XP Expert

🌎 Mundo em 60s: Eleições nos EUA e temporada de resultados

Presidência azul, senado vermelho e litígio: o que acontece com os ativos no cenário-base para os EUA.

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Bolsas: Alta nas bolsas dos EUA e do mundo foi alimentada pela mitigação do risco de uma Onda Azul, uma vez que republicanos devem controlar o senado. Além disso, um pacote fiscal maior (de US$ 4 a 5 tri) desejado pelos democratas deve dar lugar a uma versão reduzida (de US$ 1,5 a 2 tri), aumentando o papel do Federal Reserve no trabalho de reaquecer a economia.

Setores: O setor de saúde, que negociava a valuations inferiores a 2010 (Obama Care) e 1993 (Clinton Care), puxou a alta com a redução do risco regulatório na ocasião de uma Onda Azul. Setor petrolífero também sobe na semana mas ainda permanece em queda de 50% no ano.

Temporada de resultados nos EUA

Qual foi o saldo do 3º trimestre? Quase 90% do S&P 500 terá anunciado resultados até o final desta semana. No agregado, a tendência positiva se manteve; lucros ultrapassam os US$ 300bi, surpreendendo em 17,8% os modelos e com apenas 63 das 447 companhias divulgadas desapontando. Quando olhamos para o crescimento, as empresas do índice estão próximas de voltarem para a zona de expansão, com receitas caindo apenas 2% a/a e lucros 7% menores a/a.

  • Quem saiu mais forte da crise: No 3T20, apresentaram crescimento de faturamento / lucro apenas os setores de tecnologia (+7% / +11%), saúde (+14% / +16%) e bens de consumo (+1% / +15%).
  • Quem saiu mais fraco: Todo o resto, com destaque negativo para os setores petrolífero (-34% / -100%), materiais básicos (-8% / -7%) e industrial (-5% / -9%), apesar de terem superado as (muito baixas) expectativas.
  • Reação dos mercados está mais fraca que em temporadas passadas: Empresas que surpreenderam o consenso superam o desempenho do S&P 500 em +0,5% (vs. +1,6% de média histórica). Empresas que desapontaram estão 2% abaixo (vs. -3% histórico).
  • Em suma, 2020 concretizou a tendência do “fique-em-casa”, onde predominaram os serviços de nuvem, videogames, trabalho remoto e aplicativos de entrega. Daqui para frente, a reabertura gradual da economia e notícias de vacina serão os próximos gatilhos para a recuperação de setores mais defasados.

Agenda da próxima semana:

Fonte: Bloomberg, XP Investimentos

Eleições americanas

Mark Twain, que ocupa o 1º lugar de escritor mais citado pelo mercado financeiro, já alertava que “a história não se repete, mas rima com frequência”. E as eleições de 2020 nos EUA estão, sem sombra de dúvidas, rimando com 2016.

Em primeiro lugar, os erros das pesquisas e modelos preditivos, como há 4 anos, assustam por sua dimensão. Mais uma vez, foram incapazes de capturar o apoio ao republicano, superestimando a vitória de Biden por todo o país. Observe a tabela focada nos “estados competitivos”, onde o erro foi maior que a margem de erro (entre 2,5 e 3,5) e, curiosamente, a diferença se reduz nos últimos 30 dias à medida que começam a computar mais o eleitorado de Trump. O próprio Nassim Taleb, que participou da última Expert XP, apontou e corrigiu os erros das previsões.

Não só as estimativas que mostravam Biden com ampla vantagem estavam erradas (sempre falamos que seria uma corrida bastante apertada e que seria decidida por pequena margem), mas também passaram longe as previsões do mercado para o domínio completo das Casas pelos democratas. O Senado foi mantido pelos republicanos; onde haveria troca de 4 cadeiras em favor dos democratas, até o momento, democratas perderam 1 e republicanos ganharam 1. Assim como as previsões que apontavam para ampliação da maioria democrata no congresso em 7 assentos, quando na verdade os democratas perderam 5 e republicanos ganharam 6.

E agora? A não concretização de um cenário que o mercado havia precificado com “75% de chance de Onda Azul”, no qual Biden venceria as eleições de lavada e democratas controlariam ambas as Casas, reanimou as bolsas globais, que voltaram a tomar risco. Quais são as implicações dos republicanos manterem o Senado? Eliminação do risco de cauda de: aumento excessivo de impostos e de regulações, estímulos econômicos desproporcionais e possível expansão da Suprema Corte.

O que os mercados parecem não considerar, no momento, é que a judicialização do processo eleitoral já está em curso e poderá se estender por período prolongado, à medida que há recontagem dos votos nos estados ainda em disputa e longas batalhas judiciais. No curto prazo, ainda há chances do “pior cenário para o mercado” se concretizar, logo após uma forte alta nas bolsas globais.

Olhando para ativos no médio e longo prazo, o cenário em que Biden preside com um senado republicano é uma das alternativas que traçamos anteriormente. Positivo para: China, ouro, prata, ESG, veículos elétricos e cannabis. Negativo para: Dólar, farmacêuticas, seguros de saúde, montadoras tradicionais e companhias petrolíferas.


#ProvaRápida – Todas as empresas abaixo embarcaram no foguete da tendência fique-em-casa. Uma delas triplicou as vendas no 3º tri e a outra dobrou. Quais foram?

Respotas: Peloton e Square

Bom final de semana!

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.