XP Expert

Atenções voltadas para a PEC da transição e dados econômicos nos EUA

PEC da transição e Atividade econômica nos EUA são alguns dos temas de maior destaque nesta quinta-feira, 17/11/2022

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail
Clique para ouvir

IBOVESPA -2,58% | 110.243 Pontos

CÂMBIO +1,53% | 5,38/USD

O que pode impactar o mercado hoje

Destaque do dia

Sinais mistos na atividade econômica dos EUA; no Brasil, PEC da Transição segue no centro das atenções. Na agenda econômica desta quinta-feira (17), destaque para a divulgação de outros indicadores de atividade nos Estados Unidos: novas construções residenciais e concessões de alvarás em outubro; sondagem industrial do Fed de Filadélfia relativo a novembro; e pedidos iniciais de seguro desemprego na semana encerrada em 12/nov. Além disso, o mercado estará atento à publicação do plano do governo do Reino Unido para reparar suas finanças (“declaração fiscal”).

Brasil

O principal índice da bolsa brasileira encerrou o pregão da quarta-feira (16) com uma queda de 2,58%, aos 110.243 pontos. Enquanto o dólar subiu 1,53% frente ao real, encerrando o pregão aos R$ 5,38. As taxas futuras de juros fecharam em alta, contrariando o movimento do pregão anterior. O mercado voltou a reagir negativamente às indefinições no cenário fiscal, enquanto aguarda a divulgação do texto da PEC da Transição e tenta avaliar como será o futuro das contas públicas no novo governo. Além disso, os agentes seguem atentos a mais definições acerca dos nomes que comandarão a equipe econômica no novo governo. DI jan/23 fechou em 13,716%; DI jan/24 foi para 14,11%; DI jan/25 encerrou em 13,44%; DI jan/27 fechou em 13,155%; e DI jan/29 foi para 13,12%.

Mundo

Bolsas internacionais amanhecem mistas (EUA -0,2% e Europa -0,2%) à medida que pronunciamentos mais duros de membros do Federal Reserve sobre o rumo da taxa de juros e resultados abaixo do esperado do Target afetaram o apetite por risco dos investidores. Nesta quarta-feira, Mary Daly, presidente do Fed de São Francisco, afirmou que uma pausa nas altas na taxa de juros americana está fora de cogitação, enquanto John Williams, presidente do Fed de Nova York, afirmou que o banco central americano deve evitar incorporar o risco de estabilidade financeira para determinar o rumo da política monetária do país. Ainda nos EUA, resultados abaixo das expectativas do Target deixaram o mercado apreensivo quanto a resiliência do consumidor americano e o estado econômico atual do país. Na Europa, o foco ficará por conta do anúncio do novo plano fiscal do Reino Unido. Na China, o índice de Hang Seng (-1,2%) encerra em baixa, após o banco central chinês afirmar que prestará muita atenção na possibilidade de aumento da inflação daqui para frente. O anúncio catalisou temores sobre um possível corte ou desaceleração dos estímulos econômicos no país.

PEC da transição

No Brasil, a versão inicial da chamada “PEC da Transição” foi apresentada ontem no Congresso Nacional. O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, explicou os três pontos principais da proposta. Em primeiro lugar, o projeto prevê o programa de transferências de renda Bolsa Família fora da regra constitucional do teto de gastos, no valor total de R$ 175 bilhões, por tempo indeterminado. Além disso, o texto traz a destinação de 40% de eventuais “receitas extraordinárias” (acima do projetado) para investimentos públicos, o que se configuraria em até R$ 23 bilhões em 2023 – considerando o valor limite de 6,5% da receita corrente líquida de 2021 –, enquanto o restante seria direcionado para o pagamento de dívidas. Ou seja, um rombo fiscal total de aproximadamente R$ 200 bilhões no próximo ano. Segundo Alckmin, o governo tem como objetivo 1% do PIB em investimentos públicos. Por fim, o projeto exclui do teto de gastos as doações para educação e meio ambiente. O político acredita que há ambiente para aprovação da proposta, uma vez que o texto ainda deve ser modificado por senadores e deputados, e por existir “unanimidade em alguns pontos apresentados”. De acordo com o time de análise política da XP, a tendência no Congresso é construir uma versão muito mais enxuta em comparação ao texto apresentado ontem. Os sinais crescentes de deterioração do arcabouço fiscal vigente e de significativa expansão das despesas vêm pesando fortemente sobre os ativos financeiros domésticos.

