XP Expert

Comentário Internacional: pior semana desde 2008, Fed e BCE vão agir

CENÁRIO GLOBAL Esta última semana foi marcada como a pior desde 2008 para as bolsas globais, enquanto os mercados esperam uma reação dos principais Bancos Centrais, podendo estimular o crescimento global que poderá ser ainda mais impactado devido os efeitos do coronavírus, sobretudo na atividade na Ásia e Europa. O Fed anunciou que o coronavírus […]

Compartilhar:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar via E-mail

Banco Central Americana (Fed)

CENÁRIO GLOBAL

Esta última semana foi marcada como a pior desde 2008 para as bolsas globais, enquanto os mercados esperam uma reação dos principais Bancos Centrais, podendo estimular o crescimento global que poderá ser ainda mais impactado devido os efeitos do coronavírus, sobretudo na atividade na Ásia e Europa.

O Fed anunciou que o coronavírus apresenta riscos crescentes para a atividade e que pretendem agir para sustentar a economia americana, com potencial corte de 50 pontos-base nas taxas de juros até a próxima reunião em 18 de março. Enquanto isso, o BCE segue movimento reduza as taxas de juros em 10 pontos base em meados de Abril.

A OCDE reduziu previsão de crescimento do PIB global em 2020 de 2,9% para 2,4%, indicando o pior nível desde 2009. Por outro lado, a instituição prevê que o PIB global se recupere em 2021 e cresça 3,3% (ante previsão anterior de 3,0%). A projeção de 2020 foi afetada principalmente pela desaceleração de economias asiáticas, e por ora, a OCDE não vê grandes impactos nas economias ocidentais. O rendimento dos Títulos do Tesouro americano de 10 anos atingiu o menor nível histórico de 1,07%, enquanto o ouro sobe mais 1,5% (US$ 1.608,00).

Macro: Na China, o PMI industrial medido pela IHS Markit/Caixin caiu de 51,1 em janeiro para 40,3 fevereiro, confirmando o impacto negativo da economia chinesa em virtude do coronavírus.

Política: a vitória contundente em primária na Carolina do Sul reanimou candidatura do ex-vice-presidente de Obama, Joe Biden. Após o resultado, aumentaram as chances do candidato disputar a indicação com Bernie Sanders. Destacamos também a desistência de dois candidatos: Pete Buttigieg, que venceu em Iowa, e o empresário Tom Steyer. Amanhã, na Super Terça-Feira, serão realizadas primárias em 14 estados e um território, alocando 34% dos delegados democratas. Após esta data podemos ver a corrida se afunilar ainda mais.

EMPRESAS

Temporada de resultadosHoje teremos: Unilever, JD.com, StoneCo, JOYY, Grocery Outlet Holding, GreenSky, Intra-Cellular Therapies e Air Transport Services Group.

Cisco: segue com rodada de corte de empregos, pois o fabricante global de equipamentos de rede enfrenta desaceleração do crescimento das vendas devido à incertezas sobre a econômica global e consequente redução de investimento ou CAPEX alocados para Tech por parte de grande parte das empresas. Para se ter uma ideia, as projeções da própria empresa são de queda de 1,5% nas receitas de março e -3,5% A/A no 1T20. Assim como Apple e Microsoft nas últimas duas semanas, a Cisco afirmou estar alerta para possíveis impactos do surto do coronavírus. Considerando seus atuais 75.000 funcionários, o grupo segue focado em diversificar parte de suas receitas, atualmente muito dependente da fabricação de roteadores e outros equipamentos de rede,  para serviços de software.

Twitter: A gestora de recursos ativista Elliott Management indicou quatro novos diretores na Twitter, considerando sua posição de aproximadamente US$ 1bi na empresa. Esta ação provavelmente envolveria a substituição do co-fundador Jack Dorsey, que iniciou uma segunda passagem como CEO da empresa em 2015. Além de seu cargo no Twitter, Dorsey lidera a Square Inc., uma empresa de tecnologia financeira que ele também foi  co-fundador. A princípio, a discussão ainda parece amigável junto a atual diretoria.

