XP Expert

🌎 Mundo em 60 segundos: Tecnologia, vitória triunfante

Panorama semanal, análises de cenário internacional e ações globais

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

A pré-história foi marcada por revoluções tecnológicas quando este termo ainda nem existia. O que isso tem a ver com ações globais? Veremos em breve, mas antes, o que aconteceu na semana:

Guerra Comercial: Negociações entre EUA e China atrasaram novamente. Autoridades americanas sugerem que universidades liquidem suas posições em empresas chinesas, por possibilidade destas perderem listagem em bolsa americana. Além disso, 38 novas fabricantes de chips e semicondutores tiveram exportação à chinesa Huawei restringida. Próximo passo: provável retaliação chinesa. Europa: Aceleração de novos casos de Covid e crise bielorrussa (tensões Europa x Rússia) pesam nas bolsas.

Bolsas: Nasdaq puxou os ganhos da semana (+3%) e continua demonstrando superioridade no ano.

Setores: Rotação para empresas de valor descontado não se sustentou. Queda na velha economia (setores petrolífero, financeiro e industrial) e alta da nova economia composta por tecnologia (Apple e Microsoft), comunicação (Google e Facebook) e consumo discricionário (Amazon), ou seja, FAAMGs.

Empresas: Oracle entra na competição com Microsoft e Twitter para aquisição das operações americanas do TikTok (avaliada em US$ 30-50 bi). NVIDIA fatura 170% a mais com serviços de computação em nuvem. Walmart expande faturamento digital em quase 100%. Apple é a 1ª empresa americana a bater US$ 2 tri na bolsa e representa mais de 50% da carteira de Buffet, que também fez aporte de US$ 550 milhões em mineradora de ouro (Barrick Gold).

O desenvolvimento tecnológico separa grandes períodos históricos: A descoberta das primeiras ferramentas (há 2,5 milhões de anos) marcou o período mais antigo da Idade da Pedra. Depois disso, a utilização do fogo (400 mil anos) e a manipulação de tecidos para vestimentas (170 mil anos) aprimoraram nossa proteção e expectativa de vida.

Mais tarde, a invasão europeia na América do Sul subjugou a população nativa (que usava lanças) com o domínio do ferro e dos cavalos, garantindo a hegemonia global dos Europeus por séculos. No século XVII, espadas foram substituídas por armas de fogo e, na 1ª Guerra Mundial, os cavalos deram lugar para tanques de guerra. O que cada uma dessas etapas tem em comum? Novas tecnologias.

Quem esteve à frente da inovação foi recompensado. A hegemonia europeia abriu alas para a Revolução Industrial, consolidando a Inglaterra como centro econômico global. E com os EUA não poderia ser diferente: Após a 2ª Guerra, os EUA se tornaram a maior superpotência com seu apetite por negócios e investimentos em tecnologia (possuem 1/3 dos prêmios Nobel do planeta, com apenas 4% da população global), fatores que serviram de alicerce para empreendedores, utilizando novas tecnologias de programação e internet, fundarem em suas garagens empresas que mais tarde se tornariam gigantes, como a Amazon, Apple e Google.

Olhando para frente, acreditamos que não há motivo para que esta tendência milenar chegue ao fim; basta observarmos as FAAMGs se antecipando ao futuro: Amazon entra no setor de tecnologia aeroespacial, logística para terceiros e carros autônomos. Facebook em meios de pagamento com WhatsApp Pay e varejo social. Microsoft em trabalho remoto (Office365) e computação em nuvem (Azure). Apple em streaming, 5G e saúde. Google em inteligência artificial e direção autônoma (Waymo). Assim como na história humana, no mundo das empresas listadas em bolsa, aquelas que estão à frente da inovação tecnológica continuarão prosperando.

Bom fim de semana!

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.