Atividade econômica nos EUA

Nos Estados Unidos, os últimos dados de atividade econômica emitiram sinais mistos. Por um lado, as vendas no varejo cresceram acima das expectativas em outubro, com destaque para as categorias de supermercados, alimentos/bebidas e combustíveis. Por outro, a produção industrial ficou estagnada nos últimos meses, em linha com o aperto das condições monetárias e a elevação de estoques. Além disso, a confiança dos empresários do mercado imobiliário americano recuou pelo 11º mês consecutivo em novembro, atingindo o menor patamar desde junho de 2012 (com exceção ao início da pandemia em 2020).

Agenda do dia

Na agenda econômica desta quinta-feira (17), destaque para a divulgação de outros indicadores de atividade nos Estados Unidos: novas construções residenciais e concessões de alvarás em outubro; sondagem industrial do Fed de Filadélfia relativo a novembro; e pedidos iniciais de seguro desemprego na semana encerrada em 12/nov. Além disso, o mercado estará atento à publicação do plano do governo do Reino Unido para reparar suas finanças (“declaração fiscal”). Conforme já divulgado no início da manhã, o índice de preços ao consumidor da zona do euro – leitura final – subiu 1,5% em outubro ante setembro, exatamente em linha com a estimativa do mercado e a leitura inicial. Por sua vez, a medida de núcleo da inflação – exclui os itens de alimentos e energia – avançou 0,6% na comparação mensal, também confirmando as expectativas. Com isso, a inflação geral acumulada em 12 meses aumentou de 9,9% em setembro para 10,6% em outubro (ligeiramente abaixo da leitura inicial de 10,7%), enquanto o núcleo da inflação avançou de 4,8% para 5,0%.

Veja todos os detalhes

Calendário do 3T22
Temporada de resultados do 3º trimestre 2022 – o que esperar?

Economia

Sinais mistos na atividade econômica dos EUA; no Brasil, PEC da Transição segue no centro das atenções

