do frete para incorporar o aumento do diesel superior a 10%, e transferirá o custo dos combustíveis para a tabela do frete de agora em diante;
  • O governo Bolsonaro trabalha com ministros em diferentes frentes para monitorar o risco de paralização e atender às demandas das categorias, incluindo Ministros da Infraestrutura, Secretaria de Governo, Casa Civil e Secretaria Geral.

Internacional

Petróleo: Brent atinge máxima de 2019 com preocupações de oferta global após Irã

  • OS preços de petróleo atingiram os níveis mais altos no ano (US$ 74,1 / barril) refletindo as preocupações com a oferta global após a decisão do governo dos EUA de suspender as isenções de sanções às importações de petróleo do Irã;
  • A alta dos preços da commodity se sustentou apesar da declaração da Casa Branca de que está trabalhando com a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e outros membros da OPEP para assegurar oferta suficiente para compensar a perda da produção iraniana. O equilíbrio entre oferta e demanda tem estado sob pressão devido aos cortes de produção acordados pela OPEP e à crise humanitária da Venezuela.​

Empresas

Papel & Celulose: Chineses avaliam projeto de 2mt/ano de celulose de fibra curta em MT

  • Segundo o Valor Econômico, um consórcio formado por produtores de papel e celulose da China está avaliando a compra do projeto de celulose de eucalipto de mais de R$12bi da Euca Energy, no município de Alto Araguaia (MT). Dentre os interessados, dois grandes nomes da indústria papeleira asiática já estão presentes no Brasil: a Royal Golden Eagle (RGE), dona da April, e o dono da Paper Excellence, acionista da Eldorado, Jackson Wijaya, cuja família controla a APP;
  • A expectativa é de que uma transação seja alcançada ainda no primeiro semestre, com início de operação estimado para 2022. O projeto prevê a construção de uma fábrica de celulose de fibra curta de 2mt/ano, mediante investimento total de US$3,2bi;
  • O plano é entregar aos investidores uma operação já estruturada, desde o fornecimento de madeira (área total compreende 330 mil hectares, dos quais 182 mil hectares para o plantio de florestas) à logística para escoamento da fibra, via rodovia ou ferrovia da Rumo.

Aéreas: Companhias estrangeiras têm interesse no leilão da Avianca; MP das Aéreas

  • De acordo com o Valor Econômico, fontes a par dos movimentos da Avianca Brasil para encontrar compradores para seus ativos informaram que há pelo menos duas companhias aéreas estrangeiras interessadas em participar do leilão de unidades produtivas isoladas (UPIs): a Qatar Airways, do Catar, e a JetSmart, companhia aérea chilena de baixo custo;
  • Apesar de não emitimos opinião sobre os potenciais desfechos da recuperação ou sobre o resultado do leilão, ruídos a respeito de potenciais novos entrantes no mercado local podem gerar preocupação com o aumento da competição;
  • Vale relembrar que a votação da MP das aéreas na comissão mista, que discorre sobre a abertura do capital das companhias aéreas estabelecidas no Brasil à entrada de capital estrangeiro (de um limite de 20% para 100%), deve acontecer hoje. Se aprovada, irá para o plenário da Câmara.

Caixa e Banco do Brasil (BBAS3): IPOs e mudanças nos conselhos

  • Segundo o Valor Econômico, a Caixa Econômica Federal decidiu que fará dupla listagem de suas subsidiárias na B3 e Nyse, visando maior liquidez e uma precificação mais favorável. Como já afirmado por Pedro Guimarães, CEO, as divisões de seguros, gestão de ativos, cartões de crédito e loterias são candidatas a IPO;
  • O momento e tamanho das ofertas ainda não foi decidido e dependerá principalmente das condições do mercado e do estágio de cada subsidiária. No entanto, no cronograma original, duas das transações aconteceriam já no 2S19;
  • Além disso, ontem tornou-se público que o conselheiro do Banco do Brasil e ex-diretor do Banco Central, Luiz Fernando Figueiredo, será o novo presidente do conselho da Caixa. A decisão foi tomada após preocupações sobre um possível conflito de interesses, devido ao fato de Figueiredo ser sócio da gestora de ativos Mauá Capital. O novo presidente do conselho da Caixa será o Sr. Hélio Magalhães, que anteriormente servia como presidente do conselho do BB.
     

PagSeguro (PAGS): Uma resposta rápida à concorrência

  • A PagSeguro (sem cobertura da XP) anunciou ontem o pagamento instantâneo de transações com cartão de crédito e débito para os comerciantes. A iniciativa é uma resposta à concorrência intensa sem precedentes no setor, especialmente após a redução recente das taxas de antecipação de recebíveis da Rede para zero e o período de liquidação para dois dias;
  • A solução estará disponível para todos os 4 milhões de clientes do PAGS a partir de 1º de maio. A empresa é focada principalmente em micro e pequenos empreendedores, diferentemente da Stone que se posiciona como um provedor de serviços de alta qualidade para as PMEs;
  • Sobre a Cielo, o mercado aguarda uma resposta da empresa em relação às condições de antecipação de recebíveis. Os resultados do 1T19 serão divulgados hoje, com a teleconferência ocorrendo amanhã às 10:00 horário de Brasília.

COE News

Samsung adia lançamento do Galaxy Fold

  • Após ter encontrado problemas em alguns dispositivos de teste, o maior fabricante de smartphones do mundo confirmou o atraso em até duas semanas para a entrega do novo aparelho aos clientes que reservaram pelo site;
  • O Galaxy Fold será o primeiro smartphone com tela dobrável e que custará aproximadamente US$ 2 mil. O preço das ações da Samsung acumula alta de 17% no ano, com parte do mercado acreditando na inovação e potencial de crescimento da empresa.
Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

B3 Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.