XP Expert

Mundo em 60 segundos: A volta do Bull Market

Panorama semanal, análises de cenário internacional e ações globais

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Montanha russa: Na mesma semana, escalada de tensões comerciais EUA x China sobre Hong Kong, e alívio com manutenção do acordo de compra de produtos agrícolas pela China. Desemprego sem freios, até relatório de emprego no final da semana superar as mais otimistas expectativas e renovar o ânimo do mercado. Instabilidade em petróleo, até Rússia e Arábia Saudita concordarem em reduzir produção e impulsionar preço da commodity. No lado negativo, os protestos violentos nos EUA após morte de George Floyd resultaram em prisão de mais de 4 mil pessoas, destruição e roubo de propriedade. Mas e o coronavírus? Parece não ser mais tão preocupante, dado que as aglomerações superam as vistas em estádios de futebol.

Apesar das preocupações, mercados seguem em alta: S&P 500 recuperou as perdas no ano e Nasdaq 100 superou a sua máxima histórica com 12% de ganho no ano, enquanto volatilidade (VIX) cedeu para níveis vistos em março. A forte alta na bolsa americana começa a caracterizar um verdadeiro bull market, cuja fase inicial de recuperação também vê a desvalorização do dólar frente as principais moedas. O nome do remédio já conhecemos, e não é a cloroquina, mas sim os estímulos econômicos. Banco Central Europeu fala em compra de US$ 1,5tri em títulos (antes US$ 800bi) e EUA discute em nova rodada fiscal de US$ 1tri e pacote de infraestrutura.

Apesar do recorde da Nasdaq, desempenho do setor tecnologia (+1%) abriu espaço para recuperação de cíclicos, puxada pelo setor financeiro e petrolífero (+8%), seguido de indústrias e materiais (+6% e +5%). Então a economia real recuperou? Ainda não. PMIs na China (55) mostram expansão, mas na Europa (31) e EUA (37) apenas recuperação.

Investidores precificam antes, então uma combinação de ajuste técnico (setores que sofreram mais) com ligeiro otimismo deve continuar a levar o fluxo financeiro no curto prazo para empresas de valor descontado. O gráfico abaixo mostra o desempenho da proporção “empresas de alto crescimento (como as FAAMGs)” – “empresas de valor descontado (como bancos)”, ou em outras palavras “economia nova – economia antiga”. Vimos uma recuperação da economia antiga esta semana, que foi bastante punida durante a pandemia.

E a rotação para as small caps? Valuation esticado do S&P 500 (quase 25x preço/lucro para o final de 2020) é superado pelo Russel 2000 (77x), o que e nos leva a acreditar que o mercado deixou de olhar para o lucro dos próximos 12 meses e passou a considerar os próximos 24 (19x e 30x, respectivamente). Para se ter uma ideia, o preço/lucrodo S&P 500 dividido pelo de Russel 2000 está nos níveis mínimos (0,3) vistos em 2000 e 2008. Por quê? Essas empresas menores tiveram uma expansão de múltiplo ainda maior, com preços se recuperando mas lucros ainda devastados.

Aprendendo com o passado: As três maiores recuperações de mercado pós-crise foram em 1929 (Grande Depressão), 1938 (Pré 2ª Guerra) e em 1974. Se seguirmos o mesmo padrão, o S&P 500 seria ainda mais impulsionado pelos US$ 18tri de estímulos globais compensando os US$ 10tri de PIB perdidos. Também vale ressaltar que a busca por dólar (paraíso da liquidez) marca a passagem de uma tempestade e o fato de seu valor estar cedendo, principalmente contra moedas emergentes, é um indicativo de recuperação em curso. Quem deve puxar as próximas altas? Ações ligadas à economia antiga, como hotelaria, refinarias, siderúrgicas e bancos.

No mundo corporativo, Zoom fechou a temporada de resultados do 1T20 com números impressionantes: Alcançou 265 mil clientes corporativos na carteira (+350%) e aplicativo passou a ser utilizado por mais de 100 mil escolas. Outros segmentos de tecnologia que despontam: Computação em nuvem da Amazon, Microsoft, Google e Alibaba adicionou US$ 24bi de receita (+45% ano contra ano) e continua crescendo à medida que empresas se adaptam à nova realidade de produtividade remota. E seguindo a Lei de Moore, tecnologia A100 da NVIDIA corta custo de processamento em 10x, energia em 20x e espaço em 25x: “Quanto mais você gasta, mais você economiza”, disse o CEO.

No mundo das redes sociais, Twitter (+9% no ano) bate recorde com 680 mil downloads em um dia, mas tem problemas com o governo americano por censura; na outra ponta, Facebook (+13%) diz praticar política de livre manifestação. No mesmo tema, Elon Musk volta aos holofotes acusando Amazon de censurar o livro “As verdades não ditas sobre o COVID-19 e o confinamento”.

@ggiserman
XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.