  • No Brasil, a versão inicial da chamada “PEC da Transição” foi apresentada ontem no Congresso Nacional. O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, explicou os três pontos principais da proposta. Em primeiro lugar, o projeto prevê o programa de transferências de renda Bolsa Família fora da regra constitucional do teto de gastos, no valor total de R$ 175 bilhões, por tempo indeterminado. Além disso, o texto traz a destinação de 40% de eventuais “receitas extraordinárias” (acima do projetado) para investimentos públicos, o que se configuraria em até R$ 23 bilhões em 2023 – considerando o valor limite de 6,5% da receita corrente líquida de 2021 –, enquanto o restante seria direcionado para o pagamento de dívidas. Ou seja, um rombo fiscal total de aproximadamente R$ 200 bilhões no próximo ano. Segundo Alckmin, o governo tem como objetivo 1% do PIB em investimentos públicos. Por fim, o projeto exclui do teto de gastos as doações para educação e meio ambiente. O político acredita que há ambiente para aprovação da proposta, uma vez que o texto ainda deve ser modificado por senadores e deputados, e por existir “unanimidade em alguns pontos apresentados”. De acordo com o time de análise política da XP, a tendência no Congresso é construir uma versão muito mais enxuta em comparação ao texto apresentado ontem. Os sinais crescentes de deterioração do arcabouço fiscal vigente e de significativa expansão das despesas vêm pesando fortemente sobre os ativos financeiros domésticos;
  • Conforme divulgado ontem pelo Departamento de Comércio (16), as vendas no varejo dos Estados Unidos cresceram 1,3% entre setembro e outubro, um pouco acima da expectativa do mercado (alta de 1,0%). As vendas saltaram 8,3% em relação a outubro de 2021. Enquanto isso, a medida de núcleo das vendas varejistas – “grupo de controle”, mais representativo do componente de consumo das famílias do PIB – subiu 0,7% na comparação mensal, também uma surpresa positiva ao consenso de mercado (elevação de 0,3%). Em relação à abertura setorial, destaque para as atividades de: postos de combustíveis (+4,1%); serviços de alimentação/bebidas (+1,6%); e supermercados (+1,4%). Por outro lado, as vendas da categoria de lojas de departamento recuaram 2,1% em termos mensais;
  • Por sua vez, a produção industrial dos Estados Unidos apresentou recuo mensal de 0,1% em outubro, após avanço de mesma magnitude em setembro. Esse ligeiro declínio no mês passado ocorreu a despeito do aumento de 2% na produção de veículos e partes/peças automotivas, o que reflete a redução de gargalos nas cadeias de suprimentos globais. O consenso de mercado indicava avanço de 0,1%. Em linhas gerais, a indústria americana mostrou solidez no período recente, mas este quadro não deve persistir adiante, em linha com o enfraquecimento da demanda doméstica (devido sobretudo a condições monetárias mais apertadas) e a elevação de estoques;
  • Da mesma forma, a confiança dos empresários do mercado imobiliário americano recuou de 38 pontos em outubro para 33 pontos em novembro, a 11ª queda mensal consecutiva. Este resultado, publicado ontem pela Associação Nacional de Construtores (Índice NAHB, na sigla em inglês), representou o menor patamar de confiança desde junho de 2012, com exceção ao início da pandemia em 2020. A mediana das estimativas de mercado apontava para 36 pontos. Taxas de juros elevadas e custos com materiais de construção pressionados explicam, em grande medida, a deterioração de sentimento econômico dos empresários do setor; 
  • Na agenda econômica desta quinta-feira (17), destaque para a divulgação de outros indicadores de atividade nos Estados Unidos: novas construções residenciais e concessões de alvarás em outubro; sondagem industrial do Fed de Filadélfia relativo a novembro; e pedidos iniciais de seguro desemprego na semana encerrada em 12/nov. Além disso, o mercado estará atento à publicação do plano do governo do Reino Unido para reparar suas finanças (“declaração fiscal”). Conforme já divulgado no início da manhã, o índice de preços ao consumidor da zona do euro – leitura final – subiu 1,5% em outubro ante setembro, exatamente em linha com a estimativa do mercado e a leitura inicial. Por sua vez, a medida de núcleo da inflação – exclui os itens de alimentos e energia – avançou 0,6% na comparação mensal, também confirmando as expectativas. Com isso, a inflação geral acumulada em 12 meses aumentou de 9,9% em setembro para 10,6% em outubro (ligeiramente abaixo da leitura inicial de 10,7%), enquanto o núcleo da inflação avançou de 4,8% para 5,0%.  

Política

Partido Republicano conquista maioria na Câmara, mas tensões internas permanecem

  • Com o avanço da apuração em mais distritos, a maioria Republicana na Câmara foi formalmente declarada nesta quarta-feira (17). Até o momento, foram confirmados 218 assentos republicanos e 211 democratas, 6 distritos ainda não concluiram as apurações. Notamos que, ainda que simbolicamente a margem apertada não seja ideal para o partido de oposição, que buscava uma vitória mais ampla, na prática, a maioria numa das Casas será suficiente para travar a agenda de Biden no Congresso (lembrando que democratas mantiveram a leve vantagem que hoje tem no Senado);
  • No entanto, vale observar que as tensões permanecem elevadas dentro do partido. Por exemplo, o atual líder do partido Republicano no Senado, Mitch McConnell, enfrentou seu primeiro desafio em nove mandatos na disputa por sua reeleição, do senador Rick Scott. O líder derrotou seu adversário por margem ampla, vencendo com 37 votos contra 10 do senador da Flórida. De toda forma, o desafio, pouco habitual no partido, reflete um clima de divisões após um resultado considerado decepcionante para os parlamentares nas eleições de meio de mandato;

Empresas

Minerva (BEEF3): viável ou gula?