AstraZeneca, Merck MRK e Pfizer: alguns dos maiores fabricantes de medicamentos do mundo começaram a alertar que seus negócios podem ser afetados pela disseminação do coronavírus, enquanto o fornecimento de certos medicamentos ou vendas poderão ser afetados caso o surto se estenda até abril. Para evitar quaisquer interrupções nos suprimentos da China, essas empresas começaram a procurar fontes alternativas de suprimentos para medicamentos.

O Walmart e a Verizon Communications estão em discussões para equipar as 4.700 lojas da maior varejista nos EUA com tecnologia 5G. A Verizon conseguiu construiu uma rede 5G mais rápida do que a média de seus principais competidores no segmento, e isso está sendo visto como ligeiro diferencial por grande parte do mercado.

Huawei: em meio a ataques do governo Trump, a gigante chinesa segue em discussão com dirigentes em Washington na tentativa de atenuar a percepção negativa sob a empresa. Entre os contatados estão Abbe Lowell, advogado que representou o genro do presidente Trump, Jared Kushner, e Marcus Brauchli, ex-editor executivo do Washington Post e ex-editor-chefe do WSJ. A Huawei segue tentando anular os esforços de Washington para excluí-los das implementações da rede 5G em todo o mundo. Enquanto isso, os gastos com lobby da Huawei aumentaram significativamente no ano passado, com a contratação de empresas conhecidas como Steptoe & Johnson e Squire Patton Boggs. A Huawei é a maior fabricante mundial de equipamentos de telecomunicações e a segunda maior fornecedora de smartphones, à frente da Apple e atrás da Samsung, embora a maioria de seus produtos esteja efetivamente indisponível nos EUA após um relatório do congresso que considera ameaças para a segurança da informação no país.

Para mais análises sobre mercados internacionais:

Se você ainda não tem conta na XP Investimentos, abra a sua aqui.
XP Expert

Avaliação

O quão foi útil este conteúdo pra você?


Newsletter
Newsletter

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail?

Cadastre-se e receba grátis nossos relatórios e recomendações de investimentos

Telegram
Telegram XP

Acesse os conteúdos

Telegram XP

pelo Telegram da XP Investimentos

Disclaimer:

Este relatório foi preparado pela XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP Investimentos”) e não deve ser considerado um relatório de análise para os fins do artigo 1º da Instrução CVM nº 598/2018. Este relatório tem como objetivo único fornecer informações macroeconômicas e análises políticas, e não constitui e nem deve ser interpretado como sendo uma oferta de compra/venda ou como uma solicitação de uma oferta de compra/venda de qualquer instrumento financeiro, ou de participação em uma determinada estratégia de negócios em qualquer jurisdição. As informações contidas neste relatório foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Este relatório também não tem a intenção de ser uma relação completa ou resumida dos mercados ou desdobramentos nele abordados. As opiniões, estimativas e projeções expressas neste relatório refletem a opinião atual do responsável pelo conteúdo deste relatório na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. A XP Investimentos não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório e de informar o leitor. O responsável pela elaboração deste relatório certifica que as opiniões expressas nele refletem, de forma precisa, única e exclusiva, suas visões e opiniões pessoais, e foram produzidas de forma independente e autônoma, inclusive em relação a XP Investimentos. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da XP Investimentos, incluindo agentes autônomos da XP e clientes da XP, podendo também ser divulgado no site da XP. Fica proibida a sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da XP Investimentos. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

BM&F Bovespa Autorregulação Anbima - Gestão de patrimônio Autorregulação Anbima - Gestão de recursos Autorregulação Anbima - Private Autorregulação Anbima - Distribuição de Produtos de Investimentos

A XP Investimentos CCTVM S/A, inscrita sob o CNPJ: 02.332.886/0001-04, é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Toda comunicação através de rede mundial de computadores está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

B3 Certifica B3 Agro Broker B3 Execution Broker B3 Retail Broker B3 Nonresident Investor Broker

BMF&BOVESPA

BSM

CVM

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Cookies (gerencie suas preferências de cookies) e a nossa Política de Privacidade.