XP Expert

Facebook cai 23% após divulgação de resultados; o que aconteceu?

Veja o que os resultados da Meta mostraram e entenda a queda nas ações da empresa

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Nesta última quarta-feira, a Meta, anteriormente conhecida como Facebook, divulgou seus resultados do quarto trimestre de 2021. Alguns números e projeções para 2022 decepcionaram o mercado e a ação da big tech (FBOK34) chegou a cair -23% nos pós mercado da Nasdaq, varrendo cerca de US$ 175bi em valor de mercado da empresa em apenas algumas horas.

O que os resultados mostraram?

A empresa reportou uma receita de US$ 33,7bi vs US$ 33,4bi, em linha com o esperado pelo consenso e, um aumento de 20% a/a. O LPA (lucro por ação) foi de US$ 3,67 vs. US$ 4,24, -13% abaixo das expectativas dos analistas da Bloomberg e apresentando -5% de crescimento a/a. O Facebook registrou 2,91 bilhões de usuários ativos mensais no quarto trimestre, sem crescimento em relação ao período anterior e levemente abaixo das expectativas de 2,95 bilhões, a rede social está sentindo o impacto do aumento da concorrência pelo tempo dos usuários e uma mudança no interesse pelos vídeos, onde a publicidade não é tão lucrativa. A empresa afirmou que está sendo atingida por uma combinação de fatores, incluindo mudanças de privacidade no iOS da Apple (AAPL34) e desafios macroeconômicos, além disso culpou o crescimento abaixo do esperado em parte pela inflação e pelos problemas da cadeia de suprimentos que estão afetando os orçamentos dos anunciantes. A companhia informou que espera uma receita de US$ 27 bi a US$ 29 bi para o próximo trimestre, em comparação com US$ 30,3 bilhões estimados em média pela Bloomberg.

Competição com Tik Tok

Mark Zuckerberg disse na conferência após os resultados que a empresa está investindo pesadamente no Reels, espaço dentro do Instagram para criação de vídeos curtos, que se concentra em atrair usuários mais jovens e competir com o Tik Tok, que domina esse espaço, contudo esse segmento não é tão lucrativo como alguns outros da empresa. A curto prazo, o foco da empresa deve se concentrar na experiência do usuário e na geração de engajamento, ao invés de monetização. Como a taxa de monetização do Tik Tok é mais baixa que a do Facebook, a empresa deve adotar uma abordagem mais lenta a com a monetização para não arriscar o crescimento do engajamento. Como tal, a medida em que um dos focos da companhia deve continuar a avançar para o vídeo de formato mais curto isso também aumentará a incerteza em torno das estimativas de receita de anúncios de curto prazo de de 2022. Vale lembrar que a receita proveniente de publicidade representa 97% do total arrecado pela empresa em 2021.

Embora o Reels esteja ganhando força, a competição com o Tik Tok é acirrada, uma vez que a plataforma concorrente vem apresentando um crescimento extremamente acelerado. Dados do Sensor Tower apontam que nos últimos dois anos, enquanto o Facebook e Instagram contribuíram juntos 45% do crescimento total de tempo gasto em aplicativos de redes socais, o Tik tok contribuiu com 60%. Contudo, uma parte do mercado é otimista com o progresso do Reels, uma vez que a empresa conseguiu inovar no período de 2017-2018 com o sucesso dos stories que acabou se revertendo em uma fonte de receita para a companhia.

Investimento no Metaverso

A Meta também mostrou os resultados pela primeira vez do seu segmento Reality Labs, que ofereceu aos investidores informações sobre a unidade de negócios de consumo de realidade virtual e aumentada que está no centro dos esforços do metaverso. A unidade registrou prejuízo de US$ 3,3 bilhões no quarto trimestre, totalizando perdas de US$ 10 bilhões no ano de 2021. Ao anunciar a mudança de nome em outubro do ano passado, Zuckerberg disse que a empresa espera “investir bilhões de dólares nos próximos anos antes que o metaverso alcance escala”.

Porém, essa combinação de crescimento mais lento da receita, investimentos no crescimento e engajamento do Reels e gastos mais altos em iniciativas como o metaverso é um arranjo preocupante e incerto para os investidores, podendo levar a uma compressão nas margens da empresa nos próximos períodos.

Valuation

Os resultados da empresa vêm um dia depois que a Alphabet (GOGL34) superou as estimativas do mercado, elevando o preço de suas ações nessa última quarta-feira. A Apple (AAPL34) e a Microsoft (MSFT34) também superaram as estimativas de lucro e receita. Em termos de valuation com relação aos outros nomes das FAAMG’s (Facebook, Amazon, Apple, Microsoft e Google) a empresa é que apresenta o menor múltiplo de P/L (Preço sobre o lucro).

Fonte: Bloomberg, XP Research. Dados de 3 de fevereiro de 2022.

Riscos

  1. Compressão das margens acima do esperado diante de novas iniciativas de gastos com um horizonte ainda incerto;
  2. Falha na absorção e atração do público mais jovem;
  3. Desaceleração da receita proveniente de anúncios devido a concorrência com outras plataformas como Google e Tik Tok.

Catalisadores

  1. Iniciativas do Metaverso ganham ampla adoção e possível desenvolvimento de novas frentes de monetização;
  2. Aprimoramento da monetização do Reels, podendo retomar a lucratividade vista no passado;
  3. Melhora na inflação global e crise de abastecimento, o que poderá levar as empresas a possuírem um maior volume de caixa para investir em anúncios digitais.

Conclusão

A Meta está passando por uma desaceleração significativa no crescimento da receita proveniente de anúncios e no número de usuários do Facebook, enquanto embarca em uma transição cara e ainda incerta de longo prazo para o Metaverso. A competição do Tik Tok e as mudanças no iOS da Apple poderão exercer um impacto significativo sobre os negócios da empresa em 2022, visto que o Reels ainda tem um grande caminho a percorrer até a monetização. Por outro lado, a empresa que já negociava com um múltiplo de P/L (preço sobre o lucro) mais baixo que as FAAMG’s tornou-se ainda mais “barata”. Considerando o vasto histórico de sucesso do Facebook em implementar novas ferramentas dos concorrentes em suas plataformas, a sua robusta base de usuários e a grande presença de seus aplicativos no cenário das redes sociais, a desaceleração apresentada na última divulgação de resultados pode ainda ser revertida e traduzida em uma oportunidade para os investidores. Estes fatores podem ainda ser alinhados com as novas frentes de monetização futuras provenientes dos investimentos do metaverso.

XPInc CTA

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua!

XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.


Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.