  • A partir de hoje (16 de novembro), as discussões se viraram para notícias de que a Minerva estava em negociações para adquirir o segundo maior processador de carnes da Austrália em um negócio que pode valer cerca de US$ 2 bilhões;
  • Embora ainda não haja nada concreto e a Companhia tenha negado a notícia, à primeira vista, o referido negócio não faz sentido para a Companhia, pois o alvo parece muito grande para o Minerva digerir
  • Portanto, entendemos que os caminhos palatáveis seriam a compra parcial do ativo (ex: 50% da Cargill) ou uma nova joint venture com seu principal acionista, a Salic;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Hapvida (HAPV3): Um Vencedor com Desafios à Frente

  • Estamos atualizando as nossas estimativas e introduzindo o nosso preço-alvo de R$7,9 para o final de 2023, mantendo a nossa recomendação de Compra;
    • Temos uma visão cautelosamente positiva para a Hapvida, uma vez que esperamos um forte – todavia menor que o histórico – crescimento de receita nos próximos 5 anos, com mais de 800k novas vidas decorrentes de sinergias e mais 3,2% de crescimento anual de fontes orgânicas;
    • Em relação às margens, vemos muito espaço para reduzir a sinistralidade e despesas de vendas, gerais e administrativas, tanto à medida que as condições de mercado melhoram quanto à medida que as sinergias da fusão com o GNDI são capturadas;
  • Nosso preço-alvo implica em múltiplos P/L e EV/EBITDA para 2024 de 16,7x e 12,1x, respectivamente;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Rumo (RAIL3): Tracker Mensal de Ferrovia – Dados de Volume de Outubro

  • A Rumo registrou volumes sólidos (+31% A/A em Out’22), sustentados especialmente por uma forte temporada de milho (volumes +111% A/A em Out’22 e +9% A/A em 2022 até então);
  • Esperamos fortes volumes para o 4T22, suportados por:
    • (i) sólidas perspectivas para a colheita de milho no MT; e
    • (ii) melhoria da competitividade tarifária da rota de exportação Sorriso-Santos (atualmente em linha com Arco Norte [Sorriso-Barcarena]).
  • Em uma base UDM, a Rumo continuou a ganhar participação de mercado (45% em Out’22 UDM, vs. 42% em 2021 e 40% em 2020), com o Arco Norte (incluindo HBSA) mantendo participação estável em 31% (vs. 31% em 2021 e 34% em 2020);
  • Reiteramos nossa perspectiva positiva para as exportações de grãos do Centro-Oeste do Brasil e as recomendações de Compra para RAIL3 e HBSA3;
  • Clique aqui para acessa o relatório completo.

Zenvia (NASDAQ:ZENV): Atenção voltada à rentabilidade e preservação do caixa; Resultados do 3T22

  • A Zenvia reportou resultados neutros no terceiro trimestre, em linha com nossas estimativas. A Receita Líquida ficou -2,1% abaixo da Xpe, mas aumentou +10,2% A/A refletindo o crescimento inorgânico. Na comparação trimestral, a receita líquida caiu -11,5% devido à queda na receita de CPaaS, já que esse segmento enfrenta um ambiente de negócios mais competitivo e a Zenvia agora está focada em EBITDA e geração de caixa;
  • Além disso, o lucro bruto ajustado foi de R$ 86,6 milhões (+49,9% A/A) e a margem bruta ajustada foi de 48,0% (aumento de +12,7 pp em relação ao ano anterior devido à maior margem bruta de CPaas). A Zenvia também: (i) revisou sua estrutura para redução de custos; e (ii) atualizou seu guidance para o ano fiscal de 2022 para refletir seu momento atual de foco em rentabilidade e preservação de caixa;
  • Clique aqui para acessar.

