XP Expert

🌎RADAR GLOBAL: Resultados do Facebook

Números do Facebook, 100 mil Teslas e Google em saúde

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

MACRO

Mercados globais estendem ganhos nesta manhã (EUA +0,4% e Europa +0,6%) puxados por empresas de tecnologia (Nasdaq 100 +0,7%) após recente rali da Tesla, que ultrapassou o valor de mercado do Facebook e alcançou US$ 1tri de market cap. Os fortes números da rede social, bem como um anúncio de US$ 50bi em recompras também estimularam a alta. Na China (-0,3%) gov. ordena que fundador da Evergrande utilize seu patrimônio pessoal para quitar dívidas da companhia. O Bitcoin (+0,2%) desacelera seu ritmo de alta à medida que mercados aguardam relatório das autoridades monetárias americanas sobre novas regulações dos criptoativos.

Coronavírus: O governo Biden vai investir US$ 70 milhões para aumentar a disponibilidade e reduzir os custos de testes rápidos de Covid-19 sem prescrição médica nos Estados Unidos. A alta demanda dos testes por empregadores dos EUA em meio ao aumento da variante Delta, bem como o país obrigando empresas a testar seus trabalhadores semanalmente, elevou os custos. O governo dos EUA investiu até agora cerca de US$ 3 bilhões para adquirir testes rápidos.

Inscreva-se aqui para receber o nosso conteúdo diário.

EMPRESAS

Facebook, o dono das redes sociais: A gigante das redes sociais, Facebook (FBOK34), reportou seus resultados ontem pós-mercado, com uma receita de US$ 29bi vs. US$ 29,6bi, em linha com as expectativas do consenso; o lucro líquido por ação foi de US$ 3,22 vs. 3,19, levemente acima das projeções. Assim como o Snapchat, o Facebook também relatou dificuldades relacionadas as mudanças de privacidade introduzidas pela Apple no início deste ano, adicionando avisos que permitem que os usuários não sejam alvo de anúncios em aplicativos, o que dificultou a sua geração de receita do trimestre. Ao mesmo tempo, a companhia ultrapassou as expectativas de usuários diários ativos (2,81bi vs. 2,76bi exp.) e mensais (3,58bi vs. 3,51bi exp.), mesmo com a economia global em processo de reabertura. Ações da empresa sobem +1,2% no pré-mercado.

Olhando para o ano que vem: O Facebook fará mudanças significativas para se concentrar mais nos seus vídeos curtos do Reels, que compete diretamente com a TikTok, como parte de um esforço para tornar o Facebook e o Instagram mais atraentes para usuários com idades entre 18 e 20 anos. A empresa anunciou seus planos de dividir o Facebook Reality Labs em seu próprio segmento a partir do quarto trimestre. Essa unidade se concentra em produtos de hardware, realidade aumentada e realidade virtual. O outro segmento de receita virá de sua família de aplicativos, que inclui Facebook, Instagram, Messenger, WhatsApp e outros serviços. O rede social anunciou que espera também que seu investimento no segmento de hardware e VR reduza o lucro operacional em 2021 em aproximadamente US $ 10 bilhões.

Tesla: Model 3

Eletrificando a frota: A Hertz, uma das maiores locadoras de carros do mundo, encomendou 100 mil veículos da Tesla, apostando na atratividade dos modelos elétricos para sua frota. O Tesla Model 3 já estará disponível na locadora a partir de novembro nos principais mercados dos EUA e algumas cidades da Europa. Com o pedido atual, os veículos elétricos representarão mais de 20% do volume de veículos global da empresa, além de representarem cerca de 10% da produção total da Tesla, uma quantia relevante para ambos os lados.

Tesla bate recorde de capitalização: Com base em sua produção até setembro, a Tesla está prestes a entregar quase 900.000 veículos aos consumidores em 2021 e os analistas esperam que as remessas aumentem para 1,4 milhão em 2022, à medida que as novas fábricas começarem a produzir veículos. As ações da Tesla subiram mais de 12% após o anúncio, chegando à um trilhão de dólares em capitalização de mercado, a quinta empresa dos Estados Unidos a aderir ao clube, que inclui Apple (AAPL34), Microsoft (MSFT34), Amazon (AMZN34) e Alphabet (GOOGL34).

Não é só a internet que o Google quer dominar: O Google (GOOGL34) ainda visa se firmar no setor de saúde, apesar do fim de sua recente tentativa de criar uma unidade de negócios formalizada para esse setor. A gigante da tecnologia fundou o Google Health em 2018, que chegou a ser composto por 500 funcionários, mas dissolveu a unidade em agosto. O departamento foi criado para liderar a estratégia de saúde da empresa de tecnologia, mas o Google enfrentou reações adversas nos últimos anos devido à interseção do Google, IA e dados de saúde.

Agora, a gigante da tecnologia aposta na IA para a indústria da saúde, incluindo parceiros como a Mayo Clinic, e na inovação na saúde do consumidor por meio da aquisição da Fitbit. Na nova estratégia, a empresa continuará a se concentrar nas três áreas que acredita poder fazer a diferença nos usuários e em suas comunidades: 1) por meio de seus recursos de pesquisa, 2) acesso a ferramentas em nuvem para cuidadores e 3) educação da população referente aos principais fatores que determinam 80% da qualidade de vida das pessoas.

ANÁLISE

Fonte: J.P. Morgan

Resultados abaixo do consenso sofrem a maior queda desde 2016: O gráfico acima apresenta o histórico da performance das ações que estão reportando seus lucros acima ou abaixo das expectativas do mercado em neste 3T21. Em branco temos performance das ações que divulgaram resultados superiores as expectativas, as quais, na média, performaram +0,1% no dia. No entanto, para as ações que estão surpreendendo negativamente, houve uma queda na média de -4,3% em suas ações, a reação mais negativa desde o primeiro trimestre de 2016, sugerindo que o mercado está com um sentimento “punitivo” para as empresas que não estão apresentando bons números. Possíveis explicações para esta postura dos investidores são i) o crescimento abaixo do esperado, visto que a base de comparação com o 3T20 é baixa para alguns setores, ii) Companhias fornecendo guidances negativos ao passo que a crise global dos chips e escassez de componentes afetam os seus negócios, iii) cenário macro desfavorável com temores relacionados à inflação. A advertência é que ainda estamos no início da temporada (~30% reportaram nos EUA) e muitas vezes a tendência inicial se inverte, mas ainda assim, é um sinal de alerta.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nosso link de cadastro e nos avalie abaixo:

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.