Principais notícias dos setores

Nestas publicações diárias, trazemos as principais notícias nacionais e internacionais dos setores: Financeiro, Varejo (e-commerce, supermercados, lojas de roupa, farmácias, etc.), Agro, Alimentos e Bebidas e Energia (óleo & gás e elétricas).

  • Notícias Diárias do Setor Financeiro
    • Banco Mercantil compra fatia minoritária da fintech de crédito Gyra+ (Valor);
    • Cerc ganha impulso com aporte de R$ 550 milhões (Valor);
    • B3 (B3SA3) registra queda do volume negociado de ações de 2,7% em outubro (InfoMoney);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Tech XP: Notícias diárias do setor de Telecom e Tecnologia
    • Regiões metropolitanas poderão antecipar 5G para janeiro (Valor);
    • Zenvia foca em rentabilidade no 3º tri e reduz prejuízo com menos acesso a financiamento (Valor);
    • Tim e Vivo vão compartilhar sites comprados da OI móvel (Telesíntese);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Entrega XP: Notícias diárias do setor de varejo
    • GPA: conselho de administração aprova incorporação do James Delivery (Valor);
    • Black Friday: Americanas foca ‘em quem não quer esperar’ e investe em influencers e ‘live commerce’ (InfoMoney);
    • Com alta do e-commerce asiático, Single’s Day registra 36 mil pedidos por dia no Brasil em 2022 (Mercadoeconsumo);
    • Vendedores brasileiros terão pavilhão Made in Brazil no marketplace Alibaba  (Mercadoeconsumo);
    • Clique aqui para acessar o relatório.
  • Agro, Alimentos & Bebidas: confira as principais notícias
    • Alimentos e Bebidas
      • Tyson Foods prevê vendas anuais acima das estimativas com demanda firme por carne – Avicultura Industrial;
      • AB InBev anuncia recompra de US$ 3,5 bilhões de títulos de dívida – Valor;
    • Agro
      • Tensão diminui na Ucrânia, e grãos recuam em Chicago – Valor;
      • Lula quer premiar produtores com crédito barato por reduzirem emissões de carbono – Bloomberg;
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.
  • Radar Energia XP: Notícias diárias do setor de energia
    • Cemig assina contrato para venda de participação na Ativas Data Center à Sonda, por R$ 60 milhões (Valor Econômico);
    • Petrobras diminui preços de venda de gás de cozinha para distribuidoras (Valor Econômico);
    • PetroReconcavo registra produção de 22,6 mil barris de óleo equivalente por dia em outubro (Valor Econômico);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Mercados

Radar Global: Análises das principais empresas e tendências sob o nosso Radar | Nvidia reporta resultados mistos, mas mostra resiliência no segmento de servidores

  • Ações do target despencam após decepção em lucros;
  • Nvidia reporta resultados mistos, mas mostra resiliência no segmento de servidores;
  • Microsoft anuncia parceria com a Nvidia para criação de supercomputador;
  • Acesse aqui o relatório internacional.

Criptoativos

Principais notícias

  • Hoje em Criptos | Grandes bancos se unem ao FED em projeto do dólar digital
    • Plataforma de cripto Genesis suspende resgates (Investing);
    • Grandes bancos se unem ao FED em projeto do dólar digital (BeInCrypto);
    • Yellen pede mais regulamentação das criptomoedas (Investing);
    • Cristiano Ronaldo lança primeira coleção de NFT (Money Times);
    • Clique aqui para acessar o relatório.

Renda fixa

De Olho na Renda Fixa: principais notícias de crédito privado, mercados e renda fixa

  • Mercados
    • Juro futuro supera 14% com ruído fiscal (Valor Econômico);
    • Piloto do real digital deve durar 18 meses e incluir negociação de título público (Valor Econômico).
  • Noticiário Corporativo;
    • IRB-Brasil Resseguros elege novo diretor-presidente (Broadcast);
    • GPA: conselho de administração aprova incorporação do James Delivery (Valor Econômico).
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Alocação & Fundos

Como a Verde, SPX, Kinea e outras grandes gestoras estão enxergando o novo cenário fiscal do Brasil

  • Os mercados tiveram duas semanas bastante distintas após o encerramento das eleições gerais no Brasil; Acionamos algumas das principais gestoras de fundos do Brasil para entender como “leram” e estão “lendo” o estresse com a situação da transição fiscal;
  • Os mercados tiveram duas semanas bastante distintas após o encerramento das eleições gerais no Brasil em 30/10/2022, que definiram, entre outros cargos, o de Presidente da República;
  • Clique aqui para acessar o relatório completo.

Principais notícias

  • Fundos Imobiliários (FIIs): confira as principais notícias e fatos relevantes
    • A importância da diversificação nos investimentos imobiliários (Suno);
    • Índice de fundos imobiliários sobe após tombo recente (Suno);
    • Fundos imobiliários: É hora de comprar após o Ifix derreter mais um dia? (MoneyTimes);
    • Clique aqui para acessar o relatório completo.

ESG

Na COP27, Lula diz que agenda climática será uma das prioridades do seu governo | Café com ESG, 17/11

  • O mercado fechou o pregão de quarta-feira em território negativo, com o Ibov e o ISE em queda de -2,6% e -3,7%, respectivamente;
  • No Brasil, (i) o BNDES e a Petrobras lançam hoje, na COP27, o primeiro edital do programa Floresta Viva, um financiamento coletivo para a restauração de florestas e biomas brasileiros – a seleção inicial, no valor de R$ 44,4 milhões, vai investir em até nove projetos na área de recuperação de manguezais e restingas no litoral do país; e (ii) o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva comprometeu-se ontem em tentar fazer a conferência do clima das Nações Unidas de 2025, a COP30, na Amazônia – em seu discurso, também disse que a agenda climática será uma das prioridades do seu governo e propôs um pacto mundial pela segurança alimentar, pelo fim da fome e das desigualdades, com responsabilidade climática;
  • No exterior, o primeiro rascunho de um acordo que está sendo elaborado na cúpula do clima COP27 no Egito manteria a meta de limitar o aquecimento global a 1,5ºC, mas tem deixado muitas das questões mais controversas nas negociações sem solução – o presidente da COP27 do Egito pediu aos negociadores que acelerem o ritmo de superação de suas diferenças, enquanto os países pobres criticaram o projeto por não atender à necessidade de fundos para lidar com os danos já causados por tempestades, secas e inundações causadas pelo clima;
  • Clique aqui para acessar o relatório e começar o dia bem informado com as principais notícias ao redor do Brasil e do mundo quando o tema é ESG.
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Disclaimer:

Este relatório de análise foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos ou XP”) de acordo com todas as exigências na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A XP Investimentos não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à XP Investimentos e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela XP Investimentos.

O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da XP Investimentos estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários da XP Investimentos. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da XP Investimentos ou por agentes autônomos de investimento que desempenham suas atividades por meio da XP, em conformidade com a ICVM nº 497/2011, os quais encontram-se registrados na Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários – ANCORD. O agente autônomo de investimento não pode realizar consultoria, administração ou gestão de patrimônio de clientes, devendo atuar como intermediário e solicitar autorização prévia do cliente para a realização de qualquer operação no mercado de capitais. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. SAC. 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da XP Investimentos: www.xpi.com.br. A XP Investimentos se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto. O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela XP Investimentos. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.